terça-feira, 29 de junho de 2010

Pesquisa. O 'cãodidato' preferido do paulista


Nessa época de pré-campanha eleitoral, embora ela já esteja no meio do mundo, a revista da Folha de SP abriu capa e gastou tintas com "o eleito" da maioria dos paulistanos: o cão. Não tarda surgirem comparações alusivas a algum pretendente a cargo eletivo.

Falando sério, a matéria [muito boa] de Flávia Mantovani e Roberto de Oliveira revela o que eu já tinha suspeitado. São Paulo é uma cidade pra cachorro nenhum botar defeito. Aqui, os cães quase chegam a mandar. Eles ladram e os donos, rapidamente, obedecem.

Como se cria animal! Em casa, no apartamento, em qualquer lugar a gente se depara com gente conduzindo cães. E todos, apesar de viverem uma vida de gente, são mal-criados - pelo que pude avaliar dos que convivem entre as famílias que visitei. O cão parece mandar mais que o dono.

Tem cachorro de toda raça. Mas uma pesquisa DataFolha, publicada no último domingo, indica que são os vira-latas os preferidos dos paulistanos. Cerca de 37% dos moradores da cidade têm cachorro em casa. E daqueles que têm o nome associado ao lixo e aparecem no dicionário como sinônimo de "sem classe, sem vergonha",

A pesquisa tem outros números curiosos: 45% dos paulistanos deixam o cachorro em casa para viajar. 50% dos donos levam seus bichos ao pet-shop regularmente. Aliás, tem um shopping enorme só com produtos caninos que eu visitei domingo para comprar ração. Dos cães que guardam o apartamento onde estou.

Um total de 34% dos pesquisados pelo DataFolha nunca levaram o cachorro para andar na rua.28% já adotaram um cão abandonado.92% alimentam seus animais com ração.

E o mais incrível é que, conversando com uma engenheira de produção casada com um advogado paulistano, eles me disseram que agora em julho vão trabalhar de 'dog-sitter', cuidando de animais enwuanto os donos viajam pelo mundo.

Um comentário:

Antonio ALTANEIRA fco:rocha -sp rocha-spa disse...

acho isso um absurdo detesto cachorro e gatos na cidade grande e se for em apartamentos ai é pior ainda o fedor é um caso aparte as pessoas que mora na casa não sente mais na hora que se entra numa casa que tem cão já se sente o fedor já na porta sem falar nos pelos nos sofás no chão e etc.