domingo, 28 de julho de 2013

FACEBOOK. Jornalista denuncia má conduta

.

Não sou acostumado a ir a eventos musicais e talvez me espante com algumas coisas que podem ser corriqueiras. Ontem, ao sair da Cidade Fortal fui tomar um taxi para voltar para casa e os taxistas se recusavam a fazer a corrida com a justificativa de que o endereço para o qual iria era próximo dali. Depois de muito insistir, apenas um aceitou nos levar. Uma classe que deveria prestar serviços à população se mostra oportunista e aproveitadora. Reprovável conduta da grande maioria dos taxistas de Fortaleza.

3 comentários:

ESCOLA AMBIENTAL APRENDIZES DA NATUREZA disse...

O Engraçado de tudo isso é que muitos reclamam das corridas, que tudo está mal, etc. No entanto na hora do atendimento tratam os usuários de forma desrespeitosa. Isso é comum e já aconteceu comigo que sou menos famoso que ele...
PROFDJACYR

Flavio Neilo disse...

Muito comum, já fui cercado e ameaçado no terminal Eng. João Tomé por situação semelhante, na época procurei a quem reclamar e ninguém tomou providencias. Mas é bom que aconteça com gente publica pode ser que agora tomem alguma atitude.

Antonio Neto disse...

Existe uma lei municipal em que regulamenta o serviço de taxi em Fortaleza, na qual está escrito que os taxistas não podem recusar corridas exceto nos casos de embriaguez dos passageiros ou que o mesmo não esteja sendo perseguido pela polícia ou população - que não é o caso do Jussiê - mas o que ocorreu com ele é motivo de repúdio.