sábado, 23 de março de 2019

JORNAIS Manchete batida não é papel de jornal de papel

Venhamos e convenhamos: dar uma chamada de capa da prisão do Temer, no dia seguinte ao fato, mais de 12 horas no impresso, com manchete ultrapassada, não é mais papel de jornal de papel. É preciso ser criativo. Ou, como diz o Eduardo Tessler, do "Mídia Mundo", "basta racionar um pouco e a solução aparece". Foi o que fez, por exemplo, o Super Notícias, de Minas Gerais que - me perdoe o trocadilho - deu uma dentro. 

.

Nenhum comentário: