terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Tropeços comuns no meio do rádio e na tv


Recebo e-mail do jornalista Paulo Rodolfo de Lima - paulo.rodolfo@cbn.com.br -, com anotações que considero importantes para os que fazem rádio, tv e jornal. Ele faz uma análise dos tropeços mais comuns que se ouve na mídia.

"O ministro do Meio Ambiente e o empresário Eike Batista, do do grupo EBX, assinaram nesta terça-feira"....
O correto: a pronúncia é Áike Batista

"Os jogadores se representaram nesta tarde após a vitória contra o Sport".
O correto: os jogadores se reapresentaram nesta tarde....

...." o cassino clandestino"........
Explicação: se a atividade, no Brasil, é ilegal, todo cassino é clandestino, certo?

"Edinho foi preso acusado de envolvimento com o grupo liderado por Ronaldo Barzoti, conhecido como Naldinho".
Explicação: não usamos líder para chefe de quadrilha.
O correto: "Edinho foi preso acusado de envolvimento com o grupo chefiado por Ronaldo Barzoti, conhecido como Naldinho".

"Há indícios de que a menina foi violentada sexualmente"
Sugestão: "há indícios de que a menina sofreu abuso"

Lembrete
a pronúncia certa é "ru-ím" , e não "rúim"

Um comentário:

Rogério disse...

Nonato, aproveitando o mote do post, você já contou quantas vezes a Marilena Lima usa a palavra "situação" em suas reportagens?