sábado, 27 de novembro de 2010

TWITTER. 6 tipos que devemos evitar

Um guia para evitar chatos nas redes sociais

Se você estiver pensando em selecionar seus seguidores no Twitter, então procure evitar os seis tipos listados pelo blogueiro Pepe Flores:

1. Populistas
Modus operandi: É um usuário que ganha seguidores através da falação. São aqueles que não sustentam postura definida. São maria vai com as outras.

2. Sindicadores
Modus operandi: Suas atualizações se reduzem, basicamente, a canção que ouvem no momento, ao último vídeo que assistiu no YouTube ou a sua entrada mais recente em seu blog. Utilizam o Twitter como um meio de difusão unilateral. Raras vezes contestam algum 'reply' — ye alguns nem publicam conteúdo próprio.

3. RTs compulsivos
Modus operandi: Não escrevem, retuitam. Praticamente todo o seu conteúdo é uma antologia dos melhores 'tweets' de outros usuarios. Pior quando se arvora de fazer citações famosas e lugares comuns. Estes usuários contaminam muito o 'timeline'. Recomenda-se evitá-los.

4. Aditos ao hashtag
Modus operandi: Os 'hashtags' são o melhor e o pior do que é publicado no Twitter. São úteis recopilar informação e, se bem usados, podem servir como elemento elemento metalingüístico bastante interessante. Mas há os que abusam.

5. Os 'tenho fome'
Modus operandi: Seus tweets são (maior parte deles) irrelevantes. Sentem a necessidade de compartilhar com o mundo até o mais íntimo detalhe de suas vidas. Predominam em seu conteúdo exemplos como “Tenho fome” ou “Vou ao banheiro”. Não se necessita anunciar cada movimento que se faz, não é mesmo? Falar do dia-a-dia é algo interessante, mas não se precisa anunciar cada movimento que se realiza. Esses tuiteiros não são maus, só aborrecem.

6. Demasiada informação
Modus operandi: Adoram subir conteúdo NSFW ao Twitter sem avisar — em alguns casos, imagens ou vídeos deles mesmos. Ventilam aspectos davida íntima de outros ou fazem comentários escatológicos.

Ainda há usuários problemáticos, como os que confundem o Twitter com um 'chat'; os petulantes que vivem corrigindo os outros. Se você não está nessa tipologia, já sabe: o melhor é fugir deles.

Nenhum comentário: