terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

MEMÓRIAS DO BLOG. A entrevista ficcional com Belchior


Uma entrevista ficcional com Belchior fazia sucesso aqui no blog em agosto de 2009. Resolvemos reprisá-la para lembrar Belchior que nunca será esquecido. 

Está todo mundo comentando no rádio, tv, na Internet (Twitter, só deu isso hoje) o sumiço do cantor Belchior. 


Quem melhor para falar de Belchior, senão o próprio Belchior - através de suas palavras que a gente aprendeu a cantar. O GENTE DE MÍDIA aproveita a situação e entrevista ficcionalmente o cantor para saber se tudo está ao seu 'bel' prazer. 

GdM - Por onde você andou rapaz?
- Se você vier me perguntar por onde andei, amigo, eu me desesperava. [...] Estava mais angustiado que um goleiro na hora do gol (3). Sei que, assim falando, pensas que esse desespero é moda [...] mas ando mesmo descontente. Desesperadamente. (1)

GdM - O Fantástico disse que você anda sumido de tudo e de todos...
BEL - Há tempo, muito tempo que eu estou longe de casa e nessas ilhas cheias de distância.

GdM - Sua família tem conhecimento e aprova essa sua atitude?
BEL - Meu pai não aprova o que eu faço. Tampouco eu aprovo o filho que ele fez.(10)

GdM - Mas deve ter um motivo?
BEL - Quero lhe contar como eu vivi e tudo o que aconteceu comigo (4)

GdM - O problema, realmente, é que você está sem dinheiro?
BEL - Sem dinheiro no banco, sem parentes importantes...(2)

GdM - A matéria da Globo diz que você está deprimido. Seria com o sucesso desses forrozeiros que ocupam hoje o espaço do 'Pessoal do Ceará'?
BEL - Eles venceram e o sinal e está fechado prá nós. (4)

GdM - Você sempre foi uma pessoa alegre e criativa e por que se deprimir assim?
BEL - Quando eu não tinha o olhar lacrimoso, que hoje eu trago e tenho; [...] eu era alegre como um rio, um bicho, um bando de pardais; [...] Mas veio o tempo negro e, à força, fez comigo o mal que a força sempre faz. (12)

GdM - Mas vocês [ do Pessoal do Ceará ]tem uma história a preservar na Música Cearense...
BEL - Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo, tudo, tudo, tudo o que fizemos, ainda somos os mesmos... (4)

GdM - Dá pra se perceber que você tem medo de alguma coisa no Brasil. É verdade?
BEL - Eu tenho medo de Belo Horizonte; Minas Gerais, Natal, Vitória, Goiânia, Goiás. Eu tenho medo Salvador, Bahia; eu tenho medo Belém do Pará; eu tenho medo pai, filho, Espírito Santo, São Paulo; eu tenho medo um Rio, um Porto Alegre, um Recife; eu tenho medo Paraíba, medo Paranapá; eu tenho medo Estrela do Norte, paixão, morte é certeza. Medo Fortaleza, medo Ceará (8)

GdM - Para acabar com esse medo, você precisa cantar. O PT tem contratado muitos artistas para shows públicos. Você aceitaria?
BEL - Aquela estrela é bela. (11) Qando eu estou sob as luzes não tenho medo de nada(9)

GdM - Aqui entre nós e os internautas, estou sentindo que isso é uma jogada de marketing, ou não?
BEL - Você não sente nem vê, mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo, que uma nova mudança em breve vai acontecer (7)
(01)A Palo Seco; (02) Apenas Um Rapaz Latino Americano; (03) Divina Comédia Humana; (04) Como Nossos Pais; (05) Medo de Avião; (07) Velha Roupa Colorida; (08) Pequeno Mapa do Tempo; (09) De Primeira Grandeza; (10) Lira dos Vinte anos; (11) Mucuripe; ((12) Galos, Noites e Quintais; (13) Almanaque.

Nenhum comentário: