sábado, 29 de dezembro de 2018

JORNALISTAS, Sindicato reduz contribuição a 1,5% do piso

A partir de janeiro de 2019, a mensalidade sindical dos associados ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) será de 1,5%  – e não mais de 2% – do piso salarial referente à função que o jornalista exerce, possibilitando que se amplie o número de sindicalizados em dia. 


Esta e outras mudanças no Estatuto da entidade foram aprovadas por unanimidade na Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 9 de dezembro, ao final do IX Congresso Estadual dos Jornalistas do Ceará, no Centro Cultural Belchior, em Fortaleza/CE.
Além da redução da mensalidade sindical, outras demandas de alterações estatutárias já vinham sendo debatidas com a categoria desde agosto de 2017, quando a entidade realizou o I Congresso Estadual Extraordinário dos Jornalistas do Ceará. Uma das mudanças aprovadas foi a ampliação dos cargos da Diretoria Executiva, acrescentando-se as diretorias de Direitos Humanos, Segurança e Defesa do Exercício Profissional e Jurídico e Previdenciário. Assim, a Executiva será composta por oito membros efetivos e três suplentes.
“As novas diretorias surgiram das necessidades de atuação apontadas pela categoria ao logo de inúmeras discussões, desde 2017, e que se mantiveram este ano, como por exemplo a defesa intransigente das prerrogativas do exercício profissional, a segurança dos jornalistas, a garantia dos direitos, seja via CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) ou CCTs (Convenções Coletivas de Trabalho), e a atuação junto aos outros órgãos de defesa dos direitos humanos, pilar no Jornalismo e dever ético da categoria”, explica a presidente do Sindjorce, Samira de Castro.
As assembleias gerais passam a ser requeridas por 8% dos sócios adimplentes (eram 2%) e o Art. 11 estabelece que “poderá” ser excluído do quadro social o associado que, sem motivo justificado e encaminhado à Diretoria por escrito, atrasar em mais de seis meses (eram mais de três meses) o pagamento de suas mensalidades. “Essa alteração vem ao encontro de reivindicações da categoria que considerava como automática a exclusão por falta de pagamento quando, na verdade, o sentido da entidade sindical é ampliar a participação dos jornalistas e não promover sua exclusão sumária”, acrescenta Castro.

Deu no site do SINDJORCE

Um comentário:

Dioneide Costa disse...

Ano vai começar com muitas novidades. Só benefícios do INSS foram cortados a metade. Postei lá no meu blog hoje.
Deixei dicas.
Feliz ANO NOVO, Nonato!!!