terça-feira, 7 de abril de 2015

DIA DO JORNALISTA. O que é capaz de tirar letra das pedras

Um jornalista tem por ambição informar bem, sem pretensões de ser o melhor. Abriga entre seus desejos, fontes credenciadas. Ser claro e objetivo no texto. Informar com imparcialidade, fazendo valer as lições de sala-de-aula de que nenhum fato precisa ser adjetivado. Compete ao leitor, essa função. O bom jornalista não teme eleger editorias para trabalhar. Atua com competência em todas elas, clarificando a informação para que não paire nenhuma dúvida. Diante da dúvida e qualquer informação, melhor retê-la até que se investigue a fundo e forneça-a com clareza e seriedade. O bom jornalista não se envaidece em ser o primeiro a dar uma notícia. O bom jornalista não se deixa consumir na fogueira das vaidades. O furo é consequência de um bom trabalho. Ser jornalista é ter em mente que, em momento nenhum, pode deixar de sê-lo. O jornalista pode fazer de um caso banal, um fato importante. Precioso, ele deve se preocupar com o texto, buscando ler e ler muito para se dizer bem informado sobre tudo e todos. O jornalista que não lê pelo menos um jornal por dia, carece de verdade profissional. A função exige reciclagem; por isso, o aprendizado jornalístico se faz sempre. E diante da carência de notícias, ele é capaz de tirar letra das pedras. 

Nenhum comentário: