quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

RÁDIO. Polícia Federal fecha sede de jornal em Marília

Deu na Folha: Uma operação da Polícia Federal fechou a sede do jornal "Diário de Marília", no interior paulista, nesta terça-feira (24), e suspendeu as atividades da empresa. O site do jornal está fora do ar, e não houve circulação da edição impressa nesta quarta (25).
A empresa foi o principal alvo da ação policial, que investiga supostos crimes de coação, fraude processual e embaraço à investigação de organização criminosa.
Rádios do grupo já foram alvo da primeira fase da Operação Miragem, em agosto do ano passado, que fechou duas emissoras que operavam sem concessão. Elas são suspeitas de evasão de divisas e falsidade ideológica.
A Polícia Federal investiga se os titulares da rádio eram laranjas de políticos paulistas.
A investigação corre em segredo de Justiça, no TRF (Tribunal Regional Federal) em São Paulo.
Além de cumprir mandados de busca e apreensão, a operação também prendeu um investigado preventivamente —seu nome não foi divulgado.
Em nota, o "Diário de Marília" afirmou que a operação é "arbitrária e desnecessária" e foi promovida "com fundo eminentemente político".
A empresa sustenta que não há nenhuma irregularidade em suas atividades e que vai tomar as medidas cabíveis para retomar a publicação de notícias.

Nenhum comentário: