domingo, 25 de julho de 2010

TV. O humor político está sob censura


Embora não me agrade o todo do humorístico "Demorô" que a TV Cidade apresenta aos domingos, algumas partes do programa até chamam atenção. Como o quadro em torno dos políticos de Brasília, 'A Grande Quadrilha', paródia ao seriado da Globo.

A charge eletrônica incluíu num mesmo saco figuras já batidas como José Sarney, Heráclito Fortes, José Serra e Dilma Roussef, muito embora se saiba que esse tipo de graça está sob censura. As novas regras estabelecidas pela resolução 23.191/2009 do TSE proíbem qualquer veiculação que possa 'degradar ou ridicularizar candidato, partido político ou coligação'.

Pessoalmente, considero esse tipo de censura uma mordaça que se impõe a criatividade humorística nacional. Coisa de político preocupado com que o espelho mágico possa refletir de seus atos. Essa censura levou profissonais a lamentarem a decisão da Justiça. Os que fazem humor político, do Cassseta & Planeta ao pessoal do CQC, consideram isso uma aberração.

Apesar dos pesares, todos se dizem dispostos a obedecer, caso contrário os veículos de comunicação incorrem em penalidades. "Todo e qualquer efeito realizado em áudio ou vídeo que degradar ou ridicularizar candidato, partido político ou coligação a inobservância sujeita a emissora ao pagamento de multa no valor de R$ 21.282,00 (vinte e um mil duzentos e oitenta e dois reais) a R$ 106.410,00 (cento e seis mil quatrocentos e dez reais), duplicada em caso de reincidência (Lei nº 9.504/97, art. 45, § 2º)".

Na verdade, esses políticos sabem muito bem que programas de humor, tipo CQC, Pânico e Casseta&Planeta, têm dado uma baita ajuda a que nós eleitores possamos seleconar melhor os 'filhos da pátria' que desejamos mandar para Brasília.

2 comentários:

Anônimo disse...

Não seria anticonstitucional essa resolução de acordo com o que diz o Art.5 inciso IX da CF (é livre a expressão de atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença) ?

RASTICHONG disse...

Olá Nonato! Tudo bem?
Aqui é o Rastichong. Sou diretor, roteirista, desenhista, animador, dublador e apresentador do programa Demorô. Parabéns pelo blog! Está exelente!
A paródia "A Grande Quadrilha" foi produzida em torno de personagens fictícios. São apenas desenhos animados, com nomes não correspondentes ao de políticos que concorrem ou não a qualquer eleição.
A animação não foi feita baseada em nenhum tipo de figura política ou algo do gênero.
Espero que continue assistindo o nosso programa! Obrigado pela audiência meu querido!
É uma honra!!!
Grande abraço! ;D