domingo, 27 de dezembro de 2015

HUMOR. A retrospectiva de 2015 que você não verá por aí


A novela mais assistida foi a da Eliana inPitmann Dilma. Um saco de gatos.

O que mais foi visto nas ruas: foi a reca de viaturas da AMC. Como elas aparecem na hora de multar! Leva o CD do Belchior "multa, esse fela da puta..."

O sumiço do ano foi o do 'bel' Crioulo. Gravou um CD com a dona Ivete Sangallo, mas tomou chá de sumiço. Leva o troféu Belchior do ano

Quem leva a faixa de rainha das ruas de 2015, são as ciclofaixas do prefeito Roberto Cláudio. Há coisa de um ano eram as árvores do Coco.

O maior "fora" do ano foi o do cantor Dorgival Dantas ao anunciar que Luiz Gonzaga deve o que foi, ao cantor da banda de pseudo forró Aviões do Forró, que é tão famoso que eu nem sei o nome.

A gafe do ano em concurso de beleza, nao foi o equivoco do apresentador do Miss Universo trocar o resultado do concurso. Foi outro apresentador, Enio Carlos, esquecer de realizar o concurso miss Catiroba, versão 2015. Leva o troféu "ainda bem que Alzheimer serve pra nos livrar de alguma coisa".

O pestinha do ano foi esse desgraçado mosquito da dengue que disputou manchetes com as novelas da Globo. Ganhou todas. Menos das pragas dos ' 10 Mandamentos', da Record; mas também eles já estavam picando aquela reca de faraó sem faro nenhum.

Nenhum comentário: