sexta-feira, 17 de novembro de 2017

DOODLE. Rachel de Queiroz é lembrada hoje pelo Google


Um comentário:

ARQUIVO 1200 - Gerardo Anésio disse...

Se estivesse em vida seriam 107 anos certamente escrevendo e repassando suas ideias, ora em romances, talvez opinando ainda no jornalismo. De certo quem tem o hábito da leitura, terá Raquel de Queiroz em sua cabeceira. Valeu Google, pelo reconhecimento à primeira mulher a ocupar a ABL.