segunda-feira, 21 de setembro de 2015

DEU NO JORNAL. Julia Lemmertz em entrevista em O DIA

Uma vida só é pouco para se fazer tudo o que se quer', diz  Julia Lemmertz

‘Além do Tempo’ vai dar um salto para os dias atuais e Julia Lemmertz refletiu sobre a passagem

REGIANE JESUS
Rio - ‘Antes de amar alguém, a gente precisa se amar, gostar de si mesmo e se valorizar para valorizar o resto todo.” As palavras de Julia Lemmertz, 52 anos, dão um sinal de que a sua autoestima vai muito bem apenas dois meses depois do anúncio do fim do seu casamento de 22 anos com o ator Alexandre Borges.
Discreta, a intérprete da Dorotéia de ‘Além do Tempo’ preserva a intimidade, mas não se esquiva quando questionada se ter um amor é fundamental. “É importante amar e ser amado. É preciso cultivar o amor em todos os sentidos, seja com amigos, filhos, com as pessoas que trabalham com você. Falta amor como um todo no mundo. A gente precisa um do outro”, observa a atriz, sem falar sobre a sua vida afetiva. 

Julia Lemmertz vai muito bem dois meses depois do anúncio do fim do seu casamento
Foto: Divulgação

Se Julia já tem ou pensa ter um novo amor, não se sabe, mas a viúva Dorotéia da novela das 18h fez a fila andar. “O Bento (Luiz Carlos Vasconcellos) não é de se jogar fora e ela é jovem ainda, então resolveu se divertir com ele. Não tem nada escrito que eles foram para a cama, que acordaram juntos, mas eu tenho para mim que a Dorotéia já deu uns amassos no Bento, que se beijaram. Só sei que a Dorotéia depois de ir a um baile cigano com o Bento chegou no dia seguinte em péssimo estado, porque bebeu, se divertiu, dançou”, diz. 
Na contramão da personagem que anda curtindo adoidado a noite da fictícia Campobello, Julia é caseira. “O que eu adoro fazer é ler, ver filmes. Fazendo novela, não falo nem com meus amigos. É uma loucura, quando se vê a semana acabou. Mas o que me renova mesmo é ir para a serra, para o mato”, conta a mãe de Luiza, de 27 anos, e Miguel, 15. 
Recarregar as baterias sem pensar nos compromissos profissionais, por ora, está fora de cogitação para Julia, mas ainda assim é tempo de renovação. A partir do dia 19 de outubro, a trama de Elizabeth Jhin entra em nova fase, saindo do século 19 para os dias atuais.
“Não serão as mesmas pessoas, mas as mesmas almas. O mote dessa segunda fase são os resgates, os reencontros, ter uma segunda chance para melhorar. A gente é que faz a nossa vida com as nossas escolhas, com honestidade, retidão, seriedade. A Dorotéia precisa pensar para o que ela serve, qual é o seu talento, qual é a sua função no mundo”, comenta, complementando: “Será que a gente veio aqui a passeio, para vestir roupa, para ir a baile, para ser chique? Isso acaba, juventude acaba. Parece uma reflexão filosófica, mas eu gostaria que a Dorotéia tivesse uma chance de acertar, se redimir, de amar e ser amada. Quero que ela faça alguma coisa boa para o outro”, torce a intérprete da personagem que tem um pé na vilania. 
Reencarnação não é um tema que Julia domine, mas os preceitos espíritas são bem-vindos. “Eu suponho que é muito pouco uma vida só para a gente fazer tudo o que quer fazer. A gente tem, com sorte, 80 anos de vida bem vividos, produzindo, trabalhando... Aí morre, acaba, vai para onde? Eu acho pouco provável que a vida não se renove de alguma maneira. A vida não é permanente, se renova. O que sei é que nada é para sempre.” 
A boa forma da atriz parece ser. Depois de ganhar elogios ao fazer uma cena sensual, de lingerie, na novela ‘Em Família’ (2014), Julia também exibe seu corpo perfeito em ‘Além do Tempo’ mesmo em figurinos de época. “É bom estar magrinha para entrar no espartilho, que aperta muito. Isso é coisa para profissional”, brinca. Já a receita para a balança não subir requer poucos esforços.
“Não é sacrifício, é genética. Meus pais eram magros (os saudosos atores Lilian Lemmertz e Lineu Dias). Não me sacrifico porque eu gosto de comer direito, faço exercícios regularmente, enfim, não dou mole. Gosto de entrar nas roupas, mas não fico pensando que tenho que ser magra para sempre. Faço isso por um bem-estar próprio, porque meu corpo precisa funcionar enquanto eu estiver por aqui.”
(O DIA)

Nenhum comentário: