sexta-feira, 26 de maio de 2017

MARKETING. Reposicionamento de marca: o 'case' Jang

O cenário da radiodifusão Cearense sempre esteve muito definido. Cada emissora disputando seu espaço com suas concorrentes, luta pelos mesmos ouvintes, programações parecidas (dentro de cada segmento), promoções repetidas e, consequentemente, respostas já esperadas. Nada de muito transformador. Rádios de segmentação popular tão iguais - uma espécie de abraço geral - em suas programações com tentativas - muitas vezes precipitadas - de massificação de conceito. 

A verdade é que percepção de valor não é exatamente o que uma determinada organização - no caso emissora - fala. Mas sim, um mix: imagem, construção de conceito, experiência vivida pelo publico consumidor para assim, criar na cabeça (e coração) a real dimensão do que a marca representa. Assim tem feito a Jangadeiro FM, após todo o trabalho de reposicionamento de marca, iniciado ainda no começo de 2015.

A emissora não apostou apenas em massificar um slogan, mas entendeu e praticou em todas suas ações, a proposta apresentada. TODO MUNDO AMA, não foi apenas uma frase de efeito, mas um sentimento entregue e percebido por todo seu público de interesse. A emissora se reposicionou dentro do mesmo nicho de mercado, mas abraçou conceitos mais amplos que vão além de promos institucionais. A remodelagem de toda sua programação, a identidade Jangadeiro mais nítida, as promoções que dão vida e tornam tangíveis os valores oferecidos pela estação. A equipe de locutores se tornou mais linear, cada qual com suas particularidades claro, mas emitindo, transmitindo sempre o mesmo conceito. Felicidade, amizade, união, companheirismo, carinho e alto astral. Afinal, esse é conjunto de atributos funcionais que TODO MUNDO AMA!

Criar uma identidade de frequência é sempre um grande desafio. Rádios segmentadas possuem mais características para tal feito, afinal, na teoria, falam para um grupo mais homogêneo. Se lançar em uma proposta imensa como essa, por ser de caráter popular, é inovar e criar diferenciação dentro do mesmo mercado. É competir oferecendo um serviço distinto. Produtos e serviços diferenciados conquistam corpo, mente e espírito dos seus consumidores. E foi exatamente todo esse conceito - de Kotler - proposto e vivenciado pela 88,9. A Jangadeiro FM partiu na frente na ERA DOS VALORES, e a resposta de todo o esforço e inovação praticada pela rádio foi se consolidar em 1º lugar geral no Ibope.

Qual o segredo? 

A rádio que todo mundo ama apostou em comunicar sentimentos, e sentimentos só se tornam reais se forem compartilhados. Assim, eliminou a sensação de "locutores ilhados", reduziu a fragmentação dos programas, elevou a unificação de linguagem e criou união e integração, traduzindo essas 4 etapas em pertença por parte dos ouvintes, Afinal, todo mundo deseja está sempre na sintonia do amor.

Os quatro fenômenos apresentados é a composição do Oceano Azul. Uma teoria de diferenciação de mercado que desenvolve um modelo de negócio tão inovador e único, que a concorrência não consegue copiar. A teoria de Chan Kin, quando bem aplicada, leva a organização a ser um Player líder de mercado e foi exatamente o que aconteceu com a Jangadeiro FM. No caso de rádio: músicas, promoções, quadros e programas podem até ser copiados, mas o conceito e os valores sempre ficam para quem partiu na frente.

(por Thiago Alves) 

4 comentários:

Jeferson Cesar disse...

A Jangadeiro FM criou uma identidade com o público que a levou ao primeiro Lugar. Locutores conhecidos,com empatia entre o público,forte apelo popular,bons programas,fortes divulgações e o principal que está em falta no Rádio de Fortaleza:tomar decisões acertadas para o bem da Rádio.Padre Reginaldo Manzotti,e Recentemente Dudu Braga mostram isso,e principalmente,Não ter medo de brigar pelo primeiro Lugar,e acreditar naquele ideal.Durante muito tempo,as Rádios de Fortaleza achavam que seria impossível bater de ponta a ponta a FM 93,não só em um horário,mas durante todo o dia.A Jangadeiro comprou a Briga,primeiro vencendo Liderança e Rádio 100 que eram rivais pelo segundo lugar.Venceu,e depois enfrentou a 93 de igual para igual,aproveitando a crise de identidade da então líder,e com muita humildade,venceu e se manteve no topo. A Jangadeiro devia ser exemplo para as outras rádios de como criar uma identidade com o público.Um Exemplo é a Rádio 100 que com o passar do tempo perdeu sua identidade.Ela devia pegar esse exemplo.Por Fim,A Jangadeiro será lider por muito tempo se continuar a manter essa identidade.

Henrrique Melo disse...

Na minha opinião, as emissoras fm do segmento popular são iguais, pois só tocam sertanejo, pagode e forró durante 24 horas. Até o Stereo Show da FM 93 que no passado selecionava boas musicas da mpb e romanticas internacionais a noite, virou um programa de brega sertanejo com um forró mascarado de romantico. A Jangadeiro FM, apesar de ser assim também, varia o seu repertório pela noite. Antigamente sertanejo, forró e pagode tinha seus horários de programas pela tarde, mas agora é 24 horas desse tipo de som no segmento popular. Eu lembro que forró e sertanejo só tocavam 4 horas da tarde. As fm do segmento pop/jovem não faz muita diferença das populares, pois se ver o verdadeiro lixão pop internacional que entristece grandes nomes da musica mundial como Elton John, Phil Collins, Sting, Eric Clapton, Paul McCartney e muitos outros que tocavam musica de qualidade. Hoje a Tempo FM salva nossos ouvidos.

Jeferson Cesar disse...

Deixei de escutar o Stereo Show faz muito tempo,virou um lixo de programa,um exemplo de como equalizar os ritmos em horários é a recém criada 89 Fm.Eles tocam música popular durante o dia,mas têm seus horários definidos.Forró e Sertanejo tocam mais depois das 16 Horas,na hora do Almoço e á noite toca MPB e música Romântica.Outra que virou um lixo foi a Rádio 100,que tempos atrás tinha o ótimo O Som do Barzinho nos fins de noite,mas depois que passou pra A3 Entertremimento virou um lixo a ponto de tocar pagode ás 8 da Noite.Realmente a Tempo é hoje a melhor FM musical de Fortaleza.

Fabiano Cavalcante disse...

Parabenizo o Thiago pelo texto e pela percepção.