segunda-feira, 31 de outubro de 2016

AUDIÊNCIA. Pesquisa do GFK permanecem em segredo

Passado quase um ano desde a implantação do GFK, instituto de pesquisa concorrente do Ibope, as emissoras continuam fazendo segredo sobre seus números, embora comemorem o serviço de tempo real disponível em mais capitais do que antes. A razão para o silêncio é simples. Dois executivos de TV ouvidos pela coluna afirmam que as diferenças entre os números do Ibope e do GFK não são tão significativas. Este é até um dos motivos pelos quais a Globo se mantém irredutível em aderir ao novo método. A tendência é que as emissoras usem os números do GFK como espécie de 'prova dos nove' e como ferramenta de tempo real em algumas capitais.

(Coluna Zapping)

Nenhum comentário: