domingo, 24 de abril de 2011

VEJA. Revista fala da casa da mãe joaninha


Numa reportagem onde não poupa Luizianne Lins de nada, a revista Veja insere na edição que está nas bancas a matéria "A casa da mãe joaninha". O título é uma referência à fantasia da prefeita no último carnaval e, por tabela, à situação de Fortaleza sob a sua administração.

Li no blog do Emílio Moreno que a matéria bombou no Twitter, com críticas dos opositores da prefeita. Ele até estranhou que seus partidários não a tenham procurado defender a administração, destratada pela Veja, principalmente pelo que considera ser "uma sucessão de vexames públicos, escândalos administrativos, protestos populares e ondas de boatos (que) corroem o já minguado capital político da prefeita de Fortaleza".

Para ler a matéria na íntegra, clique AQUI.

FALANDO NISSO


Prefeitura publica resposta. Leia AQUI.

4 comentários:

David Coelho disse...

Alem da falta interesse em solucionar simples problemas(buracos, lixo e falta de ônibus no precário sistema transportes coletivos de Fortaleza). Temos também o péssimo atendimento nos postos de saúde com falta de medicos e medicamentos em toda cidade.
A falta de interesse em greração de empregos em Fortaleza tivemos o caso do Estaleiro e recentemente uma empresa instalada em Fortaleza transferiu a filial para a cidade de Maracanau(Está em fase de implantação, dentro do Feira Center, na entrada do Jereissati, a Empresa de “Call Center” Hoepers.

O início das suas operações deverá acontecer no próximo mês de junho. De acordo com o protocolo assinado com a Prefeitura, no último mês de março, a companhia chega ao Município trazendo R$ 1 milhão em investimentos, gerando 700 empregos diretos. O empreendimento recebeu incentivos fiscais do Município. Em contrapartida, terá que destinar 80% dos empregos de seu quadro funcional para pessoas domiciliadas em Maracanaú, sendo que, desse percentual, pelo menos metade deverá ser para jovens entre 18 e 29 anos.(http://www.maracanau.ce.gov.br/secretaria-de-desenvolvimento-economico/implantacao-de-empresa-de-call-center-abrira-700-empregos-diretos-no-municipio.html ).
Existem fatos que comprovam a total precariedade da atual administração municipal.
Seria todos contra uma administração totalmente distante de todos fortalezenses que trabalham e pagam muitos impostos, taxas e multas , que são destinados somentes as festas.

Anônimo disse...

A verdade caiu na mídia. O Srº Luís Barroso da Veja dessa vez pois pra derrubar. Poís a verdade é que estao curtindo com nosso dinheiro e nada é feito. Acorda Fortaleza, afasta do cargo a atual prefeita de fortaleza pois nao da para esperar até o final de 2012. Se deixar como esta muita grana vai rolar. As. Lorena Rego

Anônimo disse...

Negada da pensa local precisa tomar cuidado: Ítalo Coriolano, do jornal O Povo, por exemplo, passou o domingo no Twitter defendendo Luizianne e criticando a Veja...

Anônimo disse...

Esta prefeita é uma vergonha para todos os que moram em Fortaleza e principalmente para a classe de professores da qual ela diz fazer parte. Educação e saúde ela tem jogado nos buracos que ela tem deixado espalhados pela cidade. Onde está o povo que gritou fora Collor? Vamos gritat fora Luiziane!!!!!!!!!!!!!!!!