sexta-feira, 25 de maio de 2012

NOMES. Morre o radialista Afrânio Marques

.
O repórter Afrânio Marques, que estava em coma induzido na unidade de terapia intensiva do Hospital Unimed em Fortaleza, faleceu por volta das 13h30min. Diabético, ele sofreu uma crise renal aguda e foi levado para o hospital. Exames configuraram problemas de circulação e ele teve amputada a perna direita. 

Pouco tempo depois que havia postado a notícia, recebo confirmação do companheiro Aloísio Blau da morte de Afrânio.

Cearense de Canindé, Afrânio Marques Leite nasceu no dia 5 de junho de 1961, tendo residido na Paraíba, onde concluiu seus estudos. Atuou no rádio - foi repórter de vários programas na AM DO POVO - e fez carreira na televisão de onde saiu para assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores de Fortaleza pelo Partido Trabalhista Cristão. Atualmente, estava sem prefixo.

10 comentários:

Anônimo disse...

Pena que morreu já :(

Ká Miranda disse...

Afrânio desejo que Deus e Nossa Senhora estejam com vc e que sua recuperacao seja rápida.
Obrigada Nonato por nos dar noticias sobre o ocorrido com nosso repórter tao querido, desde q mudei pra Alemanha estou sempre por dentro do q acontece em nossa cidade através do seu blog. Por favor, atualize-o sempre!
Paz e luz para todos nós!

http://dasaxoniaabaviera.blogspot.de/

Ismael Luiz disse...

Lamentável perda.Solidariedade à família.

Sandra disse...

Minha família era muito amiga dele, principalmente minha irmã que tinha o Afrânio como irmão. Todos nós estamos sentindo muito sua morte.Que Deus se lembre de todas as coisas boas que ele fez aqui na terra e lhe der um lugar todo especial, ele merece.Sandra Régia

Anônimo disse...

Caramba, morreu muito novo, uma pena, a pouco tempo ele tava trabalhando na Tv Cidade, como pode.

Nonato essas letrinhas de confirmação enchem o saco.

Anônimo disse...

Nao sabia que ele era meu conterraneo. Fiquei duplamente triste,que ele brilhe no ceu como brilhou aqui na terra. Um abraço a familia.

Briza disse...

Que DEUS,com sua infinita misericórdia o receba no reino dos CÉUS.

Anônimo disse...

é lamentavel a morte do afranio!!!!um grande profissional...adoro vc nonato

Anônimo disse...

Corrigindo, Nonato, não estava "sem prefixo", estava desempregado. Afrânio era mais um dos bons jornalistas condenados por uma corporação que pensa ser proprietária dos MCM e, pior, ser eterna. Foi condenado por ser autêntico, não puxar saco de ninguém, sincero. Encontrei-o em outubro do ano passado, na procissão de N.S. de Fátima, quando relatou-me sua via-crucis e a forma como boa parte dos jornalistas o tratava. E mais revoltante ainda ver muitos dos que falavam dele pelas costas, o alijaram da vida profissional no velório, hipocritamente tecendo elogios a ele. Mais do que vítima dos excessos - comia doce, fumava, não se cuidava - Afrânio foi vítima do esquema pesado das redações, que transforma em réu e condena sem piedade, sem direito do cnntraditório, da ampla defesa, sumária e covardemente. Vá em paz, Afrânio...

Didi Alves disse...

Minha mãe me disse que foi ele que levou aquela garota Meirinha de 10 anos que estava desnutrida para o IPREDE quando ele era repórter da TV Jangadeiro em 1990,e me lembro demais das reportagens dele para o Aqui Agora no meio da rua nas brigas de vizinhos na periferia de Fortaleza e agora onde ele estiver ele não vai ver briga de vizinhos nem crianças desnutridas.Saudades Afrânio Marques.