terça-feira, 12 de janeiro de 2016

CASO CURIÓ. Demitri Túlio cobra responsabilidade da Polícia

A nota abaixo está na coluna Vertical, do Eliomar de Lima, mas ele a identifica como sendo de Demitri Túlio, o mais competente jornalista da atualidade no Ceará. Reclama do silêncio das autoridades em relação à chacina do Curió, hoje completando 60 dias.


E sobre os envolvidos na Chacina de Messejana? Há 60 dias, 11 pessoas foram executadas sumariamente na área do São Miguel/Curió. Até agora, o que a Controladoria Geral de Disciplina do Ceará (CGD) apurou? No dia da matança, o governador Camilo Santana (PT) teria ficado enfurecido em seu gabinete quando foi informado da suspeita de autoria apontar para matadores que usam a farda da PM. Só um detalhe, a maioria dos policiais militares é séria. Vi isso de perto porque fui policial por cinco anos. Lá, há gente de bem querendo contribuir com a paz pública dentro da legalidade. Agora, a polícia matar alguém sem estar em situação irremediável de confronto? Sem lançar mão da legítima defesa real ou que não seja para salvar a vida de um inocente? Isso é extermínio. A controladora Socorro França (foto), ex-promotora de justiça e ex-procuradora geral da Justiça do Estado, sabe disso.

CSI MESSEJANA
Pode ser que os autores da Chacina de Messejana não sejam PMs. Mas vejam que estranho. Num grupo de WhatsApp de policiais militares, circulou, no mês passado, a mensagem a seguir: “Senhores, a notícia é triste. Mas acho que deveria ser compartilhada para alertar tds. A CGD está indo nas casas dos guardas com mandado para confiscar celular, arma e até o coturno (para comparar com a terra do local dos S13) S13 da Messejana/Curió”. S13, no jargão policial, significa ocorrência. 

Nenhum comentário: