quarta-feira, 5 de julho de 2017

TV. Ex-repórter presa por se envolver com facção criminosa


Deu na Folha de SP: Luana de Almeida Domingos, 32, ex-apresentadora da RedeTV!, foi presa na manhã desta terça (4), em Ilhabela, no litoral norte de SP, por suspeita de envolvimento com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Contra ela havia um mandado de prisão preventiva pelos crimes de corrupção ativa e organização criminosa. Antes de ser presa, a ex-repórter estava na lista de foragidos da Secretaria de Segurança Pública de SP –havia uma recompensa de R$ 50 mil por informações de seu paradeiro.

Ela é suspeita de fazer parte de uma célula do PCC responsável por transmitir ordens da cúpula –setor desbaratado pela Operação Ethos, que prendeu mais de 30 advogados em novembro passado.

A ex-repórter foi presa após a Polícia Civil do Rio ouvir em uma escuta telefônica um traficante de armas local dizendo que Luana era sua vizinha. Conhecida como Luana Don, ela é advogada e jornalista, e foi repórter do programa "Superpop", da RedeTV!, apresentado por Luciana Gimenez.


Segundo a secretaria de Segurança Pública de SP, a repórter foi encaminhada à penitenciária de Presidente Venceslau, no interior do Estado.
Em depoimento no Decade (Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas), Luana disse que é inocente e que nunca entrou em um presídio. Segundo a polícia, ela afirmou que só foi ao fórum olhar processos de clientes do escritório onde trabalhava. Ela contou que ficou apenas um mês e meio trabalhando no local e jamais assumiu qualquer cliente.
A defesa dela afirmou que iria comunicar a imprensa sobre o caso por meio de nota. Porém, a reportagem não conseguiu mais contato com os defensores. Luana foi indiciada por corrupção ativa e organização criminosa. De acordo com a polícia, o julgamento dela ainda não foi marcado.

Nenhum comentário: