quinta-feira, 3 de maio de 2018

JORNALISMO. Mídia que se atrasa perde corrida na maratona



Nesse tempo de multimídia, onde as redes sociais conseguem vencer a agilidade de veículos como o tradicional rádio, quem se atrasa corre o risco de se perder nessa maratona. Por isso, surpreende o caso do site da Tribuna do Ceará, que só às 9h21min, desta quinta-feira, é que noticiou a morte do humorista Fonsequinha, ocorrida ontem à noite.

O mais surpreendente é que o humorista foi pessoa de ligações muito estreitas com o grupo ao qual o site pertence - ele atuou e foi revelado no programa "Na Boca do Povo" da televisão Jangadeiro - e, provavelmente, muita gente deve ter recorrido ontem ao Tribuna do Ceará, na tentativa de buscar informações mais precisas que pudessem explicar a ocorrência. Eu próprio o fiz, mas tive que me satisfazer em ler citações esporádicas de internautas no Facebook, algumas sem a precisão jornalística que a profissão exige.  

A cobrança que se faz se deve, principalmente, por ser o Tribuna do Ceará um site muito premiado e composto por profissionais de referência no jornalismo. 


Um comentário:

Jardel disse...

O Tribuna do Ceará tá um pouco desleixado. Deviam atualizar o layout e os sites das empresas do grupo (rádios e TVs).