quarta-feira, 13 de abril de 2016

MUNDO MODERNO. Nem cães, nem pinguins, nem jornaleiros

Se achar um cachorro que, hoje em dia, recolha o jornal deixado lá fora e leve até o seu dono é algo difícil, imagine pensar num pinguim fazendo isso. Não porque um pinguim não possa ser treinado para uma tarefa desse tipo, mas porque hoje em dia está cada vez mais difícil você encontrar jornal impresso nas portas de antigos assinantes e até em lugares onde antigamente se podia vê-los. Das ruas sumiram os jornaleiros. Em Fortaleza, eles quase não mais são vistos. Nos sinais, nunca mais eu me deparei com indivíduos vendendo impressos. 
Sinal dos tempos ou final do Times?

Nenhum comentário: