sexta-feira, 21 de novembro de 2014

RÁDIO. Djacir Oliveira, um fenômeno do rádio humorístico




Um dos humorísticos que continua sobrevivendo no rádio é o 'Nas Garras da Patrulha'. Está na grade da Verdes Mares AM. Criado na carona do enorme sucesso que foi a 'Patrulha Policial' da AM do Povo, nos anos 80, desde esse tempo o programa conta com um fenômeno em termos de mudança de voz que é o Djacir Oliveira. Criatura simples, de uma timidez impressionante - o que surpreende ao ouvi-lo dar voz à personagens tão incríveis. Vez por outra, porém, a trupe que conta com Kléber Fernandes e Ery Soares, mistura as coisas, erra o texto e a bagunça dá mais naturalidade ao show. 

Na edição de ontem, durante uma gague sobre caso envolvendo traição, Djacir fazia as vozes da mulher e do marido, enquanto Kléber era o galego interessado em conquistar a cliente com outras intenções. Em dado momento, o veterano ator entra no texto de Kléber e repete a fala que já havia sido lida. 

O poder de improviso de Kléber brinca jocosamente com o colega pelo equívoco e, ao contrário do que se possa imaginar, tudo acaba numa criativa comédia que, provavelmente, só os ouvintes mais atentos perceberam. 

A versão televisiva do programa é apresentado na TV Diário. Lá, o grupo Tupiniquim é quem divide com os donos das vozes a manipulação dos bonecos com personagens que ganharam a simpatia do público como Chico Pezão, Elenilson Júnior, Froxilda Fofolete, Tizil e o Coxinha, criado pelo Iran Delmar, uma perda da qual o programa se ressente até hoje.

Um comentário:

Hiran Delmar disse...

Tempos bons amigo Nonato,A PATRULHA POLICIAL e depois as garras,tenho saudade tbm,principalmente quando o Paulo Lélis estava ao meu lado e me apoiando.E vc nonato,foi o primeiro a
escrever pra mim.Fantástico vc,fantástico.