sábado, 19 de outubro de 2013

100TENÁRIO. À Vinícius, por onde estiver

.
Não sou de biografar - e hoje, isso dá um bode - mas pelo menos vou dizer 
quanto gosto de Vinicius 
quanta saudade ele me dá... 
Não da pessoa que não tive intimidade,
mas do talento que beirou 
as terras Brasilis num tempo 
onde o cantar qualidade tinha. Acabou-se. 

100 anos depois que ele aportou por aqui,
um misto de orfandade 
e alegria envolve a todos
aqueles que primam pela MPB. 
Ah! santo Vinícius de Moraes, que hoje, 
deve morar no céu com anjos femininos
que não tocam alaúde mas violão, 
e tragam uísque de outra qualidade.

Salve Vinícius! Os que por aqui ficaram 
te pedem passagem. 
E lembram tua poesia-música,
ainda tão presente em nós. 
Derrama daí, de onde tu estás agora 
um jato de inspiração 
a tantos que fazem da sagrada canção
nada igual ao que fizestes. 

Saravá, Vinícius!

"Se todos fossem iguais a você,
que maravilha viver!
Uma canção pelo ar,
uma mulher a cantar,
uma cidade a cantar,
a sorrir, a cantar, a pedir
a beleza de amar,
como o sol, como a flor, como a luz,
amar sem mentir nem sofrer.
Existiria a verdade,
verdade que ninguém vê,
se todos fossem no mundo
iguais a você!


Mais homenagem à Vinicius no blog do PG 

Nenhum comentário: