sexta-feira, 28 de agosto de 2015

TELEVISÃO. Séfora Rangel na festa de "A Regra do Jogo"


A primeira da foto é cearense. Séfora Rangel, atriz. Atuou na ribalta cearense. Fez comerciais ao vivo nas emissoras de tevê. Cidade, Diário e Jangadeiro. Nesta última, compôs uma dupla com Maísa Vasconcelos no então 'Na Boca do Povo', falando de gente famosa. E foi então que aceitou o desafio de ir para o sul e, como cantou Ednardo voltar em capas de revistas. Isso começa a acontecer aos poucos. E com a estreia, nessa segunda feira de 'A regra do jogo', é possível que o olhar brasileiro de que vê novela comece a perceber o talento dessa mulher tão querida nossa e que já revelou pra que veio em Teatro no sul e em episódios de Malhação. Vai em frente, Séfora!

FALANDO NISSO 

Olá, aqui é o Fran Silveira...Trabalhei com a Séfora na Jangadeiro. Ela fazia a personagem "D. Zefinha", e falava sobre fofocas de famosos. Na Liderança era a Marie Mendes, que voltou para sua terral natal Terezina. Interessante a Séfora que no final dos anos 80 ouvia um programa que eu fazia (Ultra Leve) na Fm do Povo, e eu fiz um sorteio no "ar" de um bloco chamado Haja Mel. Eu tinha dito que quem levasse no estúdio uma abelha, ganharia as cortesias. Ela me contou que foi ferroada, se machucou na árvore, mas conseguiu levar e ganhar o prêmio. Ela era minha fã/ouvinte, passou a ser colega de trabalho e agora eu sou seu fâ/televisivo. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Essa aí é a antiga Dona Zefinha? Da Liderança Fm? Que comentava notícias dos famosos, junto com o locutor Fran - não lembro o sobrenome..

Fran disse...

Olá, aqui é o Fran Silveira...Trabalhei com a Séfora na Jangadeiro. Ela fazia a personagem "D. Zefinha", e falava sobre fofocas de famosos. Na Liderança era a Marie Mendes, que voltou para sua terral natal Terezina. Interessante a Séfora que no final dos anos 80 ouvia um programa que eu fazia (Ultra Leve) na Fm do Povo, e eu fiz um sorteio no "ar" de um bloco chamado Haja Mel. Eu tinha dito que quem levasse no estúdio uma abelha, ganharia as cortesias. Ela me contou que foi ferroada, se machucou na árvore, mas conseguiu levar e ganhar o prêmio. Ela era minha fã/ouvinte, passou a ser colega de trabalho e agora eu sou seu fâ/televisivo.