quinta-feira, 28 de abril de 2011

ALERTA. E quando roubam nossa senha


Tomo conhecimento de quadrilha agindo com cartões clonados e lembro-me que hoje pela manhã, o produtor Gustavo Vieira, da Povo-CBN, me falava do vazamento de dados da PlayStation Network, assunto preocupante. E fui catar (é ótimo!) mais informação na rede. Achei um artigo "¡Socorro! ¡Me han robado el número de la VISA!", com texto do Fabrizio Ferri. Nele, um guia para se evitar a perda de dados de cartões de crédito e a maniera mais segura de evitar fraudes.
As lojas on-line e serviços de assinatura armazenam nossos dados pessoais, como uma questão de conveniência: re-inserir os mesmos dados várias vezes é um incômodo. Infelizmente, se a segurança do banco de dados é comprometida, após um ataque hacker, os dados podem ser roubados.


Nomes, endereços, números de telefone e cartão de crédito são vendidos no mercado negro ou utilizados em fraudes de diversos tipos. Aparentemente, ninguém está a salvo: há poucos meses passou pela loja do iTunes e, mais recentemente aconteceu com a PlayStation Network .

Se você foi vítima de um roubo de dados, teve subtraído o número de cartão de crédito ou tem medo do que possa acontecer no futuro, você pode facilmente evitar males maiores. Abaixo está uma lista de recomendações.


0. Mantenha a calma
Desde que você não seja a única pessoa afetada, o mais provável responsável pelo serviço online em causa já estará ciente do problema (supostamente) e informará as forças de segurança também a fim de por em prática medidas adequadas para evitar males maiores. Respire fundo e longe do pânico: você tem tempo para agir.


1. Coleta de informações
Quando acontece o roubo de dados? Qual alcance que tem? Existe alguma recomendação da empresa? Em vez de disparar o alarme, veja as novidades, acesse o site oficial e busque as contas do Twitter e Facebook. Cuidado com os boatos: contraste a notícia antes de tomar uma decisão.


2. Contacte o seu banco
Se você pode acessar o seu banco através da Internet, observe os movimentos da sua conta. Ligue para o seu banco ou vá ao escritório mais próximo para relatar o incidente. A maioria dos bancos tem ações anti-fraude que bloqueiam movimentos suspeitos (alguns até mesmo vão lhe alertar via SMS).


3. Alterar sua senha
O senso comum diz que não deve usar a mesma senha para mais de uma conta, mas a realidade mostra que é prática comum. Altere as senhas de seus serviços essenciais (correios, bancos, etc) por outros. 


4. Tem o número de cartão de crédito? Cancele-o
Tem certeza de que o número de cartão de crédito foi roubado, anulá-lo é uma boa medida preventiva. Ligue para o seu banco ou para um dos números e solicite o cancelamento imediato do cartão de crédito:

Ao fazer isso, grave data e a hora da chamada para mostrar que o aviso amplo. No caso de ter havido alguma operação fraudulenta, denuncie o fato à Polícia e mantenha uma cópia do B.O. O banco, devidamente informado, também irá realizar sua própria investigação, que normalmente é lenta.

5. Não responda a e-mails que solicitam informações pessoais
O número do cartão não é suficiente para realizar uma compra: eles também precisam de outros dados, tais como o número de segurança (três dígitos atrás do cartão) ou códigos que são enviados para seu telefone celular.

A maioria das operações exige o código de segurança

Quem roubou seus dados tem seu e-mail. Sob nenhuma circunstância responda e-mails que solicitam informações pessoais . Também deve se desconfiar de telefonemas semelhantes.

6. Para o futuro ...
Para evitar que situações semelhantes se repitam, não é aconselhável armazenar detalhes da conta bancária a menos que seja absolutamente necessário. Siga os conselhos dos bancos e grupos de consumidores sobre o uso dos cartões.

Nenhum comentário: