quarta-feira, 10 de julho de 2019

NOMES. Paulo Henrique Amorim morre de infarto fulminante

Tá dando ruim: o blog está virando um obituário. Desta feita foi a morte do jornalista Paulo Henrique Amorim. Foi hoje de madrugada. Ele estava em casa no Rio e teve um infarto. Fulinante. 


Resumo do UOL: Paulo Henrique Amorim trabalhava na Record TV desde 2003, onde apresentou o Jornal da Record - 2ª edição, ajudou a criar o Tudo a Ver e esteve à frente do Domingo Espetacular, até junho deste ano, quando foi afastado da revista eletrônica. Em nota, a Record informou que ele havia deixado o programa e que permanecia na emissora à disposição para novos projetos. O jornalista estreou no jornal A Noite, em 1961, foi correspondente em Nova York da revista Realidade e foi da Veja. Na TV, passou também por Manchete e Globo, onde teve fases como correspondente internacional, Band e TV Cultura. Em 1972, ganhou Prêmio Esso na categoria informação econômica.

Nenhum comentário: