sexta-feira, 29 de agosto de 2014

MEMÓRIA. Barão do Rio Branco já foi até marca de cigarros


Hoje é o dia nacional de combate ao fumo. E uma pesquisa junto ao Almanaque, revela que o Barão do Rio Branco (José Maria da Silva Paranhos Júnior), patrono da diplomacia brasileira, cujo rosto já estampou diversas cédulas brasileiras, também teve o nome usado por uma marca de cigarros. O Cigarro Barão era produzido em São Paulo na década de 1920. O curioso era o slogan da marca: “Contra fatos não há argumentos”. O anúncio de jornal da época. só não explicava quais eram os fatos. E muito menos os argumentos.

Nenhum comentário: