sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

JORNALISMO. Um jornal para ser lido e depois plantado


 

O jornal impresso já tem mais uma alternativa para continuar existindo, além do objetivo primordial de informar aos leitores: o de ser reciclado e transformado e voltar a ser parte daquilo que o criou. 

A ideia (fantástica, diga-se de passagem) é do jornal japonês The Mainichi (ou Mainichi Shimbu), de Osaka que acaba de lançar edições ecologicamente corretas. 


Depois de lido, pode ser plantado. No papel reciclado, sementes e na tinta, o órgão traz imantado os fertilizantes. Basta plantar um pedacinho e aguar para se ter um resultado impressionante: flores. 

Nenhum comentário: