terça-feira, 17 de outubro de 2017

JORNAIS. O Povo abre inscrições para sua nona corrida

Tradicionalmente, realizada sábado à noite, a 9ª edição da Corrida O POVO está com inscrições abertas e traz percursos de 7,5km e 15km, além de categoria especial para cedeirantes.  A largada será às 19 horas, no dia 25 de novembro, na Avenida Carlos Jereissati (do Aeroporto). As inscrições podem ser feitas no site da Caprius (caprius.com.br) ou na loja Pratick Esportes.

A taxa de inscrição é de R$ 65 para o primeiro lote, que vai até o dia 31 de outubro. De 1º a 18 de novembro, o valor do segundo lote é de R$ 75. Assinantes do O POVO, de posse do Cartão O POVO ou declaração de assinante no ato da inscrição presencial, terão um desconto de 30%. A declaração pode ser solicitada pelo telefone (85) 3254 1010 e sua retirada será na sede do O POVO ou enviada por e-mail. Atletas com idade igual ou acima de 60 anos, conforme o Estatuto do Idoso, ganham desconto de 50%.


MÍDIA. Um duvidoso gosto pela vida íntima de personalidades

Não é por falta de assunto, mas por se interessar pela vida íntima de personalidades que, uma parte da mídia, busca se especializar no ítem 'gossips' - expressão que designa fofocas. O índice de informações relacionadas a isso tem se avolumado, mostrando que há mais interesse em divulgar quem busca fama do que aquele que busca importância. Alguns dizem que atendem a interesses do leitor. Será verdade? O que você, leitor, acha disso?

sábado, 14 de outubro de 2017

CINEMA. Vida de Roberto Carlos vai virar filme em 2018

Roberto Carlos vai ganhar uma cinebiografia. O filme, que terá direção de Breno Silveira, terá como cena de abertura a reprodução do acidente que fez o Rei perder sua perna direita. O anúncio foi feito pelo cineasta em entrevista durante o “Conversa com Bial”, na última quinta-feira. Para a produção, além do cantor, o crítico Nelson Motta tem colaborado com entrevistas e registros.
“É o filme contado por ele, na primeira pessoa. Está partindo muito do que ele está contando da história dele. É muito bonito. O convite partiu dele. Ele se abriu, contou histórias que muita gente não sabe. O tamanho que é Roberto Carlos nesse país me deixa muito impressionado. O que mais me deixa emocionado é ver que, de certa forma, ele cantou a vida dele”, destaca Silveira.
A responsável pelo roteiro, Patrícia Andrade, enfatiza que a equipe vai explorar fases da vida que o grande público não conhece:
“As letras trazem muito da vida dele. Temos visto isso durante esse momento de desenvolvimento. Ele tem sido generoso, está abrindo o coração. Isso está sendo essencial para a gente contar uma boa história, trazer surpresas... Porque ele é um ídolo! (...) A história começa com o acidente de trem, de quando ele tinha 6 anos e perdeu parte da perna”.
O episódio nunca foi abordado pelo cantor em entrevistas. Para Silveira, a declaração inédita é fruto de seu novo momento:
“Ele está num ponto bonito da vida. Chegou com uma vontade surpreendente de contar essa história. Ele está parando praticamente toda a sua agenda para conversar com a gente, se concentrar (...) Está tratando como se fosse um legado (...) Várias vezes tem uma música que você não entende como foi feita e quando se revela a forma como ele criou, como ele viveu, como botou para fora, você vai às lágrimas (...) É uma responsabilidade”.
FONTE: Gazeta do ES

HQs. Capa da revista Asterix é leiloada por 1,4 milhão

A capa original de uma história em quadrinhos de Asterix, "Le Tour de Gaule" ("Uma Volta pela Gália com Asterix" em português) foi vendida nesta sexta-feira pelo preço recorde de 1,4 milhão de euros em um leilão em Paris, anunciou Drouot, a casa organizadora.

Esta ilustração em guache e tinta colorida, com dedicatórias manuscritas da dupla Goscinny-Uderzo, estava estimada em entre 180.000 e 200.000 euros. A capa de outra publicação, "Le Bouclier averne" ("Asterix e o Escudo Arverno" em português), avaliada no mesmo valor, alcançou 1,2 milhão de euros.

O leilão desta coleção, pertencente ao ex-diretor e apresentador de televisão Pierre Tchernia, totalizou 2,9 milhões de euros.

JORNAIS. Desde o dia 10 o Diário de SP não renova página


quarta-feira, 11 de outubro de 2017

HUMOR. Rossicléa reconta Iracema, a ex-virgem de Alencar


NOMES. Morre Newton Sales um dos bambambãs do rádio

Tomo conhecimento pelo Facebook da jornalista Jocasta Pimentel da morte do radialista Newton Sales, um dos nomes mais presentes na história do rádio cearense. Eu o considerava um bambambã como se dizia no passado. Ele tinha 54 anos na Verdes Mares, sendo um dos mais antigos. 

Escreveu ela: "O rádio cearense perde um grande e dedicado profissional nessa quarta-feira, o colega Newton Sales. Lembro dele na redação da Verdinha dizendo no fim do expediente: "menina, agora você toma de conta porque já deu a minha hora". Vai deixar boas lembranças, Niltinho", no que todos concordamos. 


LIVROS. 100 títulos de obras infantis para presentear

  1. A Arca de Noé – Vinícius de Moraes
  2. A Árvore Generosa – Silverstein
  3. A Bolsa Amarela – Lygia Bojunga
  4. A Branca de Neve – Irmãos Grimm
  5. A Bruxa Salomé – Audrey Wood
  6. A Bruxinha Atrapalhada – Eva Furnari
  7. A Bússola de Ouro – Philip Pulman
  8. A Casa Sonolenta – Audrey Wood
  9. A Comédia Humana – William Saroyan
  10. A Cor da Magia – Terry Pratchett
  11. A Espada na Pedra – T. H. White
  12. A Fada Que Tinha Ideias – Fernanda Lopes de Ameida
  13. A Família do Marcelo – Ruth Rocha
  14. A Fantástica Fábrica de Chocolate – Roald Dahl
  15. A Guerra dos Botões – Louis Pergaud
  16. A História do Dr. Dolittle – Hugh Lofting
  17. A História do Leão Que Não Sabia Escrever – Martin Baltscheit
  18. A História do Pedro Coelho – Beatrix Potter
  19. A História sem Fim – Michael Ende
  20. A Ilha do Tesouro – Robert Louis Stevenson
  21. A Lua Dentro do Coco – Sérgio Capparelli
  22. A Moça Tecelã – Marina Colasanti
  23. A Operação do Tio Onofre – Tatiana Belinky
  24. A Pedra Encantada de Brisingamen – Alan Garner
  25. A Sociedade do Anel – J. R. R. Tolkien
  26. A Teia de Charlotte – E. B. White
  27. A Terra dos Meninos Pelados – Graciliano Ramos
  28. A Turma da Mônica – Maurício de Souza
  29. A Vaca Mimosa e a Mosca Zenilda – Sylvia orthof
  30. A Vaca Proibida – Edy Lima
  31. A Vida Íntima de Laura – Clarice Lispector
  32. Adivinha Quanto Eu Te Amo – Sam McBratney
  33. Armazém do Folclore – Ricardo Azevedo
  34. As Aventuras de Alice no País das Maravilhas – Lewis Carroll
  35. Beleza Negra – Anna Sewell
  36. Bisa Bia, Bisa Bel – Ana Maria Machado
  37. Bruxa, Bruxa, Venha à Minha Festa – Arden Druce
  38. Cena de Rua – Angela Lago
  39. Chapeuzinho Amarelo – Chico Buarque
  40. Cinco Crianças e um Segredo – E. Nesbit
  41. Contos de Fadas – Charles Perrault
  42. Contos de Fadas – Hans Christian Andersen
  43. Contos Tradicionais do Brasil – Luís da Câmara Cascudo
  44. Diário de um Banana – Jeff Kinney
  45. Emil e os Detetives – Erich Kastner
  46. Fábulas de Esopo
  47. Heidi – Johanna Spyri
  48. História das Crianças e do Lar – Irmãos Grimm
  49. Histórias Assim – Rudyard Kipling
  50. Indez – Bartolomeu Campos de Queirós
  51.  Jardins – Roseana Murray
  52. Lúcia, Já-Vou-Indo – Maria Heloísa Penteado
  53. Mafalda – Quino
  54. Marcelo, Marmelo, Martelo – Ruth Rocha
  55. Mary Poppins – P. L. Travers
  56. Menina das Estrelas – Ziraldo
  57. Moby Dick – Herman Melville
  58. Mulherzinhas – Louisa May Alcott
  59. Naruto – Masahi Kishimoto e Shonen Jump
  60. O Estranho Caso do Cachorro Morto – Mark Haddon
  61. O Fantástico Mistério da Feiurinha – Pedro Bandeira
  62. O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá – Jorge Amado
  63. O Gênio do Crime – João Carlos Marinho
  64. O Golem – Isaac Bashevis Singer
  65. O Homem que Amava Caixas – Stephen Michael King
  66. O Jardim da Meia-Noite – Philippa Pearce
  67. O Jardim Secreto – Frances Hodgson Brunett
  68. O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa – C. S. Lewis
  69. O Maravilhoso Mágico de Oz – L. Frank Baum
  70. O Menino Mágico – Rachel de Queiroz
  71. O Menino Maluquinho – Ziraldo
  72. O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint- Exupéry
  73. O Príncipe Feliz e outros Contos – Oscar Wilde
  74. O Rei do Rio de Ouro – John Russel
  75.  O Sofá Estampado – Lygia Bojunga
  76. O Ursinho Puff – A. A. Milne
  77. O Vento nos Salgueiros – Kenneth Grahame
  78. O Vovô Fugiu de Casa – Sérgio Caparrelli
  79. Ode a uma Estrela – Pablo Neruda
  80. Oh! – Josse Goffin
  81. Onde Vivem os Monstros – Maurice Sendak
  82. Os desastres de Sophie – Condessa de Ségur
  83. Os Meninos da Rua Paulo – Ferenc Molnár
  84. Ou Isto ou Aquilo – Cecília Meireles
  85. Peter Pan – J. M. Barrie
  86. Pinóquio – Carlo Collodi ou Carlo Lorenzini
  87. Pippi Meia Longa – Astrid Lindgren
  88. Pluft, o Fantasminha – Maria Clara Machado
  89. Por que o Elvis não Latiu? – Roberto Frizero
  90. Rebeca do Vale do Sol – Kate Douglas Wiggin
  91. Reinações de Narizinho – Monteiro Lobato
  92. Sábado na Livraria – Sylvie Neeman
  93. Sem Cabeça nem Pé – Edward Lear
  94. Sem Família – Hector Malot
  95.  Série Bruxinha – Eva Furnari
  96. Tonzeca, O Calhambeque – Camilla Cerqueira Cesar
  97. Um Amor de Botão – Pauline Carlioz
  98. Uma Dobra no Tempo – Madeleine L`Engle
  99. Uma Ideia Toda Azul – Marina Colasanti
  100. Xisto no Espaço – Lúcia Machado de Almeida

JORNAIS. Eri deixa Diário do Nordeste depois de 23 anos

Texto de João Neto

Umas das jornalistas mais valiosas do jornalismo impresso cearense deixou a redação do Diário do Nordeste, após 23 anos de trabalho. Eri, assim chamada pela equipe que coordenou, passou por várias editorias. Ela nasceu repórter. Foi chefe de reportagem e terminou chefe de produção. Não posso esquecer da coluna no Caderno 3.   Nenhum cargo tinha o tamanho do profissionalismo dela.
Eri tem de jornalismo o que eu tenho de idade (essa foi pra frescar mesmo). Ela me ensinou a tirar três pautas de um parágrafo. Eri descobria pauta onde ninguém mais via. Um fato que eu vou guardar por eras é o dela ter descoberto o último plano de racionamento de água do Estado. Por causa de uma única palavra, “racionamento”, na última linha de uma frase, ela mandou eu cutucar Deus e o mundo. Em pouco tempo conseguimos todo o plano e quando iria começar.

Trabalhando juntos e colados, costa com costa, rimos muito. Cantamos muito. Ela me apresentou Pedro Mariano e eu Wesley Safadão. Levo do nosso tempo juntos o fuçar, o fazer o bem e o ânimo em conseguir uma informação nova sobre o mesmo assunto.
Da mesma forma que o jornalismo une ele separa. Mas sei que o abraço do próximo encontro vai ser sempre o melhor. Que a distância só aumenta os amores. E breve iremos no Mercado dos Peixes, na Praia de Iracema e ao cinema. 

terça-feira, 10 de outubro de 2017

RÁDIOS. As AM mais ouvidas do Ceará via internet


RÁDIOS. Duas cearenses entre as 15 mais ouvidas do BR



E a Tribuna Band News FM consegue a façanha de ser a oitava emissora entre as FM do Estado, com sua programação pautada apenas no radiojornalismo.



RÁDIO.TV Os vícios de linguagem mais comuns no Ceará

Quem faz e ouve rádio, como eu, tem os ouvidos atentos a qualquer falha que, porventura, cometamos. São vícios que não tratados a tempo acabam virando rotina e revelando falta de atenção na atividade. Alguns profissionais do rádio e da TV, que estão chegando ao batente agora, precisam atentar para esses vícios de linguagem e problemas de dicção que os levam a cometer erros no ar. Tem jornalista que teima em pronunciar gonverno ao invés de governo. Outros trocam letras como o G pelo Z, com anúncios gravados com Zerardo, Zilberto Zil, enzenheiro. A repórter Lara Veras, por exemplo, fez uma correção de quem teima em pronunciar Aguanhambi ao invés da palavra correta da avenida Aguanambi. Há os que pronunciam palavras com omissão de algumas letras como "fazeno" ao invés de fazendo, comentano, estudano - vício, aliás, de muitos políticos também que precisam ser corrigidos. Mas o problema mais grave tem a ver com a dicção de certos estagiários que adentram na atividade do rádio e da tv e não buscam ajuda de um fono para correção de seus problemas. É melhor prevenir do que irradiá-lo. 

sábado, 7 de outubro de 2017

LEITURAS. 'Inconteste' analisa manchetes equivocadas





    • MÍDIA
    •  

    Más manchetes

    O Facebook nos mostra hoje dois exemplos de títulos ruins – seja pela ambiguidade, seja pela desinformação.
    Chamada do Diário do Nordeste diz que o Governo Federal quer censurar a internet. Nada mais falso. A iniciativa é do deputado Aúreo Ribeiro (RJ), líder do Solidariedade na Câmara dos Deputados. Sobre o Governo Federal, o que existe é um apelo para que ele vete a excrecência que foi pendurada na Reforma Política. Segundo o autor, é para evitar fake news, coisa que o Diário fez, com o título errado. 
    Outro título infeliz é do site 247, sobre a migração de um grupo político para o PDT. O título é  ambíguo, pois fala em desembarque no PDT. Na verdade, o grupo de Icó está EMBARCANDO NO PDT, atendendo a convite do ex-governador Cid Gomes, como explica o ex-deputado estadual e ex-prefeito de Icó, Nunes Neto.
  •  
  •  
  • Escrito por: 

TV. Arnaldo Santos volta dia 15 com o 'Observatório na TV'

O jornalista, radialista e professor Arnaldo Santos, vai ocupar espaços na televisão local. Ele comendará o programa Observatório na TV Fortaleza – Canal 6 (Multiplay).
Arnaldo estreará dia 15, a partir das 23 horas, sempre recebendo convidados das áreas de política e economia e repercutindo ainda temas nacionais.

(Blog do Eliomar)

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

TV. Globo acabará com 'Estrelas', o programa da Angélica

A Globo decidiu acabar com o "Estrelas", programa comandado por Angélica há mais de uma década. Depois de ser reformulada duas vezes neste ano, mostrando ações sociais e agora curiosidades turísticas pelo país, a atração teve o formato considerado desgastado pela direção e deixará a programação no meio de 2018. Angélica ganhará novo programa logo depois, também envolvendo famosos, com estreia em setembro.

AGORA/SP

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

VÍDEO. Filhas de Madonna cantam funk de autor brasileiro


Enquanto no Brasil o funk pode ser considerado crime, no carro de Madonna é uma forma de trabalhar o português. Ao menos é isso que mostra o vídeo postado pela cantora, em que as filhas gêmeas Estere e Stelle aparecem cantando, e dançando, o hit Olha a explosão, de MC Kevinho. O vídeo em que as gêmeas, de apenas 5 anos, aparecem cantando o funk brasileiro foi publicado no Instagram e visto por mais de 90 mil pessoas. Na legenda, Madonna escreveu "trabalhando em nosso português", em tradução literal.

Estere e Stelle mostram que Olha a explosão tem um hit contagiante e aproveitam para fazer alguns passinhos. Mesmo que não consigam acompanhar a letra inteira, elas usam o melhor do português e cantam até as batidinhas da música. O vídeo tomou conta das redes sociais e está entre os assuntos mais comentados no Twitter, com vários compartilhamentos. 


Uma publicação compartilhada por Madonna (@madonna) em

Kevinho aproveitou a rede para se manifestar e disse que vai ensinar os filhos de Madonna a darem uma sarrada. "Sério! Que honra ver a Rainha do Pop e sua família ouvindo minha música. Nosso funk." 

As meninas parecem gostar bastante de música e aparecem cantando e dançando em vários vídeos no Instagram da cantora. Em um deles elas dão voz ao hit Waka waka, de Shakira, feito para a Copa do Mundo de 2010. Além das gêmeas, Madonna tem outros quatro filhos: Lourdes, 20; Rocco, 17; e David e Mercy James, 11.

ORITGINAL: Correio Braziliense

TEVÊ. Magno Alves: "só aparece quem está em evidência"

O jogador Magno Alves, em conversa com reportagem da TV Verdes Mares após o jogo de ontem do Ceará, chegou a dizer que estava com saudade das entrevistas. "A gente só aparece quando está em evidência", reconheceu ele falando sobre a fase ruim que passou no time nos últimos jogos, ao mesmo tempo em que se queixava daqueles que esquecem o lado humano de todo profissional e só o vêem em tempos de destaque. 

CASAMENTO. Campeã do BBB casa-se na capital cearense

Deu no Observatório dos Famosos: Subiu ao altar na noite desta terça-feira (03), a ex-BBB Munik Nunes, que ficou famosa ao se tornar a campeã da décima sexta temporada do reality de confinamento da Rede Globo.

A cerimônia aconteceu na Igreja Pequeno Grande, em Fortaleza, terra de seu agora marido, o empresário Anderson Felício.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

NOMES. Morre em Fortaleza o cantor Sérgio Sá (Paul Bryan)


Morre em Fortaleza Sérgio Sá, o musico, cantor e compositor cearense que chegou a gravar com o nome de Paul Bryan. Ele trabalhou com Stevie Wonder nos EUA e muita gente famosa da MPB. Eu cheguei a entrevistá-lo na Povo-CBN, onde ele falou sobre sua carreira e a vontade de montar em Fortaleza um estúdio, produzindo artistas da terra. 

Informação do G1

WEB. O 'Fortaleza de Ninguém' ganha nosso reconhecimento

Um salve para a turma que é responsável pela página Fortaleza de Ninguém. De forma irreverente e sarcástica, eles falam de hábitos que merecem ser denunciados e que não combinam com a cidade que já respira os ares do 20-50 do governo Camilo. Quem tiver consciência para reivindicar direitos e cobrar posturas mais consentâneas com os dias atuais, deve clicar AQUI e se deliciar. 

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

JORNAIS. Eliezer acusa colega de deboche para com o farol


Uma nota publicada no rodapé da coluna do jornalista Alan Neto, na edição de O Povo, de domingo (1.10.2017), foi criticada nas redes sociais pelo jornalista Eliezer Rodrigues (ex-editor do mesmo jornal) quanto ao destino a ser dado ao antigo farol do Mucuripe substituído, recentemente, por outro. 

Alan, na opinião de Eliezer Rodrigues teria usado de deboche com relação ao caso, ampliando "o descaso que se tem pela memória patrimonial do Ceará, especialmente a de Fortaleza. Se assemelha ao deboche", acentuou. 

É que o colunista esportivo de O Povo sugeriu leiloar ou fatiar o antigo farol do Mucuripe, "para vender cada pedaço de tijolo”.

SHOW. Aviões do Forró reúne fãs na festa à fantasia

O Aviões do Forró reuniu uma turma grande de famosos anteontem, em Fortaleza (CE), para um show em comemoração dos 15 anos do grupo. Como a festa era à fantasia, todos foram a caráter. Cleo Pires, por exemplo, surgiu vestida de Mulher Maravilha. Sem o namorado Arthur Aguiar, Mayra Cardi foi de She-Ra. Já David Brazil escolheu ir de Pablo Vittar.
(Agora)

domingo, 1 de outubro de 2017

TV. Tom Cavalcante liberado para participar do Teleton

Tom Cavalcante está liberado para participar no dia 28 de outubro da nova edição do Teleton, no SBT. O canal Multishow, ao qual o humorista cearense está ligado, deu liberdade total. 


TEVÊ. Projeto da Band era para reunir 'jovens jornalistas'

Um projeto da Band de reunir 'jovens jornalistas' numa produção que integraria profissionais de todo o País estava na pauta da emissora paulista, mas foi descartado. O crítico Flávio Ricco lamentou em sua coluna deste domingo quando diz que "gente de todo o país se interessou em fazer parte do projeto, mas ele simplesmente não saiu do papel. Uma pena". Me fez lembrar o extinto (e saudoso) Câmera 12 da TV Jangadeiro que bem poderia voltar à pauta da emissora cearense. 

sábado, 30 de setembro de 2017

PROTESTO. Cantor cearense publica foto nu nas redes sociais


O cantor cearense Marcus Caffé chamou a atenção dos internautas do Facebook ao publicar nessa rede social uma fotografia sua, nu de costas e a legenda de que era em protesto pela decisão do Tribunal de Justiça em Brasília. 

Hoje, ao comentar uma postagem da cantora Kátia Freitas, sobre a polêmica das exposições de nus adultos, ele lembrou o fato e citou: "Postei essa foto no dia em que divulgaram a decisão do TJ DF entre elogios uma turma que deixou esse delicado convívio virtual...imagina se houvesse erotismo rsrs..."

RÁDIO. Veículo consegue ser mais popular do que a internet


“O rádio tem uma relação com as comunidades locais muito forte e é uma relação de mão dupla”, afirmou o jornalista Fernando Morgado. Ele esteve em Santa Catarina durante o Mídia Sul 2017 quando falou sobre “A força do rádio e da TV aberta”. 

Morgado disse que 89% dos brasileiros ouvem rádio, 97% da população tem TV em casa, mas apenas 58% usam a Internet. E ainda parte dessa audiência online é de pessoas que estão consumindo rádio e TV por outros meios, como aplicativos e redes sociais. (Fontes: Book do Rádio/ Kantar IBOPE e PNAD/IBGE) 

Segundo a Pesquisa Brasileira de Mídia 2016, realizada pela Secretaria de Comunicação do Governo Federal, 57% dos brasileiros dizem confiar sempre ou muitas vezes no conteúdo veiculado pelo Rádio, 54% quando o conteúdo é veiculado pela TV e apenas 20% na Internet. 

Fonte: Acaert, via WAW

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

RÁDIO. Ouvinte discute papel da associação criada por ele

O professor Djacyr Souza é o criador da Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará. Interessado em prestigiar o encontro de fãs desse veículo, ele emprestou boa parte de seu tempo discutindo a qualidade do que se faz no Ceará e reunindo pessoas interessadas. No entanto, ele nos escreve se dizendo frustrado, já que segundo ele "os radialistas não querem a mudança estou me desligando desta associação na certeza de que fiz o que pude pelo rádio, mas a incompreensão e a descaracterização de uma luta acabaram cansando meus ideais". Lamento, pois sei das boas intenções do professor e de seu grupo, ao mesmo tempo em que reafirmo o apoio que sempre demos a iniciativas que visem a melhoria do 'sem fio'. Incompreensões existem em toda atividade; professor. Nada do que é humano me surpreende. 

Nonato:

Durante quatorze anos estive desenvolvendo ações na Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará e durante este período realizamos exposições temáticas sobre o rádio, criamos a cartilha do ouvinte e promovemos prêmios, encontros e até festivais musicais sempre com o objetivo de valorizar a figura do ouvinte e de todos que fazem o rádio. Durante este período fui membro ativo da associação sempre divulgando, sempre escrevendo sobre o rádio e tentando de todas as formas valorizar este meio de comunicação e seus personagens. O grande problema é que encontrei várias resistência dos radialistas, dos proprietários de rádio e até de operadores de áudio que desferiram calúnias, brincadeiras e desrespeito à nossa causa. Chegaram até a criar no imaginário que nossa associação teria a função de censora quando sequer pensamos nisso basta consultar nossos estatutos para comprovar que nunca tivemos esta função. Vendo que não posso dar murro em ponta de faca e que os radialistas não querem a mudança estou me desligando desta associação na certeza de que fiz o que pude pelo rádio, mas a incompreensão e a descaracterização de uma luta acabaram cansando meus ideais. Claro que não sou a associação, pois seu objetivo era criar um momento de união entre aqueles que ouvem rádio e tentar valorizar tanto a esses quanto a um meio de comunicação que tem graves problemas, mas ninguém quer ver ou finge que não vê...A frustração toma conta de mim e sei que não sou herói de nada e que o rádio mereceria mais respeito...por tudo isso prefiro deixar a associação e talvez com isso ela melhore, crie vida e seja eficiente. Sinto que estou atrapalhando

HOMENAGEM. Ficou mesmo para quando a homenagem?

E o Eliomar de Lima está informando alteração na data da homenagem que ele e seu blog iriam receber na Câmara Municipal. Mas, a coordenação do evento não pautou a nova data.