terça-feira, 25 de abril de 2017

SENSACIONALISTA vê o desafio das 9 verdades e 1 mentira

Todas as semanas, um novo “desafio” é lançado no Facebook. Especialistas constatam, porém, que nenhum “desafio” é realmente um desafio. Postar uma foto em preto-e-branco? Mostrar uma foto de juventude? Postar os 10 livros que mais gostou? “Onde está o desafio disso tudo?’, pergunta Tenório Gusmão, coordenador do setor de Psiquiatria da Redes Sociais, cujo maior desafio tem sido encontrar um real desafio no Facebook.
“Não víamos algo tão cabotino quanto o “desafio das 9 verdades e 1 mentira” desde que as pessoas começaram a responder, nas entrevistas, que o maior defeito delas era ser “perfeccionista”, diz Gusmão. O especialista chama atenção para o fato de nenhuma das “verdades” do desafio ser algo de ruim que a pessoa já fez. São apenas grandes feitos. “Não vi ninguém contando que fez um gol contra ou que mijou nas calças quando foi assaltado”.

(Chupado de O Sensacionalista)

JORNALISTAS. Ceará reúne ouvidores em encontro regional

A Associação Brasileira de Ouvidores, regional do Ceará, vai promover, no próximo dia 9, das 8 às 17 horas, no auditório da Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado, o IX Encontro de Ouvidores do Ceará.
O encontro congregará cerca de 160 ouvidores de órgãos públicos e entidades privadas, que discutirão diversas questões ligadas ao exercício da profissão.Tema central do encontro é “Percepção e Expectativa da Sociedade sobre a atuação dos Ouvidores”.
A jornalista e professora Adísia Sá, o secretário da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE), Flávio Jucá, e o presidente da ABO nacional, Edson Vismona, já confirmaram presença no certame.
(Compilado de Eliomar de Lima)

JORNAIS. O carioca O Dia requalifica a sua página online


segunda-feira, 24 de abril de 2017

LEITURAS. TV cancela quadros de jornais por economia


O Alysson Marques foi quem deu a informação: "A crise financeira que afeta o país pode não chegar nos corredores da Globo e suas afiliadas com força, mas mesmo as líderes de audiência e faturamento precisam cortar custos e ajustar os gastos ao atual momento do Brasil.

Assim fez a TV Verdes Mares nos últimos dias. Segundo fontes seguras, os telejornais da emissora passam a não contar mais com alguns quadros que eram super conhecidos e bem aceitos pelo público.

No "Bom Dia Ceará" o "Eu Amo a Minha Profissão" deixou de ser produzido. No "CETV" o "Nosso Ceará" e o "Mais Saúde" também perderam a vaga. O que, por acaso, já estiver gravado, ainda será exibido. 

A possibilidade dos quadros retornarem posteriormente existe. Mas por enquanto eles estão cancelados por tempo indeterminado e o foco é no noticiário factual.

O quadro "Vida Real" se manteve por questões de audiência e estratégia, por ser considerado essencial para o "CETV".

Repito: não há crise na emissora. Apenas um realinhamento, otimização de pessoal e adaptação ao momento econômico. Características de uma direção moderna e atualizada".

JORNAIS. G1 dá a Jerry o rótulo que era de Wanderley

Equívocos acontecem. Às vezes, falta de informação. Ou de pesquisa. Site do G1 fala da morte de Jerry Adriani e o cita como "o bom rapaz", exatamente a denominação que se dava na Jovem Guarda ao seu concorrente Wanderley Cardoso. Aliás, a música com esse título foi o sucesso que lançou ao Brasil o cantor Wanderley. Mas nada de importante que venha mudar o rumo do 

TOM E JERRY


  

domingo, 23 de abril de 2017

NOMES. E lá se vai Jerry Adriani aos 70 anos de idade


Morreu na tarde deste domingo (23), aos 70 anos, o cantor Jerry Adriani. Ele estava internado desde o dia 7 de abril na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Vitória, no Rio, para tratar um câncer. O corpo do cantor será velado no Cemitério Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária do Rio, a partir das 8 horas desta segunda.

Veja: https://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2017/04/23/cantor-jerry-adriani-morre-aos-70-anos-no-rio.htm?cmpid=copiaecola

CURIOSA. 13 sugestões para aqueles que falam em público

Quem precisa falar em público, muitas vezes, se ressente do temor de errar. Li num site dicas curiosas para quem durante sua fala, entrevista, palestra ou apresentação em público pode ocorrer algum tipo de imprevisto. Para amenizar uma situação constrangedora, você pode falar alguma coisa bem humorada e assim descontrair um pouco.



  1. Quando o microfone ou computador falhar; diga “eu não me dou muito bem com toda essa tecnologia” ou “minha sobrinha de 2 anos já troca de desenho no celular e eu não consigo fazer esse negócio funcionar.”
  2. Quando alguém espirrar ou tossir; diga “saúde! se precisar que alguma coisa só chamar.”
  3. Quando alguém rir sozinho ou alto demais; diga “tá tudo bem por aí?”. Se acontecer novamente; diga “alguém chame o Samu, por favor.”
  4. Quando o celular de alguém tocar; diga “se for pra mim, avise que estou ocupado” ou “bom, pelo menos o toque não é da Simone e Simaria.”
  5. Quando um barulho externo incomodar; diga “esquecemos de combinar os efeitos sonoros com o pessoal lá de fora.”
  6. Quando um barulho interno inesperado acontecer; diga “isso se chama efeito surpresa, incluímos isso para apresentação não cair na monotonia.”
  7. Quando alguém derrubar um copo de água; diga “se não estiver com sede, pode devolver, não precisa jogar fora.”
  8. Quando alguém tropeçar; diga “isto foi tudo ensaiado.”
  9. Se você errar um nome ou pronúncia, e alguém corrigir; diga “eu sabia, só estava vendo se vocês estavam prestando atenção mesmo.”
  10. Quando não entrar o vídeo, som ou iluminação combinada; diga “o mais engraçado que no ensaio deu tudo certo.”
  11. Se der um branco; diga “onde mesmo que eu parei?” ou "bom, eu retorno esse assunto mais tarde."
  12. Quando acontecer algum outro tipo de erro; diga “não liga não pessoal, aqui é tudo meio louco.”
  13. Se o erro for recorrente; diga “vocês acham que vida de palestrante/orador/apresentador é fácil?” ou “bem que minha mãe avisou pra estudar medicina” ou ainda, se encaixar: “minha mãe falava estude, estude, eu entendi estúdio, estúdio, entrei na comunicação e vim parar aqui.”

JORNAIS. Lira Neto estreia como colunista da Folha de SP

O jornalista e escritor Lira Neto, atualmente na curadoria da XII Bienal Internacional do Livro - que termina hoje - vai estreiará no próximo domingo como colunista do caderno "Ilustrada", da Folha de SP. Ele vai revezar com o crítico literário e escritor Cristovão Tezza, o espaço que pertencia ao poeta Ferreira Gullar. 

O que diz a Folha sobre Lira

[...] o cearense Lira Neto é jornalista de formação, mas fez nome como autor de biografias cruciais para entender a história do país.Ele começou como redator no "Diário do Nordeste" e chegou a editor de cultura no jornal "O Povo". Neste, também trabalhou como ombudsman. Em 2001, largou a vida em redações para se dedicar às biografias.Como autor, publicou livros sobre Maysa, José de Alencar, Padre Cícero e a trilogia sobre Getulio Vargas. Ganhou quatro prêmios Jabuti por seu trabalho.Neste ano, ele deu início à trilogia "Uma História do Samba", em que narra a evolução do ritmo desde o princípio do século 20."Eu penso em fazer textos analíticos sobre a cultura num sentido amplo, em seu aspecto maior. Tentarei refletir sobre os cenários contemporâneos e os cenários de minhas pesquisas. Mas sem me prender a uma tema restrito. Comportamento, política... Tudo isso é cultura", diz ele, que estreia em 30/4.

sábado, 22 de abril de 2017

REVISTA. Penélope Cruz é capa de O Povo People Luxo

Com show do cantor Gustavo Serpa, será lançada na próxima segunda a revista O POVO People Luxo . A nova edição traz capa com Penélope Cruz, a atriz que conquistou o primeiro Oscar em sua profissão para a Espanha.

Sonia Pinheiro conversa com Onélia Santana, Carolina Bezerra, Moara Albuquerque e Jamile Salmito. Empresários, artistas, profissionais da moda contam à colunista experiências pelo mundo, planos para os próximos anos e projetos que os marcaram.

SERVIÇO
Lançamento da O POVO People Luxo 2017
Dia 24 de abril, às 19 horas
No Espaço Lô 142 (Av. Pessoa Anta, 142, Praia de Iracema)
Evento para convidados

TV. Verdes Mares denuncia FCF por quebra de contrato















Será que vai ficar apenas em uma nota de repúdio, a anunciada quebra de acordo da Federação Cearense de Futebol com a TV Verdes Mares? Antes de transmitir a partida semifinal entre Ceará e Ferroviário, a emissora demonstrou sua indignação à FCF por não cumprir o que estava acordado. 

O contrato estipula que todo jogo deve ser realizado nas noites de quarta e tardes de domingo, para atender evidentemente à grade da Rede Globo. Como quebrou o acordo, a repetidora cearense entrou com ação na Justiça e, mesmo com ganho da ação, a Federação preferiu manter o calendário esportivo para o sábado.

Com isso, a TV Verdes Mares teve que interromper o programa do 'Caldeirão do Huck', com prejuízos ainda para toda a programação de sábado. 

IDENTIDADE. Quem assume o que não é, comete o quê?

Vendo na TV Assembleia, político falando de "políticos delinquentes que estão preparando a reforma política" e, em meio ao falatório se diz jornalista - o que não é verdade -, fico a imaginar como não se tem mais vergonha de se praticar crime de falsa identidade neste País. 

MARKETING. Uso indevido da imagem do Papa dará processo

Usar a imagem do Papa para tirar vantagem comercial pode resultar em processo na Justiça. É o que vai fazer o Vaticano contra a Crefisa, patrocinadora do Palmeiras. 

O anúncio publicado no dia 15 de abril em jornais de grande circulação, incluindo a Folha de S.Paulo, mostrava uma foto do papa recebendo uma camisa do Palmeiras com a marca da Crefisa. Logo abaixo da imagem, era exibido o seguinte texto: "O papa Francisco entrou para a família Palmeiras e abençoou o manto. Avanti Palestra!"

TV. Semana marcou estreia de Patrícia Rocha na BandNews


A BandNews, canal de notícias fechado do Grupo Bandeirantes, ganhou um novo reforço. Trata-se da jornalista Patrícia Rocha, que estrou no canal na última quarta-feira (19). 

Patrícia já é experiente no jornalismo da TV aberta brasileira. Sua última passagem havia sido pelo SBT, onde trabalhou em jornais como “Notícias da Manhã” e “Primeiro Impacto”.

JORNAIS. Ainda há espaço para conteúdo sobre celebridades?


Do site Meio & Mensagem:
Karina Julio
Saber que Caetano Veloso estacionou o carro no Leblon ou que algum ex-BBB atravessou uma avenida pode não fazer muita diferença para o leitor e não agregar nada à opinião pública. Estas notícias, no entanto, têm seu público e refletem apenas uma faceta de um mercado que gira em torno das celebridades. Esta semana, a Globo anunciou o encerramento das operações do portal de celebridades Ego e da editoria Papparazzo, dizendo que vai “concentrar sua estratégia digital em seu ambiente de vídeo e verticais de conteúdo”.
Fundado em 2006, o site tinha uma média mensal de 13, 2 milhões de visitantes únicos. A decisão teria sido resultado de uma “reflexão sobre a evolução do mercado de notícias de celebridades no Brasil e no mundo”. O conteúdo sobre famosos sempre foi questionado, o que se intensifica ainda mais em tempos de Instagram e Snapchat, quando as personalidades têm seus próprios canais nas redes sociais.
Para Rafael Coca, sócio da agência Spark, focada em marketing de influência, as celebridades passaram a ser seus próprios veículos de conteúdo quente. “Aquelas manchetes como ‘tal pessoa fez isso ou aquilo’ e ‘foi em tal lugar’ perderam valor, já que elas próprias são a fonte da notícia. Do ponto de vista do artista, o interesse também é maior em controlar a mensagem que vai passar, no lugar de um veículo que pode interpretar o que ele diz ou faz de diferentes formas”, diz.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

MÚSICA. A origem do famoso toque do celular Nókia




Li e repasso pros nossos leitores que o toque (ringtone) do Nokia foi retirado de uma peça musical clássica de Francisco Tárrega, un compositor nascido em 1852 e que em 1902 compôs para guitarra, a "Grande Valsa". 

Umas poucas notas da composição, nada importante, acabaram se convertendo em um dos sons mais populares do mundo todo. 

RÁDIO


CURIOSIDADE. Um museu reúne produtos fracassados

Pouca gente sabe que 90% dos produtos lançados não conseguem emplacar. Nos Estados Unidos, em Michigan, existe o Museu de Produtos Fracassados, uma espécie de supermercado onde só tem um ítem nas prateleiras. Eis alguns exemplos revelados pelo site Cookies Ideas

Bic-calças justas
Calcinhas BIC descartáveis
Porque fracassou: O fabricante francês lançou após o sucesso de suas canetas, isqueiros e lâminas de barbear. Mas tudo tem um limite: Parece que as mulheres não acham uma boa idéia para usar uma lingerie fabricado por uma empresa que também fabrica canetas.
mcspaguetti
McSpaghetti
Por que eles não conseguiram: Será que alguém realmente vai McDonald para comer um prato de massa, cujo processo de fabrico é quase melhor não especular? Nenhuma resposta ainda: o McSpaghetti fui de cabeça no Museu da Falha produtos, mas, aparentemente, ainda vendido nas instalações da Arcos Dourados, nas Filipinas.
Colgate-Kitchen-entradas
Refeições prontas Colgate
Por que eles não conseguiram: Como no caso do BIC, os executivos da Colgate tiveram de aprender uma dura lição: fazer sua marca um sucesso nos dentífricos não significa que todo mundo vá se comer as refeições prontas.
cocaína, bebida
Cocaína
Porque fracassou: Entramos em terreno pantanoso. Uma coisa é vender uma "bebida energética" que o coloca como se você tivesse tomado três tanques de café e outra bem diferente para chamar "de Cocaína, alternativa legal" por todo o rosto. A bebida não teve oportunidade ou falhou porque foi proibido por incitar drogas. 
Sedento-Dog
Garrafas de água para animais de estimação
Porque fracassou: é sabido que muitas pessoas tratam seus animais de estimação melhor do que seus filhos. E, certamente, merece, mas também é verdade que é fácil enganar um cachorro: basta comprar uma única garrafa de Thirsty Dog e preenchê-lo com água da torneira quando não estiver olhando! 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

RÁDIO/TV. Mudança de clima reflete sobre profissionais

Marcos Lima é um dos que andam afônicos embora batendo o ponto 
A bruxa anda à solta no rádio e na tv. E ela deu para atacar principalmente gente que atua na mídia, utilizando a voz como material de trabalho. Nada mais que a mudança de clima nos últimos dias em Fortaleza. 

De Marcos Lima, da TV Diário, passando pela jornalista Ariane Cajazeiras, da Tribuna Band News, esse pessoal anda afônico, sendo obrigado a ficar de repouso. Marcos, não; está marcando ponto. 

O mesmo problema já atacou Jussie Cunha, que se viu rouco depois de ficar de molho por um mês, recuperando-se de um surto de conjuntivite.

Medicação e repouso são os indicados para que essa gente se recupere cem por cento. 

FALANDO NISSO 

O internauta Jardel escreveu: "Na Verdes Mares, tem os casos do Halisson Ferreira e da Tereza Tavares que também ficaram doentes há algumas semanas. Tereza fez igual o Marcos e apresentou o CETV rouca também". 

César Augusto: Vilar Marques, Julio Sales, Flavio Moreira, Messias Alencar e Vicente Alencar,todos foram pegos pela virose.

NOMES. Morre no Rio a atriz e política Neuza Amaral

A morte de Neuza Amaral é o destaque triste desta quarta feira. Ela ficou famosa por integrar o elenco da Globo, tendo atuado em novelas como "Irmãos Coragem" (1970) e "Selva de Pedra" (1972). Neuza, que atuou na política carioca, morreu aos 86 anos. 

segunda-feira, 17 de abril de 2017

TV. Equipe derruba balão para fabricar notícia na Record

Equipe de externa da TV Record força queda de balão para fabricar notícia. O colunista Daniel Castro denuncia esse fato sua coluna "Notícias da TV", o que é considerado um absurdo já que, isso, poderia causar risco até à própria aviação. 

PERIGO NO AR

Pilotos derrubam balão para fabricar 

notícia na Record, mostra gravação

Uma conversa gravada há cerca de dois anos mostra quatro pilotos de helicópteros tramando a queda de um balão para fabricar uma notícia. As imagens da queda do balão, na zona leste de São Paulo, foram mostradas pela Record, no Balanço Geral Manhã, em duas entradas ao vivo do comandante Uan Rocha, piloto contratado da emissora.Rocha, que é filho do comandante Hamilton Rocha e também é conhecido como Uan Hamilton, em nenhum momento revelou aos telespectadores que a queda do balão havia sido provocada por um helicóptero e que isso poderia provocar um incêndio grave. Ele tratou as imagens, captadas na zona leste de São Paulo, como um flagrante cotidiano.
Com a ajuda de pilotos, o Notícias da TV identificou os participantes da conversa, captada em uma frequência de rádio usada por helicópteros.Três deles prestam serviços para emissoras de TV: além de Uan Rocha, estão na gravação Rafael Biazotti e Wilson Vilhena, que costumam voar para o SBT. Um quarto piloto não foi idenficado. Na conversa, eles citam um quinto colega, que identificam como Fabiano _nome do profissional que trabalha com o Globocop em São Paulo.Ambos no ar, Biazotti e Uan Rocha são os mais engajados em derrubar o balão. "Bate com o ski, bate com o ski!", sugere Biazotti a Rocha, referindo-se à parte em que o helicóptero se apoia no chão. "Fura ele, fura ele! Faz um pairado em cima, paira em cima", orienta Biazotti. "Ele ganha sustentação seu eu fizer isso, besta", responde Rocha. "Mas vai pairando e descendo pra bater nele. Pega ele, Uan", insiste Biazotti.O balão, aparentemente sem nenhuma intervenção dos pilotos, começa a perder altura. Rocha faz sua primeira entrada no Balanço Geral matinal, então apresentado por Fabíola Gadelha."Soltaram um balão, ele acabou de subir e já perdeu sustentação. Está caindo próximo à continuação da Radial Leste, que é essa via que você vê no canto esquerdo da tela, Fabíola", informa o piloto da Record.Fabíola reclama que já há problemas demais e que os baloeiros estão a arranjar mais um. "Exatamente, você viu, o pessoal sofre com água, com enchente, com muro caindo e, agora, possivelmente, alguém vai sofrer com a queda desse balão", discursa Rocha.Encerrada a transmissão da Record, os pilotos voltam a conversar. É a vez de Biazotti tentar derrubar o balão. "Vai, vai, vai! Vixe, [você] fez nem cócega nele", comenta Rocha sobre a ação do colega.Os pilotos tomam o cuidado de não filmarem as tentativas, e a movimentação dos helicópteros faz o balão pegar fogo e perder a tocha. "Derrubei, derrubei, Uhu!", comemora Biazotti. O filho do comandante Hamilton filma um pequeno foco de incêndio sobre uma casa. "Pegando fogo na casa?", pergunta Biazotti. "Não, não. No telhado, foguinho", ameniza Uan Rocha."Isso que é produzir notícia, hein? Botaram fogo na casa!", comenta o quarto piloto, não identificado.Rocha volta a entrar ao vivo no Balanço Geral. "Eu, felizmente, não gosto de balão, não sei nem o nome direito, mas a parte [do balão] que pega fogo caiu no telhado agora. Ele [o balão] está caindo numa via de São Paulo, muito próxima da Radial Leste, um pouco depois de Itaquera. Então você vê, [o balão] já [está] causando prejuízo pro dono dessa casa. Caiu esse fogo aí no telhado", relata, mostrando um pequeno foco de incêndio sobre uma casa.

Original UOL
.

PERSONALIDADE. Rodrigo Vargas recebe título de cidadania

Deixa eu mandar um salve para o Rodrigo Vargas, que integra o time da TV Verdes Mares. É que hoje, às 19 horas, ele será homenageado com o título de cidadão de Fortaleza pela Câmara Municipal. Rodrigo, como eu li na página do Facebook do nosso Everardo Silva, é natural de Goiânia

NOVELA. Um celular na novela 'Novo Mundo' é a gafe da tv

Uma cena da novela de época "Novo Mundo", onde Isabelle Drummond aparece portando um celular, é uma das gafes relacionadas em reportagem da Vejaonline. 

"Difícil é entender o descuido da atriz e da equipe do folhetim, que deixaram o celular entrar em cena. Literalmente. Erro técnico à parte, a sequência colocou Novo Mundo no rol de gafes históricas — de coisas que escaparam sem querer, e não uma informação incongruente que está ali por escolha do autor ou do diretor — das produções de TV, que incluem uma garrafa de plástico em Downton Abbey, série britânica que foi sucesso de crítica, e um extintor de incêndio em Os Dez Mandamentos, a trama bíblica da Record.


Extintor de incêndio faz uma ponta em Os Dez Mandamentos, novela que se passava no Egito Antigo. Apesar desse erro, a trama da Record, uma das mais bem produzidas da emissora, não se destacou por gafes históricas.

domingo, 16 de abril de 2017

COLUNAS. Abidoral cobra solução para comando da TV Ceará

MÃO DE TESOURA Quem vai comandar a TV Ceará, já que Tibico Brasil pediu o boné? Até agora, a área de comunicação do Palácio da Abolição não resolveu o pepino. Tibico deixa a marca de quem passou ali dando uma tesoura geral nos programas locais. E só.
Por Abidoral

CELEBRIDADE. Wesley Safadão surge com novo visual

O que é que vocês acharam do novo visual de Wesley Safadão? Ele abandonou a cabeleira e apareceu na gravação de seu DVD, nos Estados Unidos, de cabelos curtos. 


REVISTA. El Jueves faz irreverência com imagem do Cristo

Se tudo na vida tem um preço, todos devem obediência a essa regra do mundo dos negócios. A partir dessa concepção, o número desta semana da revista de humor espanhola, El Jueves, reivindica o pagamento de ''royalties' pelas igrejas cristãs pelo uso da imagem de Jesus Cristo. A publicação é uma similar da francesa Charlie Hebdo e produz sempre artigos considerados polêmicos abordando áreas que vão da política à religião. 

Esta semana, ElJueves traz capa com políticos sendo crucificados e o titulo "não há cruz para tão ladrão (cai como uma luva para a realidaade política do Brasil) e, na matéria principal, publica imagem de um Super Jesus, de físico vitaminado à la Maciste - antigo personagem dos filmes épicos italianos - usando da força para desvencilhar-se da cruz. Além da imagem contrária ao que se tem da imagem serena do Cristo, o texto advoga a questão dos direitos de uso da imagem do filho de Deus. 

O QUE DIZ A REVISTA 

"O sucesso destas procissões da Semana Santa poderia ter um final amargo para a Igreja Católica, se Jesus Cristo decidisse denunciá-la para o uso de sua imagem sem pagar direitos autorais. A organização religiosa popular carrega há dois milênios de apropriação indevida a imagem do Filho de Deus para o lucro, uma prática ilegal que pode ter que pagar milhões de euros.De acordo com os advogados de Jesus, todos os benefícios do uso de sua imagem são usados ​​para melhorar igrejas de pagamento e sacerdotes. Mas a cada ano atingir milhões de novas almas para o Céu e a necessidade de expandir o espaço e serviços.Sindicatos celestes se queixam de que São Pedro leva 500 anos gerenciando o acesso para o céu, sem tomar um dia de férias. Além disso, a oficina não tem guarda de segurança e temem que isso possa converter uma multa se um dia tiver uma fiscalização do Ministério do Trabalho."Este é um negócio sério", disse o próprio Jesus Cristo. "Se você não quer pagar para usar a imagem do Messias que recorra a hippies como Buda, que é licenciado pela Creative Commons".Além disso, os advogados afirmam que é um escândalo Jesus Cristo ser mostrado constantemente semi-nu em todos os tipos de atos, violando assim o seu direito à privacidade".
E a revista vai mais longe, usando evidentemente a liberdade de expressão, ao registrar o tipo de reação teria o Papa Francisco: 
O Papa Francisco disse que, por enquanto, a Igreja está considerando banir a representação da figura do Messias para não ter de pagar por seus direitos. "É uma prática comum em outras religiões como o islamismo. Seus seguidores levam-na um pouco mais a sério do que a nossa ", disse o papa.

sábado, 15 de abril de 2017

JORNAIS. Gráfico mostra o que está para acontecer com eles


Para quem estuda a situação do impresso no mundo de hoje, um gráfico faz uma avaliação do que está para acontecer aos jornais e por que razão o modelo de negócio está falido. vide: https://medium.com/@fst/disruption-in-the-newspaper-industry-f821aab38d26

RÁDIO. Em maio acontecerá festival de música em Fortaleza

E para quem curte o veículo rádio, uma dica: a Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará vai realizar no próximo dia 28 de Maio, um festival de Música, cujo tema será "O rádio é você". Coordenado pelo professor Djacyr Souza, o certame contará com músicas inéditas com essa temática. 

Os interessados podem se inscrever na Casa de Juvenal Galeno, rua General Sampaio, 1128 no centro.