segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Epitáfios famosos e o que escrever na lápide


O GENTE DE MÍDIA avalia aqui alguns exemplos de epitáfios que os famosos escreveriam. Alguns desses famosos, já cruzaram a fronteira para a outra dimensão.

· Ai, tô morta! (Skolástica)
· Nelson Ned é a p(*)! (Anão Zangado)
· Causa mortis: pneumonia. (Anão Atchim)
· Caí do cavalo (Beto Carreiro)
· Isso é uma vergonha! (Bóris Casoy)
· É preciso passar o inferno a limpo. (Idem)
· Cuidado: inflamável (Boris Ieltsin)
· Alguma coisa aconteceu em meu coração (Caetano Veloso)
· Molí (Cebolinha)
· Hay que apodrecerse (Che Guevara)
· Ohana nas alturas (Cláudia Ohana)
· No túmulo com Danuza (Danuza Leão)
· Logo hoje que eu estava toda encaralhada, puta que me pariu! (Dercy Gonçalves)
· Finalmente, não preciso fazer mais nada (Dorival Caymmi)
· Atenção, velas, flores e fotos autografadas estão à venda no estande da Igreja Universal, à direita de quem entra no cemitério (Edir Macedo)
· A Sociedade Protetora dos Animais conserva esta área (Edmundo)
· Meu nome era Enéas! (Enéas)
· Não morri, estou fazendo pós-graduação da vida (Fernando Henrique Cardoso)
· Enterrem meu topete na beira do rio (Itamar Franco)
· Foi culpa da Rede Globo (Leonel Brizola)"

do Livro "Aqui Jaz - O Livro dos Epitáfios",
de Aran & Castelo, Editora Ática - SP, 1996

OUTROS EPITÁFIOS


"Sinto muito não ter tido tempo de pagar todas as contas". (eu)
"Aqui jaz quem não está aqui"(eu, de novo)
"Aqui não estou. Fui!!!" (Rosa Maria)
"Perdoe-me por não me levantar, senhora" (Groucho Marx)
"Onde quer que ela estivesse era o Éden." (Adão, segundo Mark Twain)
"Aqui jaz uma gargalhada cercada de choro por todos os lados" - (de um humorista).
"Sua única corrida sem cobrar a volta" (de um chofer de praça)
"Foi o dia da caça". (de um caçador)
"Fora da tela bastou um tiro." (de um mocinho do cinema)
"Este foi o único buraco que ele não fez." (de um prefeito)
"Foi pego com cinco ases na mão." (de um jogador de cartas)
"E agora passemos a outro programa." (de um locutor)
"O touro correu mais". (de um toureiro)
"A carne é fraca" (de um açogueiro).
"Chegou a minha vez". (de um coveiro)

3 comentários:

DAVID COELHO disse...

de uma irma de caridade;
de uma pessoa que não queria morrer

Marcos - Maranguape disse...

Escreveram na lápide de um certo político:
"Agora fizeste alguma coisa pelo bem de teu país"

Paulo disse...

Sras e Srs, saí do ar.