quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

CURIOSIDADE. A origem do ano bissexto

.

Artigo curioso do blog Fronteras conta o porquê da existência do ano bissexto e as particularidades que levaram a adoção dele no calendário atual. Leitura no ANTENA PARANÓICA.

ATOR. Matheus Nachtergaele acidentado

.
A coluna de Léo Dias, no jornal O Dia/Rio, cita o acidente com o ator Matheus Nachtergaele. Ele sofreu uma queda e fraturou os ossos. 

"O ator apresentava sinais de embriaguez e estava com algumas costelas quebradas", escreveu o colunista.

Na minha opinião, um dos melhores atores do cinema, teatro e tv do País.





JORNAIS. Omissão cobrada há 80 anos

.

JORNAIS. Vale a pena ver na Folha de SP


RG com a foto do ator Jack Nicholson era usado por suspeito


Golpista preso em Pernambuco usava RG com foto do ator Jack Nicholson
Polícia Civil de Pernambuco
RG com a foto do ator Jack Nicholson era usado por suspeito


FÁBIO GUIBU
DE RECIFE

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu ontem, em Recife, um homem suspeito de utilizar carteiras de identidade falsas para abrir empresas e contas bancárias. Um dos documentos, em nome de João Pedro dos Santos, trazia a foto do ator norte-americano Jack Nicholson.

Ricardo Sérgio Freire de Barros, 41, foi preso quando tentava abrir mais uma conta numa agência bancária do bairro de Boa Viagem. Com ele foram encontradas seis identidades falsas, de Alagoas.

Segundo o delegado Erivaldo Guerra, ele usava os documentos para abrir falsas empresas. Em seguida, abria contas bancárias em nome dessas firmas e, assim, conseguia cheques especiais e cartões de crédito. O dinheiro era usado, mas a dívida nunca era quitada.

Duas das identidades têm fotos do próprio suspeito, mas nomes falsos. Com elas, diz a polícia, Barros abria as empresas. Os documentos com fotos diferentes eram apresentados como sendo de seus "sócios" nos negócios.

Barros disse que só falaria em juízo. Foi indiciado sob suspeita de envolvimento em estelionato e uso de documentos falsos -a pena prevista é de até nove anos de prisão.

TEVÊ. A métrica das meninas da bancada




Nada contra a presença de gordinhas nas bancadas de nossos telejornais, pelo contrário. Até já criticamos diretor de emissora que carregou na métrica e tirou do ar uma das nossas melhores repórteres da TV sob a alegativa de que ela pegara alguns quilinhos a mais. Mas telespectador amigo questiona se, atualmente, sumiu de vista a fita das meninas da TV Verdes Mares em relação ao padrão convencional.

Ele diz que seja no 'Bom Dia, CE' ou na edição do CE-TV do meio dia e até na edição noturna, o que se nota são apresentadoras acima do peso, a ponto de .revelarem "perda do padrão delimitado pela Globo para as apresentadoras". 

Padrão global! Ué! Que limite é esse? Quem falou que para ser jornalista, a mulher tem que obedecer a métrica de uma diva de Boticelli ou aos parâmetros estéticos da Monalisa? Por que não pode igualar-se às gordinhas maravilhosas de um Fernando Botero?

Cara de lua cheia, culotes reclamando espaços na métrica do corpo, peso encurvando ainda mais as linhas - nada disso deve ser levado em conta, quando o critério básico para estar numa bancada de telejornal deve ser medido pela métrica da competência.  

Estamos tão mergulhados nos padrões de estética convencional - a velha ditadura da moda -, que perdemos de vista o alvo importante de nossa avaliação nesse caso. A qualidade pode muito bem ajustar-se ao peso e à medida desse outro ítem chamado quantidade.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

CINE. Framboesa para os piores de 2012

.
Tem gente perguntando sobre o prêmio Frambroesa (Razzie), destinado aos piores da arte cinematográfica. A versão 2012, ao contrário de anos anteriores, não foi realizada na véspera do Oscar, mas será no dia 1º de abril - dia dos tolos no calendário internacional. Se eu pudesse  indicaria "Os Imortais" e até um brasileiro: "Agamenon".


Veja a lista completa de indicados ao Framboesa de Ouro 2012:


PIOR FILME
Bucky Larson: Born to Be a Star
Cada um Tem a Gêmea que Merece
Noite de Ano Novo
Transformers: O Lado Escuro da Lua
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
PIOR DIRETOR
Michael Bay – Transformers: O Lado Oculto da Lua
Tom Brady – Bucky Larson: Born to Be a Star
Bill Condon – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
Dennis Dugan – Cada um Tem a Gêmea que Merece, Esposa de Mentirinha
Garry Marshall – Noite de Ano Novo
PIOR  ATOR
Russell Brand – Arthur
Nicolas Cage – Fúria Sobre Rodas, Caça às Bruxas e Reféns
Taylor Lautner – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1, Sem Saída
Adam Sandler – Cada um tem a Gêmea que Merece, Esposa de Mentirinha
Nick Swardson – Bucky Larson: Born to Be a Star
PIOR ATRIZ
Martin Lawrence (“Momma”) – Vovó Zona 3
Sarah Palin (como ela mesma) – Sarah Palin The Undefeated
Sarah Jessica Parker – Não Sei Como Ela Consegue, Noite de Ano Novo
Adam Sandler (“Jill”) – Cada um tem a Gêmea que Merece
Kristen Stewart – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
PIOR ATOR COADJUVANTE
Patrick Dempsey – Transformers: O Lado Oculto da Lua
James Franco – Sua Alteza
Ken Jeong – Vovó Zona 3, Se Beber Não Case 2, Transformers 3 e O Zelador Animal
Al Pacino (como ele mesmo) – Cada um tem a Gêmea que Merece
Nick Swardson – Cada um tem a Gêmea que Merece, Esposa de Mentirinha
PIOR ATRIZ COADJUVANTE
Katie Holmes – Cada um tem a Gêmea que Merece
Brandon T. Jackson (“Charmaine”) – Vovó Zona 3
Nicole Kidman – Esposa de Mentirinha
David Spade (“Monica”) – Cada um tem a Gêmea que Merece
A Modelo de Lingerie (aka Rosie Huntington-Whiteley) – Transformers 3: O Lado Oculto da Lua
PIOR ELENCO
Bucky Larson: Born to Be a Star
Cada um Tem a Gêmea que Merece
Noite de Ano Novo
Transformers: O Lado Oculto da Lua
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
PIOR REMAKE, CÓPIA OU SEQUÊNCIA
Arthur
Bucky Larson: Born to Be a Star (cópia de Nasce uma Estrela e Boogie Nights)
Se Beber Não Case Parte 2 (Pior sequência E remake)
Cada um Tem a Gêmea que Merece (cópia de Glen ou Glenda)
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
PIOR DUPLA
Nicolas Cage e qualquer um em seus três filmes de 2011
Shia LeBeouf & A Modelo de Lingerie (Transformers 3: O Lado OCulto da Lua)
Adam Sandler & Jennifer Aniston OU Brooklyn Decker / Esposa de Mentirinha
Adam Sandler & Katie Holmes, Al Pacino OU Adam Sandler / Cada um tem a gêmea que Merece
Kristen Stewart & Taylor Lautner OU Robert Pattinson / A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
PIOR ROTEIRO
Bucky Larson: Born to Be a Star
Cada um Tem a Gêmea que Merece
Noite de Ano Novo
Transformers: O Lado Oculto da Lua
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

TV. Site da TV Cultura está fora do ar

.

FLAGRANTE. A Dilmaquinista da vida real

.
A foto de Roberto Stucker Filho, publicada na capa do caderno Política de O Povo, é a confirmação de que a vida imita a arte. A presidente no comando do metrô aqui em Fortaleza, lembra a Dilmaquinista do Zorra Total.

NOTAS SOLTAS

.
1. Encontro-me na noite com a colunista Lêda Maria. Acabara de sair da solenidade que uniu oficialmente Dodora Guimarães e Sérvulo Esmeraldo. "Foi algo tão incrível, Nonato!" disse - deixando-me curioso.

2. Aurèlio Menezes, um dos melhores repórteres do rádio cearense, elaborando uma série de entrevista em vídeo para um trabalho de documentação sobre a história do rádio. Ontem ele ouviu pessoal da Assunção.

3. Perguntinha que todo torcedor (consciente) da seleção brasileira faz: o que quer o Brasil marcando amistoso com times como Bósnia? Isso é coisa de Ricardo Teixeira que ainda continua à frente da CBF. 

TV. Como o Fantástico deixou de ser

..
Coluna Outro Canal da Folha de SP:
O "Fantástico" completou no domingo 2.000 edições no ar, mas sem muitos motivos para comemorar. Em pouco mais de uma década, a atração perdeu 38% de sua audiência. A revista dominical da Globo obtinha média de 34,3 pontos de audiência em 2000. Em 2011, a média do programa foi de 21 pontos. Cada ponto equivale a 58 mil domicílios na Grande São Paulo.
Os índices demonstram que a perda de público da atração é contínua, de 2003 para cá, e não consegue ser estancada pela emissora.
Em 2002, o programa marcou média de 32,6 pontos de ibope. Em 2003, veio o melhor índice: 36,3 pontos. A partir daí, os números só caíram. Em 2005, o "Fantástico" passou a registrar 33 pontos. Em 2006, marcou 31,7 pontos de audiência. A luz vermelha foi acesa em 2007, quando o programa começou a ficar abaixo dos 30 pontos: marcou 28,2 pontos.
Com a saída de Glória Maria do comando da atração, em 2008, o dominical continuou perdendo público: marcou 26,3 pontos no ano.
Os anos seguintes também foram de queda: encerrou 2009 com média de 22,6 pontos e 2010 com 22,1 pontos. Em 2011, a média foi de 21 pontos. Neste ano, até fevereiro, o "Fantástico" registrou 20 pontos de audiência. A edição de aniversário, anteontem, marcou 20,4 pontos.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

OSCAR 2012. O silêncio ganha as manchetes

.
Surpreendente como as manchetes de vários jornais norte-americanos elegeram a expressão "silent night" para definir como foi a festa do Oscar 2012. A frase relaciona-se, evidentemente, a vitória do cinema silencioso, em plena era do digital, rodado em preto e branco (O Artista) e outro que fala das origens do cinema (A Invenção de Hugo Cabret) remetem o público do Cinema aos tempos do início da chamada Sétima Arte. Alguns títulos de jornais chegaram a igualar-se. Mas o que mais chamou a atenção foi o espaço dado pelo The Times ao evento da Academia: uma citação em pequeno espaço, sem o estardalhaço que a maioria dos outros fez.

 





MEMÓRIA. US$ 250 milhões há 50 anos

.
Há exatos 50 anos, a Aliança Para o Progresso destinava ao Nordeste 250 milhões de dólares para desenvolvimento da região.

O dinheiro veio? Foi empregado em quê?

Leia mais AQUI

OSCAR 12. Um resumo do que foi a festa

.
E o Oscar foi para... O Artista, filme mudo e em preto-e-branco, passado na Hollywood dos anos 1920, que conseguiu a façanha de causar sensação na era do digital e do 3D. Projeto francês financiado pelos produtores norte-americanos Harvey e Bob Weinstein, The Artistconquistou cinco prêmios da Academia como melhor filme, diretor (Michael Hazanavicius), ator (Jean Dujardin), figurino e trilha sonora. A Invenção de Hugo Cabret, de Martin Scosese, que tinha o maior número de indicações, onze ao todo, também levou cinco estatuetas, mas em categorias técnicas – fotografia, de som, edição de som, efeitos visuais e direção de arte. Em sua 17ª indicação, Meryl Streep recebeu a sua terceira estatueta, pela personificação da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher em A Dama de Ferro


(Diário do Comércio-SP)

CONSUMIDOR. Onde o SAC não funciona

.
Os órgãos de comunicação, formadores de opinião e principais difusores das regras de boa conduta em relação ao consumidor, muitas vezes, dão os piores exemplos de como não proceder em relação ao SAC- Serviço de Atendimento ao Consumidor. Um exemplo disso está na página online do Diário de SP, hoje, onde duas assinantes reclamam da falta de entrega do jornal e o atendimento ao cliente. 

E esse tipo de desinformação não se restringe a esse órgão de imprensa não. Tente ligar para um jornal num domingo ou feriado e você ficará decepcionado com o atendimento. Quase sempre, o serviço está entregue a pessoal de segurança - terceirizado - que não detém nenhuma orientação de como atender bem ao cliente, principalmente num setor como o da comunicação. 

Eu próprio já liguei para o local do meu trabalho interessado em falar com uma pessoa e o guarda simplesmente me atendeu de forma ríspida e ao citar que era Nonato Albuquerque que estava falando, ele disse várias vezes que o Nonato estava de folga. Tentei me explicar melhor, mas aí ele simplesmente bateu o telefone. . 

domingo, 26 de fevereiro de 2012

OSCAR 2012. Os apresentadores do Brasil

.
A tradutora Anna Viana traduzia até 'arrôto' do Billy Crystal. Maria Beltrão, que eu amo de paixão vacilou no 'Moon River' e leu "Mum Raiver". José Wilker, como ator canastrão que é repetiu-se como em todo trabalho de novela que faz.

E o Oscar não saiu para o Sérgio Mendes e Carlinhos Brown. Foi uma decepção geral? Não, apenas a Globo que criou expectativa - a exemplo do que fez com a indicação de Fernanda Montenegro.


TEVÊ. Falcão mostra cenas do 'Leruaite'

.
Falcão já gravou alguns programas da série "Leruaite" que ele vai comandar na TV-C, canal 5. Da página do Guto Benevides, superintendente da emissora, pinçamos as fotos abaixo.



FOTOGRAFIA. O que foi e não volta mais

.
Tempo é algo incrível. Rapidamente, ele muda tudo à sua volta. O jornalista Adriano de Lavor publicou no Facebook essa fotografia da avenida Antonio Sales nos anos 70. É incrível como se processou mudança naquela área.


OSCAR. 10 curiosidades sobre o prêmio

.
O nosso colaborador J. Neto nos envia endereço de um site que revela curiosidades sobre o Oscar. Fala desde a origem da premiação, porquê o nome Oscar - muito embora eu soubesse que se deve a Bette Davis que achou a estatuêta parecida com seu tio Oscar -, além dos filmes mais premiados, quem mais levou prêmio para casa e outras informações interessantes.

Clique http://cinema.yahoo.net/galeria/carregar/titulo/10-coisas-que-voc-n-o-sabia-sobre-o-oscar/gid/723/foto/533#foto

sábado, 25 de fevereiro de 2012

VÍDEO. Uma canção que nunca envelhece


FILME. Homenagem às origens do cinema

.
O 'post' anterior pode até ser uma premonição do que pode acontecer amanhã durante o Oscar 2012. A imagem do antigo filme Viagem à Lua (1902), está ligada diretamente ao filme "A Invenção de Hugo Cabret", a homenagem de Martin Scorsese a um dos pioneiros do cinema, Georges Méliès. Acabei de ver o filme e tudo nele me surpreende pela declaração de amor que o diretor Scorsese faz ao Cinema. 

Além dessa elegia à Sétima Arte, Scorsese brinca com o Tempo, centrando sua história em meio aquela parafernália do relógio de uma estação de trens. É a leitura de que tudo é transitório. De que tudo passa. O próprio drama de Méliés (vivido com perfeição por Ben Kingsley), fracassado e esquecido depois de momentos de fama, é uma advertência sobre a transitoriedade de tudo. Da própria vida. 

O filme arregimenta interessantes leituras. A clara citação a Harold Lloyd e gente como Christopher Lee em pequeno papel mas que casa bem com a diversidade das situações, ligando as origens do cinema com a tecnologia dos dias de hoje. É um filme para se ver como uma declaração de amor ao cinema feito por cineastas que, de acordo com o tempo, mostram o esforço e sacrifício aliados ao talento para a realização de um bom filme. O competente Scorsese o faz. E pode surpreender levando a maioria das estatuetas. 

OSCAR. Como se fosse um filme já visto

.
Se correr tudo dentro dos conformes, amanhã tem a festa do Oscar. Sem nenhuma novidade. Estrelas e astros desfilando pelo tapete vermelho e repetindo os chavões de sempre. Como se fosse um vídeo-tape de outras ocasiões. Ou um velho filme que a gente cansou de assistir.

A Globo transmite depois do BBB12. Já deu pra imaginar que vai pegar o evento pela metade. NA GNT, a transmissão começa às 20h30min.

Ah! para nós brasileiros tem o baiano Carlinhos Brown que concorre na categoria canção original por "Real in Rio". Só.  



JORNAIS. Público deixa de circular amanhã

.
A Mediapubli, empresa que edita o jornal espanhol "Público", anunciou o fim da versão impressa da publicação. Amanhã será a última vez que o impresso circulará. 

A companhia diz ser impossível fazer novos investimentos para sanar as perdas com a receita publicitária insuficiente. Com mais de 5,5 milhões de acesos, o jornal irá para a internet.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

NOMES. Morre o bossa-novista Pery Ribeiro

.
E morreu Pery Ribeiro. Filho de Herivelto Martins e Dalva de Oliveira, Pery é de uma família de artistas primorosos que passou por etapas diversas da MPB e marcou, principalmente, em duetos com Leny Andrade. 

Ele faleceu vítima de infarto aos 74 anos de idade. Célebre, Pery e Ubiratan Ribeiro eram os dois filhos de Dalva que foram envolvidos ainda pequenos pela separação do casal. 

Eu fui divulgador de Pery à época do 'Show do Luiz Vieira', no antigo canal 2. Ele fez muito sucesso cantando Bossa Nova e morou no México onde o 'bip-bop' de seu canto foi marcante no início do movimento de Bossa Nova.

O primeiro trabalho de Pery Ribeiro foi aos 3 anos, quando dublou o anão Dengoso na animação "Branca de Neve e os Sete Anões", dos estúdios Disney. Aos 5 anos, o cantor participou das filmagens de "It´s All True", longa que o cineasta norte-americano Orson Welles não terminou.

Ribeiro gravou em 1963 a primeira versão de "Garota de Ipanema", composta por Tom Jobim e Vinícius de Moraes.




CÂMERA 12. Sai a lista dos selecionados

.
Saiu a relação dos pré-selecionados para o programa Câmera 12, da TV Jangadeiro. Hoje à noite, na FA7, houve o anúncio dos 24 nomes cujos testes estão sendo avaliados em São Paulo, para onde a jornalista Juliiana Castanha viajou. 

A equipe do telejornalismo da Band paulista é quem vai eleger os 12 primeiros universitários que irão comandar o novo projeto da TV Jangadeiro que estreia em abril. Essa seleção final deve ser conhecida na próxima semana. . 

RÁDIO. Bom pra eles, melhor ainda para nós

.
A National Public Radio deu a conhecer hoje suas novas regras éticas - NPR Ethics Handbook – vale por uma lição de eticidade para quem faz mídia, em especial para os que atuam no rádio. Aproveitei e adaptei alguns dos pontos que considero da maior importância.

NPR
Nossos Princípios Orientadores
NPR é em seu núcleo uma organização de notícias. Nosso conteúdo de notícias, seja no rádio, na internet ou em qualquer outra forma, deve atingir a mais alta qualidade e reforçar a nossa credibilidade. Orgulhamo-nos de nosso ofício. Nosso jornalismo é tão preciso, justa e completamente possível. Os nossos jornalistas realizam o seu trabalho com honestidade e respeito, e eles se esforçam para ser independentes e imparciais em seus esforços. Nossos métodos são transparentes e nós seremos responsáveis ​​por tudo o que fizermos.
Nosso objetivo é buscar a verdade. Verificação diligente é crítica. Tomamos grande cuidado para assegurar que as declarações de fato em nosso jornalismo estejam corretas e dentro do contexto. Dedicamos nossos recursos e nossas habilidades para apresentar a mais completa versão da verdade que podemos oferecer, colocando o valor mais alto em informações que colhemos e verificada a nós mesmos.
·         Justiça
Para contar a verdadeira história é essencial que nós tratemos tudo de forma especial. Que a entrevista e algum relatório seja feita com justiça escrupulosa, norteada por um espírito de profissionalismo [...]  O que nós transmitimos e colocamos 'on-line' é editado pelo tempo e com clareza. Sempre que passamos a citar, editar ou interpretar o que as pessoas nos dizem, nosso objetivo é ser fiel ao seu significado, por isso nossas histórias soam verdadeiras... Em todas as nossas histórias, especialmente em assuntos de controvérsia, nós nos esforçamos para considerar os argumentos mais fortes que podemos encontrar em todos os lados, buscando oferecer tanto a nuance quanto a clareza. Nosso objetivo não é agradar aqueles que relatamos ou para produzir histórias que criam a aparência de equilíbrio, mas buscar a verdade.
·      Plenitude
Fazemos o melhor para relatar minuciosamente e contar histórias de forma abrangente. Nem sempre tem tempo ou espaço em uma história para dizer tudo o que gostaríamos ou citar todo mundo que gostaríamos de incluir. Mas os erros de omissão e verdades parciais podem causar grande dano na nossa credibilidade e as histórias entregues sem o contexto para entendê-los completamente, são incompletas. 
Jornalistas que se conduzem honestamente provam ser dignos de confiança. No decorrer de nosso trabalho, fazemos tudo de forma verdadeira e sincera. Editar e apresentar a informação honesta, sem engano, é como nos identificamos como jornalistas NPR quando nos reportamos. 
Para garantir a confiança do público, é preciso deixar claro que nossa lealdade primordial é para o público. Quaisquer interesses pessoais ou profissionais que entrem em conflito com a lealdade, seja na aparência ou na realidade, comprometem a nossa credibilidade.
·         Imparcialidade
Nossas experiências e perspectivas são ativos valiosos para o nosso jornalismo.Nós apreciamos o direito de robustos vidas pessoais, mas aceitamos algumas obrigações únicos profissionais e limitações. Porque nossas palavras e ações podem danificar a opinião do público de NPR, que pode comprometer a imparcialidade profissional. Temos opiniões, como todas as pessoas. Mas o público merece relato factual e análise informada sem influenciar nossas opiniões o que ouve ou vê. 
Inspirar confiança no nosso jornalismo é fundamental para dar ao público as ferramentas para avaliar o nosso trabalho. Divulgamos qualquer relacionamento, seja com parceiros ou financiadores, que poderiam parecem influenciar a nossa cobertura.
·        Responsabilidade
Assumimos total responsabilidade pelo nosso trabalho, por isso devemos estar sempre prontos e dispostos a responder por isso. Os erros são inevitáveis. Quando fizermos, iremos corrigi-los sem rodeios, refletir sobre o que aconteceu e aprender com eles.
·  Respeito
Toda pessoa afetada por nosso jornalismo merece ser tratado com decência e compaixão. Estamos com nossas ações e palavras, evitando a arrogância e presunção. Ouvir sempre os outros. Quando fizermos perguntas difíceis, fazemo-las em busca de respostas - e não confrontos. Somos sensíveis às diferenças de atitudes e cultura. Nós minimizar os danos indevidos e tomar um cuidado especial com aqueles que são vulne
Nosso jornalismo é mais valioso quando se casa com verdades importantes e com o exercício narrativo. Temos orgulho de nossa narrativa e na qualidade das palavras, sons e imagens que usamos para ajudar a iluminar o mundo. Quando editadas, devemos adicionar impacto e clareza ao nosso jornalismo - nunca inclinar ou distorcer.
Vamos cumprir o alto padrão para que o público se mantenha fiel aos nossos princípios. Isso requer que abracemos complexidade e continuamente pensando em decisões difíceis. 
Dica via Ponto Media. 

JORNAIS. Cochilos da redação de O Povo

.
Leitor de O Povo telefonou para Povo-CBN cobrando mais atenção da redação do jornal em relação a cochilos que ocorrem na edição de hoje. Na primeira página, chamada de TV do Buchicho cita novela 'Insensato Coração' no lugar de 'Fina Estampa'.

BBB 12. Fabiana é a nova líder do reality

.
Este blog pouco ou quase nada fala de BBB 12. Mas resolvemos atender ao pedido de um leitor interessado em saber quem ganhou a prova de resistência dessa quinta feira. 
A prova terminou por volta das 3 da madrugada desta sexta feira e coube a Fabiana o resultado final. 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

JUSTIÇA. Heraldo Pereira x Paulo H. Amorim

.
Conheci Heraldo Pereira via Moacir Maia, no lançamento do livro do 'sêo' Léo do Gepol, ocorrido ano passado no Ideal Clube. Eu e ele fomos os apresentadores da obra. Simples, correto, responsável, o jornalista é uma dessas sumidades que o Jornalismo brasileiro detém. Heraldo, no entanto, tem sido vítima de ataques racistas por parte até de colegas, como o Paulo Henrique Amorim, da Record. Heraldo foi à Justiça e exigiu retratação do âncora do 'Domingo Espetacular' o que demonstra que a Justiça está atenta a esse tipo de usuário da Internet que pensa serem as redes sociais, espelho de suas hipocrisias. Faço minhas as palavras do jornalista Reinaldo Azevedo sobre a vitória de Heraldo Pereira.  

Blogueiro terá de se retratar por declaração racista. Ou: Uma vitória histórica do grande jornalista Heraldo Pereira
Heraldo Pereira na bancada do Jornal Nacional: o triunfo da "maioria dos homens de bem"
Heraldo Pereira na bancada do Jornal Nacional: o triunfo da "maioria dos homens de bem"
Existe alguma interpretação positiva ou alguma leitura virtuosa para a expressão “negro de alma branca”? Acho que não! Em outro post, que chamarei de “Novas considerações sobre o racismo”, exporei em detalhes como se manifesta a discriminação racial dos supostamente bem-pensantes, que se querem “progressistas” e monopolistas da virtude. Mas fica para daqui a pouco.
Pois bem. O senhor Paulo Henrique Amorim, em seu blog, recorreu àquela expressão asquerosa para definir Heraldo Pereira, repórter, comentarista político e integrante da bancada do Jornal Nacional, da Rede Globo. Não foi a única agressão de que o jornalista foi vítima. Segundo aquele senhor, Pereira seria “empregado de Gilmar Mendes” e faria apenas “bico na Globo”. Mais ainda: comentando a intervenção de um dos mais destacados profissionais da emissora nas comemorações dos 30 anos do Jornal Nacional, escreveu que ele “não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde.” É pouco? Ao criticar uma entrevista que o jornalista conduziu com Mendes, mandou ver: “Pereira se agacha, se ajoelha para entrevistar Ele.”
Pois é… Não restava mesmo outro caminho que não o Judiciário. Havia dois processos, um na área criminal, ainda em curso — com denúncia feita pelo Ministério Público Federal e já aceita pela Justiça, por crime de injúria racial e racismo —, e outro na área cível, que tem agora um desfecho. Amorim terá de pagar uma indenização de R$ 30 mil a uma instituição de caridade indicada por Pereira, será obrigado a retirar do seu blog todos os ataques feitos ao jornalista e se obriga a publicar em sua página e nos jornais Folha de S.Paulo e Correio Braziliense a seguinte retratação:
“Retratação de Paulo Henrique Amorim, concernente à ação 2010.01.1.043464-9:Que reconhece Heraldo Pereira como jornalista de mérito e ético; que Heraldo Pereira nunca foi empregado de Gilmar Mendes; que, apesar de convidado pelo Supremo Tribunal Federal, Heraldo Pereira não aceitou participar do Conselho Estratégico da TV Justiça; que, como repórter, Heraldo Pereira não é nem nunca foi submisso a quaisquer autoridades; que Heraldo Pereira não faz bico na Globo, mas é funcionário de destaque da Rede Globo; que a expressão ‘negro de alma branca’ foi dita num momento de infelicidade, do qual se retrata, e não quis ofender a moral do jornalista Heraldo Pereira ou atingir a conotação de racismo.”
Só para que vocês tenham uma idéia de como se deram as coisas, em sua defesa, referindo-se à expressão “negro de alma branca”, o réu Amorim chegou a afirmar (transcrevo literalmente):“Com efeito, consistindo o racismo na crença de determinado grupo de pessoas de ser superior a outro, recriminando os indivíduos com base em características físicas, tais como a cor, forçoso concluir que a matéria em discussão não se enquadra no conceito racista, não possui cunho pejorativo e não menosprezou quem quer que seja, como pretendido pelo contestado, pelo contrário, enalteceu o jornalista Heraldo Pereira que, atualmente assume posição de destaque no jornalismo da Rede Globo.”
Vale dizer: o réu insistiu na tese de que “negro de alma branca” é, na verdade, um elogio…
Bem, meus caros, o que vai acima remete a um debate muito importante que está em curso no Brasil. Ele diz mais do que parece sobre certas convicções supostamente democráticas.
Heraldo Pereira ajuda a civilizar o Brasil.
Heraldo Pereira torna melhor o grupo a que todos pertencemos: a raça humana.
Heraldo Pereira não é a vingança da minoria, mas o triunfo da maioria: a maioria dos homens decentes e de bem!
Parabéns, Heraldo!
Por Reinaldo Azevedo
FALANDO NISSO