quinta-feira, 24 de maio de 2012

VIOLÊNCIA. Jornalistas de O Povo agredidos

.
O GENTE DE MÍDIA se solidariza com a equipe de jornalistas de O Povo agredida hoje por integrantes da passeata de trabalhadores da construção civil, na Praça Portugal. O fotógrafo fazia a cobertura do protesto e foi agredido com socos nos braços e na cabeça. O operário agressor tentou tomar a câmera que o fotógrafo utilizava para fazer fotos. 

Esse é o tipo de violência  que revela, acima de tudo, a presença de extremistas e manipuladores de movimentos de trabalhadores que devia ser ordeiro. Somos favoráveis a que toda categoria faça suas reivindicações e protestos, mas impedir a tarefa de um profissional da imprensa que está ali executando um trabalho significa, no mínimo, atitude impensada de quem defende direitos e não respeita os dos outros. 

2 comentários:

Flavio disse...

É seu Nonato, e todo a ano (ELEITORAL) a historia se repete.

Ismael Luiz disse...

Bando de ignorantes(no bom sentido)manipulados por sindicalistas inescrupulosos,quase sempre,paus mandados de políticos canastrões,que utiliza os trabalhadores,jogando-os contra a sociedade,que vê o seu dia-a-dia prejudicado por manifestações que tem o único objetivo de fazer politicagem.Mas,sem dúvidas,os empregadores do setor precisam,também,rever suas posições e cumprimentos de cláusulas salariais e trabalhistas.