terça-feira, 3 de novembro de 2015

RÁDIO/TV. A mãozinha salvadora de muita gente da mídia

Todo profissional tem um começo. A carreira de muitos deles está ligada ao estímulo de alguém do próprio meio. 

Relacionamos a seguir alguns exemplos que marcam a mídia cearense. 

Maísa Vasconcelos teve sua vocação desperta para a mídia quando entrevistada um dia na rádio Povo AM, hoje CBN onde ela atua. 

O começo da carreira da jornalista Giovana Teles (Globo-Brasília) foi como produtora da Rádio O Povo em 1992. Na tv foi Giácomo Mancini que a incentivou a fazer televisão. 

Marilena Lima, hoje atuando aos sábados na Verdinha, começou no rádio como repórter de pista. Foi Tertuliano Siqueira quem a transformou na repórter policial. 

Alan Neto foi cria praticamente de Armando Vasconcelos, quando atuava na antiga Rádio Iracema. 

O narrador da SporTV, Antero Neto foi descoberto pelo radialista Irismar França em 2005, depois de ouvi-lo transmitindo uma partida para emissora do interior. 

O irmão Jussie Cunha começou pela TV Diário com apoio do Roberto Moreira. 

Aliás, Roberto Moreira é, também, o responsável pela descoberta da Luciana Lemos, uma jovem que hoje atua na TV Jangadeiro. 

Lucas Leite, descoberta de Alan Neto para a área esportiva, foi guindado a apresentador da Tribuna BandNews por Cyro Thomaz. 

Eu devo minha carreira no rádio a duas pessoas: Lindenor Osterne e João Gualberto, na então Rádio Iracema de Iguatu.

E você que é da mídia, quem deu aquele empurrãozinho no começo de sua carreira?

6 comentários:

Anônimo disse...

Reporter Tadeu Junior(cabo fela)-cria de Ely Aguiar
Paulo Sadat-cria de Paulo Oliveira
Patriolino Neto-cria de Miguel Dias

Fátima Abreu disse...

O meu empurrãozinho foi vc, lembra? Na rádio iracema.

Felipe Garcia disse...

O meu empurrão foi Tom Barros. Mas o empurrão dele foi tão forte que eu cai e sai da midia. Kkk Beincadeira... kkk Entrei, frustrei-me, passei pouco tempo e fui para outra área. Mas ainda sou grato ao Tom. Tenho um carinho enorme por ele e a família dele lá na Gentilandia.

Anônimo disse...

Victor Hannover-cria de Tom Barros

Glauber Sobral disse...

Oi, tudo bem?
Acompanho seu blog sobre a mídia cearense e acho bacana você dá visibilidade aos profissionais da terrinha. Diante disso, peço que faça um post sobre a importância do curso "Novos Talentos O POVO" e da turma que está no projeto.
Para nós, estudantes, é uma ótima oportunidade para conseguir uma "ajudinha".
Dá uma olhadinha, por favor!
Obrigado.
http://blog.opovo.com.br/pliniobortolotti/novos-talentos-18a-turma/

Celso Gondim disse...

Devo ser exceção, pois as passagens que tive por empresas de comunicação - quando ainda jornalista - foram obra e graça da minha insistência, desde a Ceará Rádio Clube, na década de 80, passando pela Rádio Universitária FM quando estudante do Curso de Jornalismo da UFC, Rádio FM 100.9, Teleceará, Rádio O Povo, Diário do Nordeste, TV Cidade, Rádio Cidade, TV União, etc... Bom, existem aqueles que avisaram sobre vagas, às quais eu fui na cara e coragem batalhar, e aí destaco Tony de Sá (Rádio FM 100.9), Oceli Lopes (Diário do Nordeste)... Houve ainda Ricardo Mota (na minha segunda passagem pela TV Cidade) e Norton Lima Jr. (TV União), que ocupavam cargos executivos e que, após procurá-los, apostaram no meu trabalho. Até mesmo a Assessoria de Imprensa do falecido e saudoso deputado federal Edson Queiroz veio-me sem qualquer indicação e sem que eu me apresentasse para a vaga, sendo, na história que tive no jornalismo, o mais incrível episódio de como galguei um posto...