sexta-feira, 27 de junho de 2008

Globo acusa Record de espionagem

. Estourou como uma bomba a notícia da existência de funcionário da Rede Globo que fazia espionagem em favor da Record.

. Segundo a Globo, um funcionário, demitido ontem, transmitiu "informações sigilosas" a um profissional da Record, por meio de e-mails corporativos. A Globo não revelou nome, cargo e departamento do funcionário demitido.

. A Folha foi pesquisar e descobriu que ele trabalhava na fábrica de cenários e cidades cenográficas do Projac. Ele enviou os e-mails a um profissional do RecNov - a versão da Record para o Projac.

. As mensagens tinham informações detalhadas de todos os fornecedores da Globo para a confecção de cidades cenográficas e cenários. A Record poderia se beneficiar das informações, facilitando à emissora do bispo copiar o "padrão Globo de qualidade", algo que vem tentando desde 2005.

. A Globo ainda investiga se as informações foram de fato incorporadas pela Record. A emissora diz que tomou conhecimento da troca de e-mails "há pouco tempo". Não foi registrada ocorrência policial, mas isso não está descartado.

. A Globo descobriu a espionagem por meio do monitoramento de e-mails de seus funcionários, prática que está prevista em documento interno sobre sua política de segurança da informação.

. Em nota no início da noite, a Record declarou não ter recebido notificação da Globo. Mais: que não poderia "ser responsabilizada pela "suposta" atitude de um funcionário" da concorrente. Disse que a Globo criou uma "novela" com o caso e que "passou um "recibo oficial" sobre sua preocupação com o crescimento da Record".

Nenhum comentário: