terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

TELEVISÃO. Em transmissão ao vivo, tudo é possível

Segundo o internauta Antonio Mateus, o inusitado aconteceu nas transmissões do carnaval pelo canal 10, TV Verdes Mares. Durante a exibição do CE-TV 1a. Edição, a repórter Marina Alcântara estava ao vivo, entrevistando um folião acerca da fantasia de "pulp fuction". Ele falou que, no carnaval valia tudo, quando de repente um outro folião que estava ao lado disse que só não valia dar o c..." 
Imagine a cara que ficou a repórter. Imediatamente chamou os estúdios. 

"É preciso ter cuidado com o que vai perguntar ainda mais com folião né? fica a dica", dica do Antonio Mateus. 

4 comentários:

Anônimo disse...

Oh,Nonato...eu assisti.Rapaz,fiquei com dó da repórter.Minha solidariedade a repórter Marina Alcântara.Grande profissional!

Anônimo disse...

Tbm assisti, ou melhor, ouvi de longe o grito do folião! Essa repórter é inexperiente demais tbm...

Anônimo disse...

Cadê o vídeo? Eu quero ver o vídeo! O Nonato tem mania de reportar essas coisas e não disponibilizar o vídeo nem tão pouco algum link. Essa não é a primeira vez que que você faz isso Nonato.

Anônimo disse...

Quando eu era pequenininho, lá em Barbacena, aprendi que tanto em transmissão ao vivo quanto em entrevista gravada, o repórter deve conversar antes com o entrevistado para nortear perguntas e até mesmo fazer algumas "orientações" a ele, como a de não falar palavrão... Principalmente no ao vivo... O quê esse pessoal está - ou não está - aprendendo nesses "cursos de jornalismo"???