segunda-feira, 20 de abril de 2015

TEVÊ. A Rede Globo estreia hoje o boletim "G1 em 1 Minuto"

O colunista Victor Moreno, interino do Outro Canal da Folha, anuncia novidade no jornalismo da Globo. A estreia, hoje, do "G1 em 1 Minuto", Enquanto mudanças encomendadas para o "Jornal Nacional" pílulas diárias de informação ao longo de sua programação diária.
Cada boletim vai ter apenas 1 minuto de duração e vai ser ancorado nas notícias que estão no ar naquele momento no portal de notícias das Organizações Globo, o "G1".

O novo jornalístico, que se chama "G1 em 1 Minuto", vai ser comandado pelos repórteres Mariana Palma e Cauê Fabiano, oriundos do site, e não terá horário fixo para ir ao ar. Poderá entrar a qualquer momento do dia, de segunda a sexta.

Segundo a assessoria de comunicação da Globo, o objetivo é integrar as duas plataformas (TV e internet), aproveitando o que cada uma tem de melhor, e fazer com que a informação chegue às pessoas independentemente da mídia elas estejam utilizando.

A criação foi da equipe de jornalismo do canal de TV.
-

Um comentário:

Noticias disse...

http://ambrosiosantos.blogspot.com.br/2015/04/cariri-sofre-com-falta-de-sinal-na-tv.html

CARIRI SOFRE COM FALTA DE SINAL NA TV ABERTA: TV JANGADEIRO MAIS UMA VEZ FORA DO AR

As cidades de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha estão desde o ultimo dia 10 de abril sem o sinal da TV Jangadeiro, afiliada da Rede Band de Televisão.
A TV Jangadeiro vinha sendo sintonizada no Canal 06, canal de baixa potência, já tendo funcionado também no canal 55, com uma potência e qualidade de sinal bem superior.
A região do Cariri, segunda mais populosa do estado, atrás apenas da Região Metropolitana de Fortaleza atualmente só tem acesso na TV aberta aos seguintes canais:

04- TV DIÁRIO
06 – JANGADEIRO ( FORA DO AR NO MOMENTO)
07- TVC
09 – TV VERDES MARES CARIRI (33 - 9.1 – DIGITAL HD)
13 - TV VERDE VALE
38- TV CIDADE

Com relação ao SBT, fora do ar na região a cerca de 3 anos, técnicos da emissora estiveram em Juazeiro, deram data determinada para o sinal chegar a região, mas se passou 2 anos desta visita e o sinal não foi instalado.
A região já contou com repetidoras de diversas emissoras, mas pouco a pouco o Cariri foi ficando órfão de sinais de redes, se obrigando a comprar antenas parabólicas ou pagar uma taxa mensal da TV por assinatura.