sábado, 28 de junho de 2014

COPA 2014. Uma histórica leitura do fenômeno dos hinos


O jornal chileno 'El Mercúrio' fez um levantamento dos hinos que são entoados nas arenas onde acontece a Copa da FIFA.

O autor do artigo, Jean Pierre Egoaguirre, destaca o fenômeno dos hinos entoados nas arenas brasileiras e lembra os sentimentos que hinos como 'La Marsellesa' provocaram. 

O imperador Napoleão reagiu assim: "Esta música vai nos salvar de muitos canhões", teria dito o imperador de notar que a letra enaltecia o espirito guerreiro do povo francês. 

Esse sentimento nacionalista se repetiria durante a ocupação nazista, tornando-se o tema da resistência. 

"Hoje [...] não só os franceses, como os chilenos, brasileiros e colombianos são os que mais se destacam pela estremecedora entoação de seus hinos''. E chega a dizer que o campeonato tem se revelado uma vitrine das canções oficiais dos países.

E passa a narrar em "A Batalha dos Hinos Nacionais", as histórias e controvérsias que estão além da copa do mundo. Leia o original AQUI.

Nenhum comentário: