segunda-feira, 2 de novembro de 2015

VIOLÊNCIA. Repórter cearense entre as 54 vítimas de 2015


O nome do radialista Glaydson Carvalho é relacionado entre os 54 profissionais da mídia que foram assassinados só este ano no mundo. Hoje é o Dia Internacional de Luta para Acabar com a Impunidade de Crimes contra Jornalistas. Segundo dados da organiação 'Repórteres sem Fronteiras', além dos 54 mortos temos 150 profissionais encarcerados.  

Na última década, 700 jornalistas foram mortos no decurso de seu trabalho, a maioria das mortes foi deliberada porque relataram o crime e a corrupção. Em torno de 90% dos casos não são investigados  seja por falta de recursos ou falta de vontade política

No dia 18 de dezembro de 2013, a Assembléia Geral da ONU aprovou a sua primeira resolução sobre a segurança dos jornalistas e a questão da impunidade, condenando todos os ataques contra trabalhadores de mídia e no dia 2 de novembro proclamou a data como o Dia Internacional para acabar com a impunidade de crimes contra jornalistas. A escolha foi para lembrar o assassinato de dois jornalistas franceses no Mali em 2013 .

FONTE: 233 Grados

Nenhum comentário: