sábado, 31 de janeiro de 2009

O que rola na web sobre o que é ser jornalista


Foi a Débora da AD2M quem me enviou e eu repasso como recebi:

JORNALISTA não fala – informa;
JORNALISTA não vai à festas – faz cobertura;
JORNALISTA não acha – tem opinião;
JORNALISTA não fofoca – transmite informações;
JORNALISTA não pára – pausa;
JORNALISTA não mente – equivoca-se;
JORNALISTA não chora – se emociona;
JORNALISTA não some – trabalha em off;
JORNALISTA não lê – busca informação;
JORNALISTA não traz novidade – dá furo de reportagem;
JORNALISTA não tem problema – tem situação;
JORNALISTA não tem amigos – tem muitos contatos;
JORNALISTA não briga – debate;
JORNALISTA não usa carro – mas sim veículo;
JORNALISTA não passeia – viaja a trabalho;
JORNALISTA não para pra tomar café - dá uma pausa pra atender o celular
JORNALISTA não conversa – entrevista;
JORNALISTA não faz lanche – almoça em horário incomum;
JORNALISTA não é chato – é crítico;
JORNALISTA não tem olheiras – tem marcas de guerra;
JORNALISTA não se confunde – perde a pauta;
JORNALISTA não esquece de assinar – é anônimo;
JORNALISTA não se acha – ele já é reconhecido;
JORNALISTA não influencia – forma opinião;
JORNALISTA não conta história – reconstrói;
JORNALISTA não omite fatos - edita-os
JORNALISTA não pensa em trabalho - vive o trabalho;
JORNALISTA não é esquecido - é eternizado pela crítica;
JORNALISTA não morre. Coloca um ponto final.

2 comentários:

GLEISON NEWS - PORTAL UBAÚNA disse...

Nonato Albuquerque amei essa postagem, olha só não sou jornalista, mais depois que criei meu blog, estou realmente facinado pelo jornalismo, eu muito menos gosta de lêr, mais agora mudei muito tudo por causa de um simples blog que criei. Gostaria muito que aqui em Ubaúna pegasse o sinal da TV Jangadeiro para podermos assistir seu programa, mais infelizmente não pega!!!!!!!!

Anônimo disse...

"estou realmente facinado pelo jornalismo"... Deveria estar "facinado" também pela correta grafia das palavras de nosso idioma. Em tempo: blog com teor jornalístico também é atividade jornalística e, conforme a lei, privativa de jornalista profissional, ainda que muitos - a maioria - dos jornalistas seja permissivo, conivente e omisso com essa bandidagem que infesta o jornalismo: os que exercem ilegalmente a profissão...