terça-feira, 9 de janeiro de 2018

ELIOMAR. O texto é dele mas a montagem é do Guabiras?

Quando o texto é primoroso, o assunto interessante e a vontade aperta e me manda, eu compartilho. Leitor inveterado do blog de Eliomar de Lima não há um só dia que não o visite - até como referência de informação. Agora há pouco, uma postagem dele chamou minha atenção. A que se refere a versão de filme que fizeram com o Ciro Gomes. Texto divertido, criativo e que tem a marca do 'enfant terrible' Eliomar, eu o publico por aqui para que nossos leitores, também, o aplaudam. 

Ah! só uma perguntinha: o cartaz é do Guabiras?



O ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT ao Palácio do Planalto, ganhou esta semana uma versão do filme “Eu Sou a Lenda”, que arrebatou bilheterias nos cinemas há 10 anos, estrelado pelo ator norte-americano Will Smith.
Na versão original, o virologista Robert Neville (Will Smith) luta contra um vírus que transforma pessoas em mutantes.
Na versão Ciro Gomes, o “herói cearense” luta contra o vírus da corrupção que há 34 anos se alastra pelo Brasil. Luta que se inicia quando Ciro é eleito deputado estadual.
Enquanto a nova versão do “Eu Sou a Lenda” não estreia, Ciro Gomes trabalha o elenco. Enquanto Will Smith contracena com a brasileira Alice Braga, Ciro espera também contracenar com uma “heroína”, no caso a deputada estadual gaúcha Manuela d’Ávila, do PCdoB. A deputada, no entanto, contradiz a informação na imprensa, ao afirmar que não será vice de nenhuma candidatura, ao se referir a uma possível chapa com Lula.
Para o elenco coadjuvante, Ciro aguarda aceno do PSB. Ainda este mês, o pré-candidato do PDT estaria com agenda em Pernambuco, entre os dias 15 a 22. No Estado, os dois partidos mantêm aliança. O PDT apoia ao Senado o ex-prefeito de Caruaru, José Queiroz.
Enquanto isso, outros filmes também prometem estrear este ano para todos os gostos. Entre os principais estão “Será Que Ele É (candidato)?”, estrelado por Lula; “O Senhor das Armas”, por Bolsonaro; “Déjà Vu”, por Alckmin; “Inimigo Meu”, por Henrique Meirelles; e há até quem não descarte a reprise “Ghost”, por Dilma.
POST SCRIPTUM
O nome ELIOMAR (lá no alto) passa a ser referência do assunto da postagem

Um comentário:

paulo césar disse...

O Ciro real vai atirar na Polícia Federal, dar fuga para o Lula, defende a estocadora de vento, ataca covardemente os outros que estão em evidência e que são contrários ao que está ai ao qual ele defende... Pelo visto, o Ciro do cartaz é uma lenda mesmo!