quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

RÁDIO. Dez anos depois, a programação noturna mudou?

Um texto do GENTE DE MÍDIA, publicado em 2018, abordava o problema das FMs e sua programação - eu diria, cartelizada - com o roteiro quase semelhante de todas as emissoras que usavam o pop como produto de difusão. Dez anos depois, alguma coisa mudou? Ou continua ainda a mesma pasmaceira?


FMs cearenses em busca
de uma identidade?
. Você já deve ter escutado alguma FM à noite. Qual é a sua opinião sobre a programação delas? Não parece que elas estacionaram nos anos 70/80 ou que ainda estão em busca de uma identidade? 
. Falo - na verdade, escrevo - isso, porque à noite, as FMs são muito parecidas. Até emissoras bem conceituadas como a Atlântico Sul, insistem em repetir um roteiro musical de décadas que já passaram. 
. Mas isso nem chega a ser tão preocupante. Pior é suportar a (insuportável) carga de bandas de cantoras gasguitas que as rádios descar(re)gam em nossos ouvidos. Técnica vocal, elas nem sabe que diacho é isso... 
. E se você não sabe, a previsibilidade da programação é tanta, mesmo porque a maioria das emissoras joga a programação no ar, via computador. Como um baião de dois que sai da geladeira e nem é requentado. 
. Afora isso, tem o som bate estaca de boate - com os DJs cariocando o vernáculo-, e o desfile de cantoras da leva Ana Carolina que já andam torrando o próprio saco delas. Ah! sobraram as emissoras evangélicas. 
. Pois pode tirar o jumentinho da chuva que nem elas estão salvando a noite. As que se travestem de som gospel, estão na verdade enganando o consumidor. 
. Ouvir por exemplo o programa 'Grace e você", na Rede Aleluia, é o mesmo que estar sintonizada numa FM cuja programação é dirigida a amantes. 
. A vinheta do programa dita de forma sussurrante deve fazer a delícia de quem acabou de entrar num quarto de motel e ligou a emissora errada. E o 'bg' (background) usando o indefectível saxofone de Kenny G que passa das medidas. 
. O que acontece com a programação noturna das FMs? Você não acha que elas ainda estão em busca de sua identidade? Quem pergunta, quer saber...

TV. Globo tenta recuperar audiência perdida na sua grade

A Rede Globo começa a acordar para o prejuízo que horários seus - principalmente, os da tarde - estão com reflexos no bojo da audiência. Há mudanças anunciadas como observa artigo dos jornalistas Cristina Padiglione e Gustavo Fioratti, na edição desta quinta feira na Folha de SP. 
"Até então, a Globo vinha recuperando audiência desde 2014, ano em que sofreu um tombo mais dramático. O momento mais baixo da curva foram os 15,1 pontos de média daquele ano, contra os 16,5 até dezembro de 2018 —cada ponto equivale a 711 mil espectadores." 

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

VÍDEO. O Brasil do carnaval em um recorte de cultura


FAMOSOS. Ator se proclama presidente do Brasil a la Guaidó

 (Foto: Reprodução/Twitter)
Apoiador histórico do PT, o ator José de Abreu, 72, se proclamou na noite de segunda-feira (25) presidente do Brasil. Em uma série de publicações no Twitter, ele diz que segue o exemplo do líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, que se declarou presidente interino da Venezuela, no dia 23 de janeiro. 
"A partir de hoje [25] eu sou o autodeclarado Presidente do Brasil. Igual fizeram na Venezuela. Lula está nomeado chefe da casa civil, militar e religiosa do Brasil", escreveu o ator. Desde então, Abreu publica mensagens sobre as suas decisões como presidente. Uma delas é soltar o ex-presidente Lula para que ele possa "assumir o Ministério dos Justos". 
Ele também fez críticas aos ministros do atual governo de Jair Bolsonaro, especialmente Sérgio Moro, ex-juiz e responsável pela condenação de Lula. "Outra coisa: Moro será declarado traidor da pátria e terá a mesma sentença que deu a Lula multiplicada por dez. Passará o resto da vida na cadeia fazendo PowerPoint com Dalagnol", escreveu em referência ao procurador Deltan Dallagnol, que atua na força-tarefa da Operação Lava Jato.

FONTE: TRIBUNA DO ESPÍRITO SANTO

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

PRÊMIO. Boechat homenageado pelo Prêmio Comunique-se

A 17ª edição do Prêmio Comunique-se vai homenagear o jornalista e apresentador Ricardo Boechat. O jornalista que comandava o Jornal da BandNews FM, da rede liderada pela BandNews FM 96.9 de São Paulo e o Jornal da Band, da TV Band, morreu na manhã do último dia 11, em acidente de helicóptero na rodovia Anhanguera, na Grande São Paulo, ao lado do piloto Ronaldo Quattrucci.

Boechat é o maior vencedor da história da premiação com 18 troféus conquistados entre 2006 e 2018. O jornalista  foi o único jornalista do País a figurar como "Mestre do Jornalismo" em quatro categorias do "Oscar da Comunicação": "Âncora de Rádio", "Âncora de TV", "Colunista de Notícia" e "Nacional - Mídia Falada".

A homenagem vai reconhecer o legado, a trajetória e a contribuição do profissional ao jornalismo e ao País. O Prêmio Comunique-se 2019 será realizado no dia 05 de novembro, em São Paulo, e vai agraciar os 27 maiores nomes da comunicação brasileira em 12 categorias.

"Perdemos um dos maiores comunicadores da nossa história. Ricardo Boechat praticava um jornalismo sério e era muito querido pelos pares e pelas massas. Foi o maior vencedor de todos os tempos do Prêmio Comunique-se. Nada mais natural e justo que prestarmos essa homenagem na edição deste ano", reconhece Rodrigo Azevedo, CEO do Grupo Comunique-se. 

FONTE: TUDORADIO.COM

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

BOECHAT. Último texto do jornalista foi sobre solidariedade

A viúva do jornalista Ricardo Eugênio Boechat leu, emocionada, o último texto que o marido escreveu antes da morte, dia 11 de fevereiro em desastre em SP. 


“Dizem os sábios que os primeiros registros a respeito do amor surgiram ainda na pré-história. Os estudiosos admitem que, em algum momento, por volta de 1.500.000 antes de Cristo, esse sentimento sublime aflorou no coração de nossos mais remotos ancestrais, ou foi por eles, então, percebido"."Desde então, a força do amor vem inspirando os homens em suas mais profundas crenças e criações. Sua densidade infinita levou-nos à devoção de deuses, concebidos ante a certeza de que algo tão elevado só poderia ter surgido de instância divina".
"Na nossa escala de valores, naquilo que cultivamos, geração após geração, ele é a fonte e a razão da própria vida. Sem o alimento que ele fornece, nem religiões, nem artes, nada, enfim, existiria. Esse protagonismo, entretanto, merece uma provocação".
"O tempo nos fez, também, evoluir. E aquilo em que nos transformamos permite que nos perguntemos se o amor, a despeito do tanto que é e sempre foi, seria, de fato, a mais elevada expressão do que somos como espécie. Será o amor o sentimento que mais nos caracteriza? Aquele que melhor nos distingue dos outros seres da Natureza? Se ele surge espontaneamente; se não depende de nossas decisões quando floresce ou morre, pode, então, estar no topo dos valores que reverenciamos? Nada contra o amor, claro. Sou um apaixonado crônico. Mas penso que essa primazia não cabe a ele e, sim, à solidariedade. Este é, também, um sentimento. E um sentimento que não existe sem o amor. Mas a solidariedade vai além. É o sentimento associado à ação. É o que floresce como amor, porque somos o campo fértil dessa semente, mas que prospera se estendemos a mão ao próximo, àquele que precisa de nós. 
É o ato racional, e, por isso mesmo, essencialmente humano. É o gesto de estender a mão, de acolher o semelhante, de dividir o pão. Sermos solidários é demonstrar capacidade de transformar o amor em atos. É fazermos jus ao que temos de melhor.”

domingo, 24 de fevereiro de 2019

JORNAIS. O pré-carnaval ganhou espaço na mídia cearense

Nem sempre foi assim, mas diante da demanda que o evento registra, jornais cearenses reconhecem a importância do pré-carnaval, como evento cultural e dinamizador econômico. Este ano, eles abriram espaço para divulgar notícias sobre as festas. A melhor cobertura é do DN, enquanto O Povo chegou até a surpreender nas foto-legendas de suas matérias. 




COLUNISTA SOCIAL Lúcio Brasileiro quer volta de programa

Sonho atual de Lúcio Brasileiro: quer de volta na TV o programa, "O Céu É O Limite", que a finada Tupi apresentou. Nele, o colunista iria responder sobre Raymond Radiguet, escritor morto precocemente aos 20 anos e que deixou o romance "Le Diable au Corps". 

JORNAIS. Ombudsman de O Povo relata problemas no portal

O comentário deste domingo na coluna de Daniela Nogueira, ombudsman de O Povo, refere-se aos problemas de ordem técnica que o site do jornal vem sofrendo. Nós chegamos a relatar esse fato aqui no blog e, pelo que ela diz, até agora, as coisas não foram ainda ajustadas devidamente. 
"Leitores, por óbvio insatisfeitos com a situação, têm se queixado e cobrado soluções. Uns perguntam como fazer para acessar notícias mais antigas que não estão disponíveis no portal" 
Navegar pelo portal O POVO Online já não é uma experiência muito fácil nem simpática para o usuário. Mas, nos últimos dias, essa experiência tem sido bem pior.Milhares de textos de matérias e artigos saíram do ar e ainda não foram recuperados. Em alguns casos, quando se clica em certos links, o redirecionamento é feito para uma página cheia de códigos e palavras desconexas - as fôrmas que ainda não foram preenchidas com os textos corretos. Além disso, há links quebrados e outros incorretos, que não funcionam.Leitores, por óbvio insatisfeitos com a situação, têm se queixado e cobrado soluções. Uns perguntam como fazer para acessar notícias mais antigas que não estão disponíveis no portal. Pesquisadores questionam como acessar os links de artigos publicados por eles e que, de repente, sumiram do portal. Esses artigos estão reproduzidos em seus currículos e são relevantes para pontuação acadêmica.Ler as colunas é outro problema. Há uma desproporção entre foto e texto - quando há texto. Em muitas, os textos anteriores sumiram ou só há colunas de dois anos atrás. Em determinados espaços, há apenas o nome do titular da coluna e uma foto. Isso já é péssimo de um modo geral. Quando se trata de colunas publicadas quase todos os dias, como Eliomar de Lima, Neila Fontenele e Alan Neto, por exemplo, é um caos. Até achar essas colunas no portal está difícil. E há leitores cativos de colunas, como sabemos.

CHARGES. A deste domingo da Folha está insuperável


TV. Maísa cresceu e ganha as tarde dos sábados no SBT

O “Programa da Maisa” irá ao ar aos sábados, no SBT, às 14h15. A estreia, marcada para 16 de março, já tem uma chamada circulando pela internet, a partir das redes sociais da apresentadora e da tela da emissora.



A edição de estreia será com Fernanda Souza, ex-Chiquitita, que no último semestre comandou um programa no mesmo horário, o “Só Toca Top”, pela Globo.
No SBT, tudo vale como experiência por curto prazo. Se a resposta não for muito boa rapidamente, o horário poderá mudar para uma faixa mais tardia, a princípio no sábado mesmo. O SBT quer fortalecer a programação desse dia da semana, que já vai bem na faixa noturna.

(AGORA-SP)

sábado, 23 de fevereiro de 2019

FAMA. Com "#Partiu...", Amenhotep Rodrigues se firma na TV


Ele tem nome de faraó: Amenhotep. Mas nasceu por aqui. Se parece, às vezes com Matt Damon, na época em que filmou o seriado Bourne". Como o americano, também é ator. Noutras vezes, lembra Shepard Smith, o âncora americano. 

A sua estreia foi na TV União. Depois passou pela Asse com o "JoviAL". Na  TV Diárion esteve no "Arena Hit". Mudou-se de armas e bagagens para a TV Verdes Mares, quebrando o jejum de programas locais na emissora da Rede Globo, com "Destaque VM", ao lado de Krisley Karen. 

O tempo mostrou que ele poderia ser dono de um horário com a sua cara. E aí ele virou a persona do "#Partiu...", que pega carona na edição sabatina do "Hoje" que versa sobre 'points' que o Ceará dispõe em termos turísticos. Foi com esse programa que ele fez sua estreia internacional em Paris. E deu conta do recado. 

Eu nunca o vi, pessoalmente. Mas ele sabe da admiração que tenho pelo seu trabalho. Amenhotep Rodrigues põe adrenalina em cada edição do seu programa. E, pelo que companheiros me dizem, ainda vem a ser uma pessoa do bem. É currículo pra mandar e render. 

RÁDIO. A festa em que emissoras ligam o piloto automático

Qual é o fato mais em evidência num sábado como esse na capital cearense? Quem responder que são as festas de pré-carnaval, acertou. Mas para algumas emissoras de rádio, no período carnavalesco, acontece o fenômeno do piloto automático em algumas emissoras. 


É o seguinte: no período carnavalesco, algumas emissoras gravam tudo e o ouvinte não tem, direito nem a saber a hora certa. Isso demonstra o desinteresse delas em cobrir um evento como esse, que tem reunido, na época do pré,  uma multidão, ávida de festa e entretenimento

Cansado da violência que marcou o mês passado, o cidadão de Fortaleza - e os turistas - querem se esbaldar, viver a festa compromissados apenas com alegria. Mas as rádios pouco se interessam pelo evento. 

A cobertura que se tem, inclusive das emissoras do segmento "news", se restringe a noticiar o evento, com mera dica dos locais e blocos, sem contudo ter a percepção de quanto ele rende em termos de informação e informalidade. Não se vê nenhum "ao vivo" das áreas onde a festa se desenvolve. 

A explicação que se dá para isso é que, a festa do carnaval em Fortaleza foi sempre (des)tratada como algo sem importância. As emissoras de rádio, durante o período momino, dão folga aos seus profissionais, gravam tudo e o que se tem - de sexta até a manhã da quarta de cinza - é um rádio vitrolão, marcado por música por música e comerciais.  

Com isso, os dirigentes passam ao público uma impressão de que o carnaval da capital só existe no vitrolão, o que não é verdade. Hoje, a festa ganhou maior público, a ponto de Fortaleza ser eleita o terceiro destino mais procurado nesse período. 

Mas o que se nota é que isso não chegou à mente dos produtores de rádio que podiam tirar mais proveito, prestando serviço a esse público e evitando que, durante o carnaval, tenhamos mais receptores desligados por conta de melhor opção, já que o rádio liga apenas o piloto automático para alegria apenas dos seus profissionais que folgam. 

TV. Um repórter se destaca nas coberturas da GloboNews

Victor Ferreira, um jovem repórter que a cobertura da GloboNews revelou, via tragédia de Brumadinho, se revela como a mais importante figura nas transmissões de "ao vivo". Seu desempenho em Minas foi tão relevante que a Globo o transferiu para o Rio. 

Deslocado para a fronteira do Brasil com a Venezuela, Victor tem reportado a crise naquele País de uma forma exemplar. 

Além de narrar os fatos que estão acontecendo no governo de Nicolás Maduro, ele tem uma visão ampla da crise e consegue atrair o telespectador pelo conteúdo de seu texto de improviso. 



TV. Programa vai contar detalhes íntimos de Michael Jackson



Neste domingo, dia 24, a edição do programa de tv americana, "60 Minutes", promete manchar a imagem do ídolo pop Michael Jackson. É que um ex-funcionário doméstico de Michael Jackson, Adrian McManus, denuncia em entrevissta ao jornalista Liam Bartlett, detalhes do que ele supostamente conseguiu ver durante sua estada de quatro anos na mansão da famosa estrela pop. Em particular, ele disse que o cantor e dançarino "acariciou e beijou" as crianças que visitaram seu rancho Neverland, localizado na Califórnia (EUA).

A notícia divulgada pelo site "La Verdad Oculta", da Argentina, detalha que o ex-empregado chega a dizer que "nunca se atreveu a contar o que viu lá porque ele havia recebido ameaças da equipe de Jackson e temido por sua vida e de sua família. 


"Eles me disseram que poderiam contratar um assassino para me levar para fora e cortar meu pescoço e que nunca encontrariam meu corpo" 


"Havia um lado gentil para ele, e ainda um lado sombrio também", acrescentou McManus. "Vi muitos toques, abraços, carícias, beijos", disse em um anúncio do programa. A versão completa da entrevista será transmitida no próximo domingo. 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

JORNAIS. Praias do Ceará são citadas pelo Washington Post

As praias de Jericoacoara e do Preá foram destaque em publicação do jornal norte-americano The Washington Post. Texto assinado pelo jornalista John Briley mostra a experiência do kitsurf e diz que a costa brasileira é um verdadeiro “safari” para os amantes do esporte. Também detalha a experiência no Delta do Parnaíba, entre os estados do Maranhão e do Piauí.


O texto, intitulado de “Along Brazil’s northeast coast, a kitesurfin’ safari” em inglês, pode ser lido no link: https://wapo.st/2ShPaEB

Texto original Focus

FOTOGRAFIA. Há aquelas que nem sempre são para sempre



Nas redes sociais circulou hoje uma postagem de 2015, com a reprodução de uma fotografia do Kaio Cézar ao lado do que ele (sic) diz ser "duas referências na comunicação". Uma delas é o Luiz Bilal e a outra o PC Norões, este último, segundo o próprio Kaio, teria sido o causador de sua saída intempestiva do Globo Esporte.   

O tempo é... o tempo!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

TV. Fernanda Montenegro continua internada no Rio

Boas vibrações para Fernanda Montenegro. A atriz de 89 anos, passou mal na terça no RGS, durante gravação de cenas da nova novela "A Dona do Pedaço", recebeu cuidados na região e foi transferida para o Rio. Ela está no Hospital Samaritano se recuperando. 

JORNAIS. Uma edição em latim para se ler em O Povo online

Ac repente, nihil ultra quam subito videtur ad paginas et latine textum POPULUM.




terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

JORNAIS. A capa de O Povo sobre a demissão de ministro




Estou tentando analisar aqui a cor preta da capa de O Povo, desta terça feira, referindo-se à demissão do ministro Bebiano. 

Terá sido para enlutar-se com a demissão dele? Ou para enterrá-lo de vez, já que a foto deixa a impressão de que ele está morto. 

Às vezes, usamos preto como sinal de luto. Estaria nossos companheiros lamentando o fato? Não acredito, pois imagino conhecer que, na redação da Aguanambi, há mais gente voltadas para luta do que desse tipo de luto.

Na verdade, vamos considerar outra opção: a crise continua. Então, o jornal quis dizer que "a coisa tá preta", o que, para alguns críticos mais acirrados, pode transparecer algo politicamente incorreto. 

Mas aí, mermão, é ser radical demais achando que tudo que se refira ao preto esteja ligado a preconceito, racismo. 

Qual é a sua opinião, leitor?


EMPREGO. Para quem busca vagas na área de comunicação







FONTE: Comunicação Cearense

RÁDIO. A força do veículo adaptando-se aos novos tempos



Quem faz rádio, quem ouve e, principalmente, quem programa essa mídia para anúncios publicitários, precisa ver o BOOK DE RÁDIO, na página do Kantar Ibope, sobre a força do veículo. É um trabalho de pesquisa de expressiva importância e que merece ser visto para que se tenha uma ideia do quanto o velho "sem fio" consegue se adaptar às mudanças.




NOMES. Fernando Sá, uma figura de fácil trato e harmonia

Luis Sérgio e Fernando Sá
Uma saudade no mundo da comunicação cearense: Fernando Sá. Ele faleceu segunda feira, depois de uma exemplar vida de repórter fotográfico. 

Dividi batente com ele, na redação de O Povo, onde ele revelou sua sensível percepção de fotógrafo, ilustrando matérias e, principalmente, sendo uma figura de fácil trato e harmonia. Fernando Sá deixa saudades.

O sepultamento do seu corpo se deu ontem no Cemitério São João Batista. 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

TV. Em coluna nacional, esposa fala sobre decisão de Kaio



Para ler a matéria completa clique AQUI 

CHARGES. Destaque para a do Miguel do Jornal de PE


PERSONALIDADE. Roberto vestiu rosa "porque me garanto"



2019, definitivamente, não é um ano qualquer. Quem esperava ver Roberto Carlos desistir do azul e branco e botar uma camisa cor de rosa em público? Pois aconteceu. Ontem foi o dia. 

Durante a coletiva da turnê "Emoções em Alto Mar", que acontece pela 15a. vez, Roberto apareceu de camisa rosa e explicou: "eu apareci de rosa porque queria fugir um pouco do azul, já que eu já estava ficando marcado pelo azul. E visto porque me garanto", respondeu a um repórter do jornal O Dia. 

domingo, 17 de fevereiro de 2019

TV. Sindjorce lança nota sobre o caso Kaio Cézar

O Sindicato dos Jornalistas do Estado do Ceará lança nota de solidariedade ao jornalista Kaio Cézar 

O pedido de demissão ao vivo do jornalista Kaio Cézar, durante o encerramento do Globo Esporte, da TV Verdes Mares, afiliada da Globo no Ceará, neste

TEVÊ. Ana Paula Padrão se oferece para substituir Boechat

Pouco tempo depois da trágica morte de Ricardo Boechat, Ana Paula Padrão se ofereceu para apresentar o Jornal da Band até que a emissora tenha uma substituto para o jornalista. As informações são do colunista Daniel Castro, do Notícias da TV.

BLOG. O maior recorde de acessos em menos de 24 horas

A postagem da demissão do Kaio Cézar, no GENTE DE MÍDIA, além do impacto causado pela atitude tomada por ele, bateu todos os recordes de acesso, em toda a história do blog. 

Em menos de 24 horas, do sábado até aqui, tivemos nada mais nada menos que 3.637 visualizações de um só texto, representsando segundo o registro Blogger de Postagens, o mais recente recorde deste visualizações do GENTE DE MÍDIA.  


TV. Kaio Cézar dá explicações de sua saída da Verdes Mares

O narrador Kaio Cézar, que ontem pediu demissão da Verdes Mares, no ar, ao final do Globo Esporte, postou no Facebook as razões para o seu gesto. Até ao meio dia e meia deste domingo, haviam reagido com comentários 4 mil e 300 internautas, além de 702 compartilhamentos e 942 comentários. A seguir o texto: 

QUALIDADES E DEFEITOS
Pela repercussão do caso e número de mensagens que venho recebendo, ao passo que agradeço todo o apoio, esclareço aqui meu motivos para pedir demissão ao vivo do Sistema Verdes Mares.

Sobre qualidade e defeito, um dia me disseram que há cargos cujos profissionais, para ocupá-los, precisam ter os dois, especialmente o segundo. Uma espécie de código real e não oficial, situado nas camadas baixas da honra e envolvido por conceitos tanto arrogantes quanto ultrapassados: “diz-me teus defeitos que eu fabricarei tuas qualidades”. Talvez seja tarde, mas hoje digo sob absoluta convicção que o que ouvi não era um pensamento vão, mas realidade comum e incontestável.Em quase onze anos de empresa – cheguei aos 17 de idade – cometi, lógico, muitos erros. Todos, no entanto, no âmbito profissional, ainda assim julgo ter passado bem, sem qualquer falta grave. Nunca um erro de ordem ética, no sentido de diminuir algum colega enquanto pessoa, por exemplo, ou assediá-lo moralmente. É só ir atrás e você vai ver que mantive minha linha, com retidão. Jamais ofendi a honra pessoal muito menos a família de alguém no meio de uma redação, outro exemplo.

Fizeram isso comigo. E fizeram mais.
 Darei apenas um nome, uma vez que os outros, de cargos menos elevados, cometeram falhas, acredito, mais por ter a proteção dele do que por maldade, simplesmente. E quanto a esses outros, já tratei dos problemas pessoalmente, então caso resolvido. Mas, quanto ao hoje diretor Paulo César Norões, eu preciso não me calar e encarar qualquer consequência e até retaliação. Me apunhalou por muito tempo.
Arrogante, ele nunca soube lidar com quem pensa diferente, principalmente os que julga inferiores. E eu, por ter raízes, convicções – políticas e esportivas – e personalidade extremamente opostas nunca fui respeitosamente aceito por ele. Lembro-me que um dia, no meio de uma reunião do esporte, quando era nosso editor-chefe, mandou-me “tomar no cú” por ter discordado dele. Curioso é que pouco antes, quando eu ainda estava na na TV Diário, outra emissora do SVM, ele havia tentado me barrar da cobertura da Copa das Confederações sob a alegação de que eu era “tímido demais”, nas palavras do diretor Roberto Moreira, diretor da TV Diário.
Roberto Moreira, aliás, apesar de amigo pessoal do PC, sempre foi muito correto comigo. Foi ele quem me abriu as portas dentro da empresa, me defendeu e me deu grandes oportunidades. Até quando tomou alguma atitude que me prejudicasse, procurou agir com decência e lealdade. Devo a ele gratidão e respeito. Espero que seja sempre assim.
Pois bem, depois da Copa das Confederações, com a ida de Antero Neto para o Rio de Janeiro, surgiu uma vaga na TV Verdes Mares. O próprio Roberto Moreira me chamou e, por três vezes, insistiu para que eu fosse conversar com PC a fim de ganhar uma oportunidade na principal emissora do estado – a esta hora PC já tinha achado um substituto em Fábio Pizzato, que passou a narrar os jogos. Eu relutei porque imaginava que ele, Roberto, estivesse me testando. Só após o quarto pedido tomei coragem de me dirigir ao PC, que disse não ter vaga. Ocorre que, quando Roberto soube da resposta, imediatamente entrou em contato com o diretor da TV Verdes Mares, Marcos Gomide e, poucos dias depois, eu estava ocupando a tal da vaga, já existente.
O tempo foi passando e os movimentos estranhos continuaram. Outra vez foi no Bom Dia Ceará, onde eu era o substituto do Marcos Montenegro. Quando estavam preparando a saída do Marcos para o CETV2, veio a informação de que outro profissional, então estagiário, ocuparia o lugar. Curioso é que, poucos meses antes, a Lianne Quezado, editora-chefe do Bom dia e uma das pessoas mais profissionais e corretas que conheço, tinha me falado sobre muitos elogios feitos à minha desenvoltura dentro do telejornal por uma equipe da Globo, que comumente vai às afiliadas avaliar o padrão jornalístico. Não fiquei calado e disse diretamente ao PC que aquela atitude era uma “sacanagem” comigo. Foi aí que o diretor Marcos Gomide interferiu e me confirmou no bloco de esportes do Bom Dia, dizendo, segundo me afirmou Fábio Pizzato, a seguinte frase: “Kaio é um talento que a gente não está aproveitando”.
Mesmo pouco depois saindo da editoria de esportes para ser um dos diretores do SVM, PC continuou interferindo nos assuntos do esporte dentro do grupo. E um dos projetos desenvolvidos logo após ele assumir o cargo que era do pai, Edilmar Norões - saudoso e de respeitosa memória - foi o projeto dos “Craques da Verdinha”, sob coordenação de Antero Neto e sob o rótulo da renovação. Para minha surpresa, mesmo tendo inclusive entregado um projeto – até os jingles da equipe são com minha letra, umas em parceria com Antero Neto - do qual muitas ideias foram aproveitadas e já sendo narrador da Rádio Verdes Mares desde 2008, fiquei inicialmente de fora. Só entrei depois da desistência de Bosco Farias, ainda assim, só para constar, com um dos menores, se não o menor salário da equipe. E tudo isso eu vinha denunciando.
Ainda em relação à rádio, num evento mais recente, durante a Copa da Rússia, Antero Neto, meu amigo e conterrâneo, teve uma atitude digna. Vendo que eu não estava narrando nenhum jogo do Brasil, me sugeriu narrar o último da primeira fase, único até então garantido de acontecer na capital russa, onde eu estava baseado. Para minha surpresa, ato contínuo do Antero: “Mas o PC não deixa. Embora eu não concorde, ele disse para eu narrar todos os jogos do Brasil e que eu sou o sucessor do Gomes Farias.” Daí eu indaguei, só por indignação: por que narramos juntos os jogos do Brasil na Copa América de 2011? E porque ele vem me elogiando tanto no grupo em meio a tantos diretores? Dissimulação? Fiquei sem resposta e continuei, com a força da gratidão, narrando os outros jogos.
Tudo isso foi ocorrendo em combinação com outros acontecimentos, que não posso reputá-los todos ao PC Norões, mas, por tudo isso que já relatei, seria natural pelo menos desconfiar que alguns tenham interferência dele.
Para me ater apenas ao que se refere à narração esportiva, inicialmente me tiraram dos jogos do Premiere Futebol Clube, onde narrei, se não me falha a memória, quatro jogos em três anos e depois de muita briga, mesmo sendo o titular da afiliada da Globo no Ceará. Depois, me tiraram da rádio, alegando, pasmem, que minha saída era para que eu pudesse me dedicar aos jogos do PFC, sendo que depois voltei pro rádio para tapar buracos e sem o salário que eu lá recebia. Por último, fui perdendo espaço também nas transmissões da TV Verdes Mares. O motivo? Tive que folgar obrigatoriamente dois domingos no mês. Apesar de absurdo do ponto de vista da rotina jornalística - muito mais do esporte, que trabalha essencialmente às quartas e domingos - tudo bem. Se é uma norma da empresa em acordo com o Ministério do Trabalho, o jeito é acatar. Mas, por que há contratos diferentes que não exigem isso? Mais uma vez fiquei sem resposta.
Por último, deixei para relatar o mais grave, que foge sobremaneira da esfera profissional. Em meio a tantos fatos que configuram perseguição, certa vez PC Norões se dirigiu à mim e proferiu ofensas à minha família que não as repito aqui porque tenho dois filhos, entre eles uma enteada, e poderia expor pessoas que não tem nada a ver com a história. Só adianto uma coisa, não tem nada a ver com traição da minha mulher, como inventaram de ontem pra hoje.E foi assim que pouco a pouco me escantearam, sem qualquer pudor ou respeito por mim, um profissional que se dedica há tanto tempo à mesma empresa, e que foi avaliado como sendo de “bom caráter” ao ser promovido de uma emissora a outra dentro do SVM.Sobre as imagens que ilustram esta postagem, são números do futebol da TV Verdes Mares, especialmente dos primeiros meses do ano, quando entramos no ar com maior frequência. Considerando todas as transmissões das afiliadas da Globo no Brasil, a Verdes Mares foi a que mais cresceu em 2018. E isso foi mostrado num evento da própria Globo, em São Paulo. Motivo de orgulho!
Agora vejam e reparem nos meus números e tirem suas conclusões. Não quero dizer, com isso, que sou melhor ou pior - não é essa minha indignação. Quero apenas constatar que as pessoas aprovaram meu trabalho, que foi construído ao longo de, ao todo, 15 temporadas da minha vida. Hoje sou um narrador de rádio e TV que, aos 28 anos, tem 3 Copas do Mundo, 2 Copas América e 1 Copa das Confederações, currículo raríssimo no Brasil para alguém da minha idade.
Recentemente, diante de todos esses problemas, cheguei a pedir minhas contas ao Marcos Gomide, diretor da TV Verdes Mares. Ele me pediu paciência e a única coisa que aconteceu foi aumentar o salário por um lado e tirar as horas extras por outro. Ou seja, ficou na mesma.
Fora dos jogos do PFC, passei a não receber mais cachês – que, por sinal, já avisaram que não serão mais pagos aos profissionais que trabalharem neste ano; fora da rádio, meu salário foi reduzido em quase 3 mil reais, sem falar no corte das horas extras. Quanto ao desgaste emocional, as pressões me deixaram no chão. Na Rússia, encarei uma crise emocional tão dura que, por Deus e pelas pessoas que amo, reconsiderei fazer o pior.
Apesar de tudo, preciso agradecer. Sou profundamente grato ao Sistema Verdes Mares pelas oportunidades que tive, embora nos últimos anos, o diretor citado tenha insistido em me tirar do páreo. Aproveito e pontuo aqui minha gratidão à outra pessoa, o mestre Tom Barros, que sempre esteve à minha disposição. Da mesma forma, faço saudações a todos os colegas do SVM e de outras empresas que, de alguma forma tenham me ajudado e que podem estar passando por algo parecido. A Mirela Forte, minha esposa, por exemplo, foi demitida um mês depois de voltar de licença maternidade, recebendo a notícia de que voltaria em breve. Alguns meses depois, foi decidido que não iriam mais contratar cônjuges de funcionários.
Disto isso, diante do paradoxo dos resultados que apresentei com meu trabalho enquanto narrador esportivo – minha principal função e motivo pelo qual me dedico ao jornalismo - e os problemas que enfrentei nos bastidores durante esses anos, humilde e despretensiosamente chego a uma conclusão: as qualidades necessárias para narrar no Sistema Verdes Mares eu possuo, mas os defeitos ideais para me manter no cargo, estes me faltam.
Kaio Cézar

sábado, 16 de fevereiro de 2019

TEVÊ. A Verdes Mares divulga nota sobre o caso Kaio Cézar


TV. Demissão de Kaio seria por conta de pressões internas

O gesto do apresentador Kaio Cézar, da TV Verdes Mares, demitindo-se em pleno ar no final da edição do Globo Esporte deste sábado, causou enorme repercussão, principalmente, nas redes sociais.  O vídeo da gravação ganhou dezenas de visualizações, muito embora deixasse os internautas sem uma explicação mais convincente. 

Fizemos algumas tentativas de contato com ele, através de ligações para o seu celular, mas ele não atendeu a nenhuma. Fontes extra-oficiais ligam a demissão ao fato de que ele não ficou satisfeito com problemas relacionados a cortes de salário e falta de folgas, além de pressões feitas em torno dos que atuam na emissora. O Portal Alta Definição justifica "falta de pagamento seriam os motivos". 

Em todo o País, a notícia da demissão foi replicada por sites ligados a entretenimento e ao esporte como o Catraca Livre, Yahoo Esporte, Eliomar de Lima e outros. 

Embora não haja nenhuma postagem relacionada ao fato, na página do Facebook de Kaio, os internautas se manifestaram. A  maioria dos fãs solidarizando-se com ele. Apoiando-o e dando-lhe força. 

TV. Kaio Cézar pede demissão em pleno ar no Globo Esporte

Surpresa no final do Globo Esporte da TV Verdes Mares, deste sábado: o competente narrador Kaio Cézar se despediu do público com ar de quem estava desgostoso e foi bem explícito: "Bom pessoal o Globo Esporte vai ficando por aqui e quero dizer que eu também fico. Porque neste momento estou pedindo demissão do Sistema Verdes Mares. Não abro mão do respeito, nem da dignidade para estar em lugar nenhum". E saiu de cena com a cara amarrada olhando para alguém no interior do estúdio.

O GENTE DE MÍDIA vai apurar e contar as razões que levaram o profissional a pedir demissão de forma tão inusitada. 

NOMES. O cinema perde Bruno Ganz, de "A Queda"


O ator suíço Bruno Ganz, famoso por interpretar o ditador nazista Adolf Hitler em “A Queda” (2004), morreu, neste sábado (16), em sua residência em Zurique, aos 77 anos de idade.
A informação foi confirmada pela imprensa alemã, mas as causas da morte não foram reveladas.
Ao longo de 50 anos de carreira, Ganz também estrelou diversos papéis de destaque, como o anjo Damiel em Asas do Desejo (1987) e na sequência Tão Longe, Tão Perto (1993), produções assinadas pelo alemão Wim Wenders.
(IstoÉ)

PLÁGIO. Padre Marcelo Rossi vai depor na Polícia carioca


Próxima semana, o padre Marcelo Rossi, de 51 anos, vai à Polícia prestar depoimento no inquérito em que apura denúncia de suposto plágio, envolvendo a escritora carioca Izaura Gargia, de 62 anos. 
Segundo o jornal carioca O DIA, o sacerdote, que já respondeu a outros dois processos por supostos plágios, não comenta o assunto, mas sua assessoria informou que ele está disposto a prestar todos os esclarecimentos que se fizerem necessários.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

BOECHAT. Empresas prestam homenagens ao âncora da Band


A revista ISTOÉ, onde Ricardo Boechat foi colunista ao longo de 11 anos, presta na edição deste fim-de-semana uma justa homenagem ao jornalista. Sua página está em branco com o registro da Editora3. 

Aqui no Ceará, o Sistema Jangadeiro de Rádio vai lembrar a passagem de Boechat pela Tribuna Band News e pela NordesTV, na segunda feira. Às 18 horas, no pátio da emissora, na avenida Antonio Sales, será celebrada missa de saudades aberta a participação popular. 

PERSONALIDADE. A grandeza do nome de Bibi Ferreira

Um leitor do GENTE DE MÍDIA nos telefona para reclamar que, não viu no blog o registro da passagem de Bibi Ferreira, ocorrido esta semana. É verdade. Mas, embora consideremos uma das maiores representantes da arte cênica brasileira - senão a maior -  não fizemos o registro com a mesma rotina de outras mortes. Até porque, de tantas notas assim, vamos acabar virando um blog só de obituário. 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

LITERATURA. A porção de luz de Nirton Venâncio em poesia

Nirton Venâncio é um dos profissionais da mídia com quem aprendi a ter a lucidez de avaliar os acontecimentos que a gente trabalhava, transportá-los ao impresso, com a grandeza da sua participação. Ele dividiu conosco algumas das matérias que fizemos, ele como repórter fotográfico de íntima percepção. E era mais do que isso; era um poeta. 

Com ele, aprendi a ter a ciência de que, na calma e na tranquilidade do seu fazer jornalístico, a alma da notícia se incorporava na magia das imagens, Por isso, o envolvimento com a matéria a qual eu produzia me levava a mergulhar no âmago de suas fotos e tirar dali lições que os leitores saberiam absorver. 

A imagem que ele fotografava era um componente importante ao texto que as páginas de O Povo abrigavam. Principalmente, porque as fotos do Nirton retratavam um misto de informação e poesia que se escondia por trás dos fatos mais simples. As suas imagens engrandeciam o nosso texto com um subliminar manto de poesia.

Pois esse lado poeta tem aflorado bastante na alma dessa grande alma que ele é. E, agora, sexta feira, dia 15, uma porção dessa luz materializada em poemas será entregue por ele "aos amigos que sempre estiveram no ponto de vista do meu coração", como ele tão bem escreveu no convite do lançamento. 

E ao enviar para mim um desses convites, um elo de orgulho preencheu-me a alma ao saber que, a bonomia de Nirton, me incluiu entre as pessoas de sua estima. O que é que eu queria mais? 

SERVIÇO

LIVRO: Poesia Provisória
AUTOR: Nirton Venâncio
QUANDO: Sexta, 15
ONDE:Livraria Lamarca
Av da Universidade, 2475
HORA: 19 horas

TV. Tom Cavalcante e Miguel Falabella juntos em novo sitcom


A dupla que ficou famosa no Sai de Baixo (1996-2002), que virou filme que será lançado dia 21 próximo, agora poderá reunir-se outra vez. Falo de Miguel Falabella, 62, e Tom Cavalcante, 56, que atuarão em um "sitcom" na Globo. 

A informação da UOL dá conta de que a dupla irá fazer um projeto onde eles atuarão como um casal gay. O projeto deve ser apresentado daqui a 15 dias à Globo para aprovação. A torcida do público, certamente, é de que eles possam dar (ops!) certo. 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

NOMES. Morre Deise Cipriano do grupo musical Fat Family

Morreu na tarde desta terça-feira (12), a cantora Deise Cipriano, do Fat Family. Foi vítima de câncer no fígado e desaparece aos 39 anos.
Segundo informações do UOL, Deise foi internada em 21 de agosto após passar mal, a cantora foi diagnosticada com câncer no aparelho digestivo.