quarta-feira, 12 de abril de 2017

TEVÊ. Emissora está proibida de cobrir um time de futebol

E aí, você acha correto diretor de futebol proibir reportagem de uma emissora, frequentar o local de treinamento porque fez críticas ao clube? Pois saiba o que aconteceu com o pessoal da ESPN: 

"A ESPN Brasil está proibida de entrar em São Januário para fazer a cobertura de treinos e atividades do Vasco. A decisão foi tomada pelo presidente do clube, Eurico Miranda, após críticas do apresentador Rafael Ribeiro ao mandatário durante um programa da emissora no último sábado (8), após o Cruzmaltino eliminar o Flamengo e avançar à final da Taça Rio. 

Momentos após o empate por 0 a 0 que garantiu a classificação vascaína, o clube postou um vídeo em seus canais oficiais do tradicional grito de "Casaca" puxado por Eurico dentro do vestiário, comemorando a vaga diante do maior rival. 

Tão logo a ESPN reproduziu a imagem durante o programa de debate, Rafael Ribeiro fez duras críticas ao presidente e à sua comemoração com os jogadores. Na visão do apresentador e comentarista, tal classificação não merecia aquele festejo todo".

Um comentário:

Joaquim Viana disse...

O Fortaleza deveria seguir o Exemplo e fazer o mesmo em relação a Rádio O Povo CBN, tamanha a notória total parcialidade deles em relação à denegrir a imagem da direção do Time. Já que a empresa de jornalismo não toma suas providências, o time deveria fazê-lo.