quarta-feira, 26 de junho de 2019

CENSURA. Jornalistas demitidos por criticarem o governo

Existe censura nos tempos de cólera, digo de governo Bolsonaro? Tudo leva a crer que sim. A demissão de Rachel Sheherazade, Marco Antonio Villa e Paulo Henrique Amorim certificam essa evidência. 


A demissão de Rachel pelo SBT, atendeu pedido feito a Silvio Santos pelo empresário dono da Havan, por fazer críticas ao governo Bolsonaro. Ele ameaçou cortar patrocínio caso Silvio não atendesse ao pedido. 


Na Record, Paulo Henrique Amorim foi colocado na geladeira, já que seu contrato só termina no final de 2021. Mesmo assim, ele sai de cena do programa de domingo na emissora do bispo. 

Tem outro caso que pode ser relacionado a esses, como o do apresentador Marco Antonio Villa, que foi sacado da Jovem Pan, também por conta de críticas ao governo federal.  

Nenhum comentário: