quinta-feira, 25 de março de 2010

Rádio. A voz do ouvinte sobre Povo AM


"Vinte e oito anos se passaram, desde aquela madrugada chuvosa, quando acordei de uma noite mal dormida, por causa da ansiedade da estréia. Afinal, minha seria a voz que colocaria no ar a emissora que mudaria a história do rádio nordestino. Homenageio Demócrito Dummar e Albanisa Sarasate, seu Costa, Jaime Azulay, Carmen Lúcia Azulay, Tertuliano Siqueira, Moreira Neto, Luiz Barbosa, Roberto Losan, Adísia Sá, Temístocles, Luis Alencar, Genilson Faheina, Rita Célia, Fátima Abreu, Socorro, Benes, Reginaldo, Fernando Eugenio, Nonato Albuquerque e outros... tantos outros,que a minha memória já não ajuda mais a relembrar. Obrigado à Rádio O Povo, por ter-me dado a chance de conhecer e morar no Ceará, meu segundo pedacinho de chão. Continuem a missão, companheiros! Afinal, a história do rádio nordestino, se escreve antes e depois da Rádio O Povo.
Paulo Roberto, radialista

"Ligando você na frequência do Povo. Ligando você ... Entrando pela noite adentro ..." Saudade!!
João Teles

"Que felicidade, AM do Povo!!!! Eu também participei do maior projeto de implantação de uma emissora de rádio no Ceará. E neste momento lembro dos que não estão mais entre nós: Vander Silvio Machado, Enio Barbosa e Roberto Losan, Laerte Alves, Reginaldo Santana e os que continuam brilhando, como o Paulo Oliveira, Carlos Augusto, Fátima Abreu, Socorro Ribeiro, Rita Célia Faheina, Genilton, Djvan, Roberto Pandolé, Luiz Carlos, Claudio Pinheiro, Ely Aguiar, Tadeu Nascimento, Paulo Roberto e Nonato Albuqerque, comunicador talentoso, amigo generoso e solidário. Meus parabéns também aos companheiros que nao foram citados e que trabalharam na AM DO POVO."
Tertuliano Siqueira, jornalista e radialista
criador da Patrulha Policial


"Caros parceiros e componentes da rádio CBN O Povo, congratulo a todos pelo empenho e caminho largo de tantos serviços e realizações. Viva a todos que fazem essa distinção, contem comigo!"
Abraços, Kiko Bloc Boris"

"Hoje é um dia especial para relembrar essa rádio que sempre teve a frente de seu tempo, desde a sua inauguração, lá em 82, quando oxigenou o meio radiofônico local trazendo uma nova maneira de se comunicar com locutores que, antes de mais nada, eram companheiros de seus ouvintes que ligavam para bater aquele papo agradável, lá nos tempos do Renan França, do Paulo Roberto e de um certo Show do Nonato Albuquerque que continua, mesmo dentro desse novo formato 'all news', com a mesma comunicação leve, sem afetações e estrelismos, simplesmente conversando com os ouvintes, continuando a cativar os velhos e novos seguidores da eterna Companheira.
Longa vida a Povo e que continue sempre a frente de seu tempo.É bom saber que também faço parte dessa bela história de sucesso".

Marcos- Maranguape

8 comentários:

Paulo disse...

Vinte e oito anos se passaram,desde aquela madrugada chuvosa,quando acordei, de uma noite mal dormida,por causa da ansiedade da estréia.Afinal,minha seria a voz que colocaria no ar a emissora que mudaria a história do rádio nordestino.Homenageio,Demócrito Dummar e Albanisa Sarasate,Seu Costa, Jaime Azulay,Carmen Lúcia Azulay,Tertuliano Siqueira,Moreira Neto,Luiz Barbosa,Roberto Losan,Adísia Sá, Temístocles,Luis Alencar, Genilson Faheina,Rita Célia,Fátima Abreu,Socorro,Benes,Reginaldo,Fernando Eugenio,Nonato Albuquerque e outros...tantos outros,que a minha memória já não ajuda mais a relembrar.Obrigado à Rádio O Povo,por ter-me dado a chance de conhecer e morar no Ceará,meu segundo pedacinho de chão.Continuem a missão,companheiros! Afinal, a história do rádio nordestino,se escreve antes e depois da Rádio O Povo.

Anônimo disse...

"Ligando você na frequencia do povo. Ligando você ... Entrando pela noite adentro ..." Saudade!!

João Teles

tertuliano disse...

Que felicidade, am do povo!!!! Eu também participei do maior projeto de implantação de uma emissora de uma emissora de rádio no ceará. E neste momento lembro dos que nao estão mais entre nós: Vander Silvio Machado,Enio Barbosa e Roberto Losan,Laerte Alves, Reginaldo Santana e os que continuam
brilhando,como o Paulo Oliveira,Carlos Augusto,Fátima Abreu,Socorro Ribeiro,Rita Célia Faheina, Genilton,Djvan,Roberto Pandolé,Luiz Carlos,Claudio Pinheiro,Ely Aguiar,Tadeu Nascimento,Paulo Roberto e Nonato Albuqerque,comunicador talentoso,amigo generoso e solidário.Meus mparabéns também aos companheiros que nao foram citados e que trabalharam na am do povo.

Marcos - Maranguape disse...

Agorinha tava ouvindo os Debates com a participação da mestra e lá foi levantada a questão da chegada das redes sudestinas que tiram espaço da programação local.E fiquei pensando se Fortaleza comportaria hoje uma radio all news toda voltada para os assuntos da capital e cheguei a conclusão que não, pois se até a matriz da CBN repete noticias, imagine se a cobertura fosse apenas local? Lembra da RCN Sat? É claro que sei que muitos perdem o emprego, o que é triste, porém, se realmente tiverem competência logo encontram outro espaço.

edson ferreira disse...

Eu cantava os jingles de abertura de todos os programas. Lembrei de um que tocava todo fim de semana- Agora é hora do esporte, esporte do jeito que o Povo que, Halmalo Silva, Halmalo Silva... bola no pé, vibração, vamos sacudir a multidão... agora é hora do esporte, esporte do jeito que o povo quer... Edson Ferreira, reporter esportivo da radio Globo Fortaleza

edson ferreira disse...

Eu cantava os jingles de abertura de todos os programas. Lembrei de um que tocava todo fim de semana- Agora é hora do esporte, esporte do jeito que o Povo que, Halmalo Silva, Halmalo Silva... bola no pé, vibração, vamos sacudir a multidão... agora é hora do esporte, esporte do jeito que o povo quer... Edson Ferreira, reporter esportivo da radio Globo Fortaleza

Didi Alves disse...

Eu lembro demais do trabalho do Cláudio Pinheiro na televisão,foi a partir de 1994 no Cidade Aberta para quem não se lembra,no Aqui Agora Fortaleza com a Lana Soraya,Laerte Alves e Ely Aguiar(1ª apresentação dele antes do Gleryston Oliveira),outra vez no Aqui Agora Fortaleza em 1997 a 1998 direto da Redação da TV Cidade antes do troca do Sbt pela Rede Record e por último Cidade Livre em 1999.

Paulo Ferreira disse...

Só o Jaime e o Democrito, ambos de saudosas lembranças poderia realizar tamanha transformação no rádio cearense, nunca mais tivemos algo parecido entre nós. Lamentamos!