sábado, 12 de março de 2016

RÁDIO. Carmen Lúcia Dummar assume Acert e Sindatel

Carmen Lúcia Dummar assumiu ontem as presidências da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACERT) e do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado do CE (Sindatel). Matéria do jornalista Átila Varela, de O Povo, destaca os pontos do evento de posse e enfatiza os projetos da presidência à frente das entidades.



O período que o rádio e a TV vivem no País é de migração tecnológica. Enquanto o primeiro vê a ida da AM para a frequência da FM, o sinal digital ganha mais força com o desligamento do analógico. Apesar dos avanços, é preciso continuar com a melhoria contínua em benefício dos usuários. Esse é o discurso de Carmen Lúcia Dummar ao assumir as presidências da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert) e do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado do Ceará (Sindatel). 
A cerimônia de posse ocorreu ontem na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). Será o segundo mandato de Carmen Lúcia como presidente da Acert, que é a primeira mulher a assumir as duas entidades. 
Para o rádio, a questão a ser debatida é a propagação do veículo para o usuário. “É um momento de pensar sobe os receptores de radiodifusão. Nós temos pleiteado que os telefones tragam rádio terrestre sem a necessidade de estar conectado à internet”, diz a presidente.

O desligamento do sinal analógico da TV também vai beneficiar o rádio, especialmente o digital. “Só depois que a TV analógica sair é que o rádio digital vai entrar, ao abrir uma outra faixa de frequência”. O desligamento do sinal analógico de TV em Fortaleza está previsto para 26 de julho de 2017. O processo só poderá ocorrer quando o a recepção do sinal digital atingir 93% na Cidade.
Carmen Lúcia também criticou a violência contra profissionais da imprensa no País. “Vivemos uma fase difícil de recrudescimento de violência contra o jornalista. O profissional não pode ser tolhido no seu trabalho. Ficaremos vigilantes”.

João Dummar Neto, vice-presidente do Grupo de Comunicação O POVO destaca que a escolha de Carmen Lúcia na Acert e no Sindatel reforçam as demandas do setor. “É uma área que tem muita evolução tecnológica. Ela tem feito esse trabalho de acompanhar, além de dar dinâmica à área”.
Homenagem

A cerimônia também contou com uma homenagem ao ministro das Comunicações, André Figueiredo. Segundo ele, entre os desafios está a necessidade de dar celeridade aos processo de transição . “Nosso objetivo é desburocratizar processos que estavam emperrados na área da radiodifusão, seguir um cronograma definido para a TV digital, não obstante todas as outras áreas do ministério das Comunicações”.

Nenhum comentário: