terça-feira, 22 de novembro de 2011

DUDA RANGEL. Como irritar um jornalista


Com a Lei de Acesso à Informação, textos sigilosos começam a vir à tona. O blog Desilusões perdidas obteve, com exclusividade, documento que ensina um entrevistado a provocar o repórter, só para deixá-lo desestabilizado (ainda mais do que ele já é) emocionalmente. Confira as orientações:

Dê um chá de cadeira de horas nele.

Convide-o para almoçar num restaurante caro, mas não pague a conta sozinho.

Peça para ler as perguntas antes da entrevista para verificar se estão bem-elaboradas.

Opte por monossílabos quando ele quiser respostas aprofundadas.

Fuja malufamente das polêmicas.

Responda uma pergunta com outra pergunta.

Elogie o doutor Gilmar Mendes, mesmo fora do contexto.

Diga que tem uma informação ótima e exclusiva e, logo depois, lembre que não está autorizado a contar.

Se ele estiver com pressa, fale com a rapidez de um Suplicy.

Dê menos atenção se ele não trabalhar na “grande imprensa”.

Quando estiverem conversando, enalteça o furo do principal concorrente dele.

Chame o jornal em que ele trabalha de jornalzinho.

Lembre que ele deve ser generoso na produção do texto, afinal você é um influente anunciante.

Pergunte quando vai sair a entrevista e se sua foto terá destaque.

Elogie mais uma vez o doutor Gilmar Mendes.

Peça para aprovar a matéria antes da publicação.

Nenhum comentário: