terça-feira, 9 de abril de 2019

JORNALISMO. Para vender, impressos apelam nas chamadas

Que o impresso anda caindo pelas tabelas em termos de venda, até os antigos pequenos jornaleiros sabem disso; mas o que poucos sabe é que, na tentativa de reverter a crise, alguns estão simplesmente apelando. Foi o analista de jornais Eduardo Tessler quem significou essa verdade. 

O exemplo citado por é o do Super Notícia, de Belo Horizonte que, simplesmente, exagerou na manchete. 

O jornal exagerou, acentua Tessler: "O líder de venda avulsa, de R$ 0,50 nas bancas, apelou para um palavreado além do razoável, que causa um pouco de vergonha a quem compra um exemplar". 

Nenhum comentário: